E era possível…

Um enorme sentimento de frustração invadiu a alma do torcedor. O time conseguiu jogar pior que nos jogos passados. Não perdeu porque o futebol tem algo de injusto. Talvez até por isso Cec empata em 0 x 0 com Esportivo: Luiz Henrique disputa cara feiamesmo o Ceilândia deveria ter vencido.

O primeiro tempo foi inteiramente do Esportivo. O time do Guará teve seis oportunidades de gol, com direito a reclamar de um pênalti logo no minuto inicial. O Ceilândia teve apenas uma chance, com Robinho, já no final da etapa inicial.

O segundo tempo pode ser dividido em dois períodos. Nos primeiros 30 minutos, o Esportivo perdeu outras seis oportunidades, contra uma do Ceilândia (Abimael). O Esportivo teve o direito de perder gol cara a cara com Donizeti.

Nos últimos 15 minutos o Ceilândia equilibrou a partida, (ou o Esportivo cansou?). De qualquer forma o Ceilândia teve duas boas oportunidades com Giovani e duas outras oportunidades em cobrança de falta (Sérgio Manoel e Bruno).

No final, o empate foi justo: o Esportivo, depois de perder tantos gols, realmente não poderia vencer… O Ceilândia, depois de quatro jogos sem vitória vê que é quase impossível ser campeão.

Comentarios

Comentarios