Só Dennys salva!

CEC reclama que a bola não teria entrada: pouco adiantaria
CEC reclama que a bola não teria entrado: pouco adiantaria

O Ceilândia fez a sua pior apresentação até agora no Campeonato Metropolitano de 2013, mas mesmo assim empatou em 1 x 1 com o Sobradinho no 68º So-Cei.

O Ceilândia mais uma vez começou mal, como tem se tornado constante este ano. Como castigo, o CEC sofreu um gol logo aos 4 minutos de partida. Foi um lance confuso, dentro da área e Daniel desviou a bola para  Laercio completar de cabeça. Dennys ainda defendeu, mas o assistente considerou que teria sido gol.

Dennys salva o segundo gol do Sobradinho ainda no primeiro tempo
Dennys salva o segundo gol do Sobradinho ainda no primeiro tempo

Com a desvantagem no marcador, o Ceilândia tentou equilibrar as ações e até que conseguiu. O jogo ficou equilibrado, mas o CEC era incapaz de criar qualquer situação de gol. Em contrapartida, o Sobradinho era perigoso nos contra-ataques, ma Dennys mostrou que estava atento e salvou o segundo gol do Sobradinho.

O primeiro tempo também reservou alguns problemas para Adelson: Andre e Clécio saíram contundidos e foram substituídos por André Nunes e Dimba, respectivamente.

Alisson correu muito, mas o CEC não tinha inspiração
Alisson correu muito, mas o CEC não tinha inspiração

Veio o segundo tempo e os poucos torcedores do Ceilândia esperavam por um momento de inspiração alvinegra. Esse momento jamais viria. Salvo uma ou outra boa jogada de Rodriguinho pela esquerda, o Ceilândia era um fantasma de si mesmo. Não conseguia fazer nem mesmo aquilo a que se propõe: marcar forte.

Tamanha falta de inspiração somente foi premiada porque o futebol castiga a desatenção. Aos 3 minutos do segundo tempo, Wisman, que teve uma atuação confusa, tentou chutar para o gol. O chute foi tão ruim que a bola não saiu pela linha de fundo. Dimba conseguiu um escanteio improvável. Rodriguinho cobrou o escanteio e Adriano, também de modo improvável, deu um peixinho para a frente mandando a bola para trás, gol do Ceilândia: 1×1.

Cleber jogou com inteligência, mas o CEC cedeu muitas oportunidades de gol para o Sobradinho
Cleber jogou com inteligência, mas o CEC cedeu muitas oportunidades de gol para o Sobradinho

O empate fez mal ao Ceilândia. O time deixou de jogar por completo. Ficou pior ainda quando o Sobradinho colocou Edicarlos como ponteiro para anular Rodriguinho. O CEC não abriu mão do posicionamento de Rodriguinho, mas Renato (e não André Nunes como publicado inicialmente) não conseguia conter Edicarlos.

Adelson colocou Daniel aberto para marcar Edicarlos e o CEC melhorou por alguns instantes. O técnico do Sobradinho viu o movimento de Adelson e colocou mais um meio-campista para aproveitar o espaço deixado por Daniel. Daniel teve que voltar para o meio e, para piorar, Renato foi expulso.

Dimba comemora o gol de Adriano: pouco para um campeão
Dimba comemora o gol de Adriano: pouco para um campeão

Com um a menos, o Ceilândia sofreu pelo lado esquerdo de sua defesa e as chances de gol foram sucessivamente desperdiçadas pelo Sobradinho. No final do jogo, Dennys fez três defesas com o atacante cara-a-cara e ainda assistiu o Sobradinho perder um gol feito concluindo para fora.

O Ceilândia conseguiu o empate e agora precisa de quatro pontos em dois jogos para se classificar para as semi-finais da Taça Jk. Promessa de mais sofrimento.

 

Related Images:

Comentarios

Comentarios

Start a Conversation