Caos na Base: Infantil e Juvenil com o coração

Os problemas enfrentados pelas categorias de base apenas se agravam. O time de juniores provavelmente CEC vence Guaraense por 3 x1 (juvenil)não disputará o campeonato metropolitano. Em campo, os times infantil e juvenil lutam bravamente, como ficou demonstrado na tarde deste sábado contra a Guaraense.

Crise fora de campo não atrapalhou o juvenil

Fora de campo, tanto o técnico quanto o gerente de futebol amador fazem o que podem. O problema é que o clima de incerteza atrapalha a concentração de todos. Por enquanto, o excelente trabalho desenvolvido na base tem garantido as boas colocações dos times infantil e juvenil.

Enquanto os times infantil e juvenil entram em campo graças aos esforços dos responsáveis, a direção estaria dizendo que não tem como ajudar os times da base. O exemplo mais acabado é o do juniores: Brasiliense e Legião se mostraram interessados em colocar um time “b” com a camisa do Ceilândia. As conversas não avançaram porque a direção queria mais quê um time com a camisa do Ceilândia. A situação é grave.

Em campo e pela Copa AGAP, na tarde deste sábado, no CAVE, o Ceilândia enfrentou a Guaraense.

JUVENIL

O time juvenil do Ceilândia fez uma partida apenas razoável do ponto de vista técnico. Na verdade o jogo foi até ruim. Na maior parte do jogo, a iniciativa era da Guaraense. O Ceilândia, por sua vez, fechava-se bem na defesa e saía em velocidade nos contra-ataques. O resultado desse modo de atuar foi ver o Ceilândia sempre mais perigoso que a Guaraense. O resultado final apontou 3 x 1 para o CEC que se manteve na segunda colocação do grupo.

Na próxima semana decidirá a lideranMaior disposição da Guaraense: CEC 2 x 3ça contra o forte time do Corinthians.

INFANTIL

O time infantil apresentou-se para o jogo contra a Guaraense com o mesmo estilo do time juvenil: esperava a Guaraense em seu campo e saía com velocidade nos contra-ataques.

Infantil não resistiu aos problemas extra-campo e ao bom futebol da Guaraense

Infantil enfrentou a GuaraenseO Ceilândia até saiu na frente, mas não suportou o melhor volume de jogo da Guaraense e permitiu o empate logo em seguida. Foi o primeiro gol sofrido pelo Gato na competição.

A seqüência do jogo mostrou que a Guaraense estava mais focada na partida. O resultado final foi de 3 x 2 para o time do Guará.

Com esse resultado, o time infantil do CEC deixa de ter a melhor campanha da competição.

Comentarios

Comentarios

One comment

Join the Conversation