Nota do Ceilândia: Suspense sobre Candangão 2020 continua

Vilson, Ari e Almir: Dias difíceis… 

No mundo real, todos sabem que uma nota oficial tratando de uma negociação em andamento é feita para dizer tudo, menos o que realmente está ocorrendo. Uma negociação envolve interesses antagônicos: cada parte procura fazer o negócio que melhor atenda aos seus interesses. O segredo é a alma do negócio, dizem.
A nota divulgada pela direção do Ceilândia reforça, contudo, algumas certezas. A mais importante  é que o Ceilândia não tem condições de, por si só, disputar o Candangão 2020. A direção sonhava com um crédito a receber. Esse crédito não veio. O clube não conseguiu quitar a folha de pagamentos de 2019 e o time passa por uma enxurrada de ações judiciais. 

Em janeiro, Beni assistiu o jogo contra a Anapolina ao lado de Vilson (Gama) e Almir de Almeida
Em janeiro de 2016 Beni já previa enormes dificuldades em 2019. 

O CeilandiaEC Torcedor acompanha de longe. O Ceilândia é uma sociedade empresarial limitada. Em outras palavras, é uma sociedade privada e escolhe quando e como prestar contas do uso do nome da cidade.
Há poucas informações. Não se sabe quem seria o parceiro carioca, nem termos de um eventual acordo. Não se sabe a data limite para eventual acordo. Sabe-se que se o Ceilândia desistir, voltaria a jogar somente em 2021, na segunda divisão local. Um triste fim, para uma história recente tão bonita.
O CeilandiaEC Torcedor faz o que faz há 20 anos nesta página de internet. Muito antes das modernas mídias sociais. O CeilandiaEC torce para que os milagres continuem acontecendo num futebol que não se sustenta.
Nisso, o que pensamos ou deixamos de pensar tem pouca ou nenhuma utilidade. Abaixo, a nota divulgada.

A DIREÇÃO DO CEILÂNDIA ESPORTE CLUBE VEM A PÚBLICO ATRAVES DESTE INFORMAR :
1) Em assembleia decidiu – se facultar a diretoria executiva decisão de cumprir ou não as atividades programadas pelo departamento de FUTEBOL em 2020, qualquer decisão será aceita pela assembleia.
2- A possibilidade de não disputar as atividades de futebol profissional no ano de 2020 é existente .
3 – o Ceilândia esporte clube concentra- se suas energias em colocar em ordem as finanças do clube, quitando suas dívidas com funcionários, fornecedores e impostos.
4- No momento vem ocorrendo algumas conversas muito tímidas em fomentar uma parceria visando o calendário futebolístico, em todas as suas categorias para 2020, porém não é a prioridade.
5 – O Ceilândia esporte clube não assinou o contrato com a TV Brasília, mesmo sem haver feito uma discussão mais profunda, o modelo apresentado não ajuda em absolutamente nada o futebol do DF.
6- Sem o devido debate sobre o desenvolvimento do FUTEBOL do Distrito Federal, suas políticas e relações institucionais, fica muito difícil avançarmos. Um debate com esses tema se faz necessários.

7- Qualquer outra informação é mera especulação.

Brasília- DF, 28/11/2019

 

Comentarios

Comentarios