Baiano esteve discreto em Dourados-MS, mas é o ponto de equilíbrio do time

Matheuzinho é mais uma dúvida contra a Aparecidense

Matheuzinho é dúvida para o primeiro confronto contra a Aparecidense
Matheuzinho é dúvida para o primeiro confronto contra a Aparecidense

O Ceilândia retornou aos trabalhos nesta terça. Na programação da semana mais um confronto contra a Aparecidense, dessa vez em jogos eliminatórios.

A Comissão Técnica não escondeu que preferia um adversário inédito. A Aparecidense é um time que tem um bom sistema de jogo e o Gato Preto teve muitas dificuldades nos dois confrontos. A mudança de treinador, para a Comissão Técnica do Ceilândia, apenas aumenta a dificuldade.

Sandro entrou no lugar de Didão: time passou a marcar mais atrás, perdeu volume de jogo, mas também não sofreu gol
Sandro entrou no lugar de Didão: time passou a marcar mais atrás, perdeu volume de jogo, mas também não sofreu gol

Para a comissão,  a Aparecidense é particularmente forte em seus domínios. Nos últimos jogos pela Série D, englobando 2015 e 2016,  a Aparecidense venceu os cinco últimos jogos disputados em casa. E mais: este ano, a Aparecidense contou com penaltis em todos os jogos disputados em casa.

Baiano esteve discreto em Dourados-MS, mas é o ponto de equilíbrio do time
Baiano esteve discreto em Dourados-MS, mas é o ponto de equilíbrio do time

O lado alvinegro tem a certeza que poderá contar com o maestro do time, Baiano, para o confronto deste final de semana. Adelson, contudo, ganhou mais um problema: Matheuzinho lesionou-se numa disputa de bola ainda no primeiro tempo da partida contra o Comercial. Formiga foi o seu substituto.

Com relação a Willian, Didão e Gabriel, Adelson espera a evolução dos trabalhos durante a semana para ter a certeza de que poderá contar com o trio.

 

Comentarios

Comentarios