Filipe Cirne pelo Ceilândia, China pelo Sobradinho: ambos no Ceilândia em 2017

Tensão crescente

Betinho deu muito trabalho em 2016 na sofrida vitória do Gato Preto
Betinho deu muito trabalho em 2016. Vitória sofrida do Gato Preto por 2 x 1

O campeonato avizinha-se de sua fase decisiva. Nesta quarta, o Ceilândia volta a campo, 15h30, no Estádio Nacional, para enfrentar o Sobradinho. O Gato Preto precisa vencer os dois jogos que lhe restam para garantir a primeira colocação da fase de classificação.

Embora os últimos resultados do Ceilândia não tenham sido dos melhores,  derrota para o Luverdense e empate contra o Gama, há o consenso de que as atuações do time nesses jogos foram boas, mas ainda há muito que evoluir.

O Ceilândia venceu em 2016 num jogo em que o destaque negativo foi uma péssima arbitragem
O Ceilândia venceu em 2016 num jogo em que o destaque negativo foi uma péssima arbitragem

Contra o Gama o time demonstrou uma preocupante falta de intensidade no primeiro tempo e poderia ter voltado para o segundo tempo com uma desvantagem maior. No segundo,  o Ceilândia compensou com alma e, claro, o time melhorou.

Há consenso  que o nível de exigência nesses jogos decivisos vai aumentar. O jogo desta quarta será o primeiro numa escalada de tensão própria de jogos eliminatórios. Adelson sabe que o time precisa atingir o auge no momento certo. Esse momento está chegando.

Filipe Cirne pelo Ceilândia, China pelo Sobradinho: ambos no Ceilândia em 2017
Filipe Cirne pelo Ceilândia, China pelo Sobradinho: ambos no Ceilândia em 2017

Adelson deve contar com os retornos de Didão e Kabrine para os jogos desta semana. O volante já figurou no banco contra o Gama. Kabrine volta a treinar com bola, depois de recuperado de lesão na panturrilha.

Já classsificado, o  surpreendente Sobradinho encara o jogo como um teste de maturidade para o seu elenco na busca por um lugar no G4. O alvinegro serrano sofreu apenas uma derrota e tem  o melhor ataque da fase de classificação. 

 

Comentarios

Comentarios