Empate deixa CEC na obrigação de vencer Legião

20080323cecxbrasiliense15.jpgO Ceilândia empatou com o Brasiliense em 1 x 1 e segue na luta por uma vaga na série C.

Foi um jogo estranho. O Ceilândia entrou em campo com uma defesa totalmente improvisada. Na verdade havia laterais na defesa, na cabeça de área e, obviamente, nas laterais. Por essa razão, o Brasiliense dominou amplamente as ações.

Apesar do domínio franco do Brasiliense foi o Ceilândia quem perdeu as melhores oportunidades. Em duas ocasiões, Rodrigo Félix saiu cara a cara com o goleiro adversário e chutou para fora. O castigo não demorou: Dimba aproveitou boa jogada de Rodriguinho e desviou para as redes.

O segundo tempo foi totalmente diferente. O Brasiliense, como demonstrou no jogo de ida, parece ter cansado e o Ceilândia, com seu entusiasmo, equilibrou as ações.

O gol do empate demorou um pouco para surgir, mas Rodrigo Félix foi muito feliz e acertou o ângulo superior direito da meta amarela. Na comemoração, aproveitou para fazer uma ligação, provavelmente para dizer que o Gato está vivo e na briga.

Depois de conquistar o empate o Ceilândia continuou melhor e perdeu ao menos duas boas oportunidades para selar a vitória, mas não conseguiu.

20080323cecxbrasiliense16.jpgO empate deixou o CEC com 15 pontos, ao lado do Brazlândia. Na próxima quarta, 20h30, CEC e Legião se enfrentam. O CEC precisa vencer para firmar-se na luta por uma vaga na série C.

A ARBITRAGEM
A arbitragem teve a cargo de Wilton Sampaio. O árbitro manteve um critério o jogo inteiro: interrompia com seguidas faltas. Arbitragem tranqüila.

Comentarios

Comentarios