Não faltou luta

Feminino: mais uma pedreira, agora o Cresspom

Não faltou luta
Ceilândia sempre fez bons jogos contra o Minas, mas contra o Cresspom sempre sofreu

Se o Ceilândia quiser chegar bem no campeonato feminino precisa estar ao nível dos melhores. No último final de semana enfrentou o atual bicampeão, o Minas/ICESP. As meninas do Ceilândia fizeram um bom jogo, mas perderam pelo marcador mínimo. Se quiser chegar nas semifinais em condições de lutar pelo título, precisa pontuar. O Cresspom iniciou sua caminhada aplicando 7×0 no Santa Maria.

O adversário deste domingo é o forte Cresspom que, ao lado do Minas, disputam a hegemonia do futebol feminino local. O Ceilândia tem um trabalho diferente, focado na revelação de atletas e nisso tem sido vitorioso também. É o time que tem incomodado as grandes forças do futebol local e foi vice-campeão candango em duas das últimas três edições. O Gato Preto tem. pois, bons resultados e um nome a zelar.

Muitas caras novas no elenco alvinegro: Defesa portou-se bem
Ceilândia tem uma defesa mais forte fisicamente que anos anteriores: vai precisar para enfrentar o Cresspom

Para o jogo deste final de semana o Ceilândia tem uma dúvida importante: Isabella. O grande nome do Ceilândia precisa assumir a responsabilidade que o talento lhe empresta. Algumas lesões tem atrapalhado. As meninas, contudo, tem mostrado uma garra fora do comum e, com ou sem o grande nome do time, fizeram um grande jogo contra o Minas. Terão que repetir a dose novamente contra o grande Cresspom.

Comentarios

Comentarios