Liga: Copa Verde

Ceilândia x Real FC

Nos penaltis, o Ceilândia venceu por 4 x 3 (Pedro Bambu, Euller, Railson perdeu, Everaldo, Elbinho). Henrique defendeu os penaltis cobrados por Garcia e Gabriel Lima.

Kauã Rodrigues

Kaua Rodrigues dos Santos
Nº de Contrato: 2274468DF

Tipo Contrato: Contrato Definitivo

Publicação: 10/01/2024 10:46:44

Data Início: 20/12/2023

Inscrição: 618012

Apelido: KAUA

Nascimento: 12/01/2004

Emerson Santos

Emerson da Silva Santos
Nº de Contrato: 2276120DF

Tipo Contrato: Contrato Definitivo

Publicação: 09/01/2024 12:20:56

Data Início: 29/12/2023

Inscrição: 315099

Apelido: Emerson

Nascimento: 26/02/1994

Cuiaba EC x Ceilândia

Vimos o jogo, com calma, pelo canal do Youtube do Cuiabá. Não foi uma boa apresentação do Ceilândia pela Copa Verde 2023. Mais uma, no geral…

É verdade que o Gato Preto respeitou demasiadamente um adversário que tem na bola aérea o seu forte e não muito mais que isso. Um time limitado que se valeu do peso da camisa recém conquistado. Camisa não ganha jogo ou não deveria. No papel, o time do Ceilândia nada fica a dever ao limitado time do Cuiabá.

Claro que,  ao menos no papél,  o Cuiabá é um adversário mais qualificado que a média os times do futebol local. O Ceilândia também é ou ao menos deveria aceitar que é.

O que se viu foi o Ceilândia retraído, dando campo para o Cuiabá. Ate aí nenhum problema, desde que forçasse o erro do adversário no seu próprio campo. Isso não aconteceu. O Ceilândia foi um time passivo sem a bola. Se o adversário errasse, bem. Se não errasse, aconteceria o que aconteceu. 

Com a bola, o Ceilândia mostrou que é um time melhor com a entrada de Gabriel Correia. Não basta Gabriel Correia querer jogar, é preciso que o time também queira e tenha a humildade necessária para compreender que o futebol é mais difícil do que se pensa.

Erros bobos de passe na intermediária,  tentativa de carregar a bola contra uma defesa plantada, a tentativa de conduzir a bola estando de costas e marcado, incapacidade de trocar quatro passes em progressão… O Ceilândia é um time pressionado, que não sorri… é preciso ter calma nessas horas. Um abraço, um passo atrás pode fazer bem… não sabemos: estamos longe.

O Ceilândia teve também  uma enorme quantidade de erros técnicos incompatíveis com o esquema que se imagina fora traçado. 

Cada um tem uma maneira de ver futebol. Já vimos times que priorizam a defesa serem campeões, outros fracassarem vergonhosamente. Não há garantia de vitória, qualquer que seja o esquema tático, mas é preciso fazer bem feito. O Ceilândia não foi capaz.

O fato é que a vitória do Cuiabá veio fácil. Rafael Gava fez aos 29; Deyverson ampliou aos 31 e aos 44, tudo do primeiro tempo. No segundo tempo, o Cuiabá administrou a vitória já conquistada.

Agora, o Ceilândia volta seus olhos para o Candangão. O Gato Preto está em 7o, mas a posição não condiz com o time que tem, comparado com o nível do futebol local, nem mesmo com o futebol demonstrado com a entrada de Gabriel Correia. Claro, alguns jogadores precisam ser humildes e aceitarem que estão complicando o futebol mais do que o futebol é complicado.

credito:Olhar Esportivo

O Ceilândia precisa de estabilidade, estabilidade para o bem. Inconcebível que o Gato Preto tome de 3 do Samambaia. O problema é que de 3 em 3 todos sofrem.

Sofre o jogador, porque vemos que se esforçam, se dedicam e o resultado não vem. Sofre o dirigente que não vê resultado no investimento. Sofre o torcedor, sofre o familiar, sofremos todos que queremos que esse time ocupe o lugar que merece. 

Credito:O Documento

Torcemos que o Ceilândia dê a volta por cima no Candangão . É preciso ter força e personalidade já contra o Gama. Time tem, falta caprichar. Cada um fazer o que pode fazer de melhor. O momento de errar já passou.

O treinador Adelson de Almeida sempre soube ver o jogo e administrar o elenco. Mexeu em todo o time, menos em uma posição.  Ele pode ter lá suas razões, mas sabe que agora estamos todos no mesmo barco e chegou a hora da decisão. Afundamos todos ou salvamos todos.

As 5  primeiras imagens são de Lucas Bolzan, do perfil oficial de Ceilândia.

Ceilândia x Rio Branco-ES

O Ceilândia estreou na Copa Verde 2023 com o pé direito. Jogando em casa, na tarde deste sábado, o Gato Preto venceu o Rio Branco, do Espirito Santo, por 1 x 0. Com a vitória, o Ceilândia pega o Cuiabá, fora de casa, na segunda fase.

O Ceilândia teve dificuldade contra um adversário que tinha uma proposta claramente defensiva, mas era pouco inspirado no ataque: resultado, na maior parte do tempo, jogo de um time só: o Ceilândia mandou no jogo.

Mandar no jogo não significa que o Ceilândia foi brilhante. O Gato Preto continua com problema na transição. O Ceilândia teve o mérito de ter a bola nos pés, de controlar a posse de bola, mas errava muitos passes. O resultado é que na maior parte das vezes, o Ceilândia chegou com perigo basicamente nos escanteios.

Veio o segundo tempo e o cenário mudou logo aos 3. Dôglão achou Gabriel Guimaraes livre e o atacante aproveitou a oportunidade para fazer Ceilândia 1 x 0. 

O Gato Preto continuou melhor, mas não conseguiu ampliar o marcador. Difícil dizer se a supremacia alvinegra diz mais sobre o Ceilândia ou sobre o Rio Branco-ES. O fato é que a vitória veio sem muitos sustos.

No dia 1o de março de 2023, o Ceilândia enfrentará o Cuiaba-MS pela segunda fase da Copa Verde 2023. Agora, o Ceilândia volta os olhos para o jogo contra o Santos-SP pela Copa do Brasil.

As imagens são de Lucas Bolzan, do perfil oficial do Ceilândia Esporte Clube.

Pedrinho Guedes

Pedro Henrique Guedes dos Santos
Nº de Contrato: 2092072DF

Tipo Contrato: Contrato Definitivo

Publicação: 26/01/2023 02:11:43

Data Início: 25/01/2023

Inscrição: 432184

Apelido: Pedro

Nascimento: 20/07/1999

Ceilândia EC vs Corumbaense-MS

Corumbaense-MS vs Ceilândia EC