Juvenil avança, infantil ficou.

Juvenil passa, infantil é eliminado.

Juvenil avança, infantil ficou.
Juvenil avança, infantil ficou.

O futebol tem os seus caprichos. No começo do ano, o time infantil do Ceilândia despontava para uma temporada promissora. Bons talentos, resultados de qualidade. O tempo foi passando e a equipe aos poucos foi se perdendo. Não é que tenha faltado talento, mas faltou alguma coisa. O futebol é assim: ser bom não é suficiente.

Já o time juvenil começou o ano aos trancos e barrancos. Aos poucos foi se acertando e, embora ainda precise melhorar, vem conseguindo os resultados aos poucos.

SUB 17 CLASSIFICADO

A equipe Sub 17 – Juvenil do CEC jogando no campo sintético de Ceilandia, 15/10, 14h30, conseguiu  classificação para a terceira fase. O Planaltina saiu na frente. Em jogada de bola lançada aérea a defesa do Ceilândia falhou e Felipe fez 1×0 para o s visitantes logo aos 6 minutos de jogo. A partir daí só o CEC jogou.  O Planaltina até que tentava encaixar os contra ataques, mas o CEC trabalhava bem. O time  perdeu várias chances do empate e acabou alcançando o empate em cobrança de falta de Luan Gustavo para fazer justiça no placar.

No segundo tempo o CEC veio tentando a vitória, mas parou nas defesas do goleiro  adversário e na má pontaria de seu ataque. Com o empate o CEC fica com a segunda colocação do grupo e deve ter como adversário as equipes do Legião, Guaraense e Sobradinhense. Desse grupo saem dois times para a semi-final.

CEC sub 17: Gleydson Sales, Leonardo Feitosa, Patric Lima, Erich Hendriw, Jean Carlos, Danilo Costa (Agnus Clay), Luan Gustavo, Felipe Teixeira, Thyago Alves, Luis Filipe e Leonardo Nunes.

 SUB 15 É ELIMINADO

O time infantil do Ceilândia não resistiu a pressão. Invicto até o começo dessa fase, bastou uma derrota para o time não resistir às dificuldades.  Jogando no campo sintético de Ceilandia, 15/10, 16h30, enfrentou a equipe do Pró-Vida precisando desesperadamente da vitória. Sem outra opção, o CEC partiu para o ataque, mas o Pro-Vida era perigoso nos contra-ataques. Foi em um lance de bola parada, contudo, que o Pro-Vida abriu o marcador: Thalisson cabeceou na defesa e na volta bate fez 1×0. O CEC continuou atacando bem, criando perigo, mas finalizava mal. Novo contra-ataque e  Ayton de fora da área fez 2×0 para o Pro-Vida. Já terminando o primeiro tempo Wallysson Matheus marcou e deu esperança para o CEC no segundo tempo.

 

Na volta do segundo tempo o CEC arriscou ainda mais e quando parecia que o empate sairia,  novo contra-ataque e Wallysson matou o jogo. O CEC ainda pressionou muito mas não marcou e a classificação não veio.

 

CEC Sub 15: Jonathan Marques, Henrique Silva, Ruan Cordeiro, Tallysson Matheus, Alex Silva, Luccas Lima (Klisman), Lucas Vogado (Ayrton Leonardo), Wisley Oliveira (Elieser Carvalho), Wallysson Matheus, Danilo Martins e Jorge Lucas.

Comentarios

Comentarios

One comment

Join the Conversation