As chances do Ceilândia: não são muitas, mas são reais.

Ceilândia estreou perdendo pontos em casa para o Sinop. Ffez cinco pontos em casa e nenhum fora: muito pouco

Alguém lá em cima gosta do Ceilãndia. Somente isso explica o fato de o Gato Preto chegar à última rodada da fase de classificação da Série D com algumas chances de classificação. Mas o Ceilândia precisa parar de brincar com a sorte e, enfim, vencer fora de casa. Não basta vencer, o Ceilândia ainda precisa fazer contas.  O Gato Preto pode chegar a oito pontos e isso pode não ser suficiente.

O Ceilândia não pode mais chegar em primeiro de seu grupo. Qualquer resultado de Novo e Aparecidense tira o Ceilândia a possibilidade de classificação direta.  Não basta vencer em Sinop para ficar em segundo, ainda é necessário que o Novo não vença a Aparecidense e, se vence-lo que o faça por mais de um gol de diferença.

Kasado batido. Volantes e laterais expostos na saída de bola adversária
Aparecidense foi sempre mais time que o Ceilândia. Não serve de consolo dizer que o time foi sempre valente. No primeiro jogo, fora de casa, Gato Preto perdeu por 3 x 2.

Com este cenário, o Ceilândia precisa vencer o Sinop que, a rigor, e neste mesmo cenário, poderia se classificar até mesmo com um empate. Poderia é o termo que também se aplica ao Ceilândia porque oito pontos não garante vaga na segunda fase.  CeilândiaEC analisou grupo por grupo e classificou as possibilidades de os times eliminados saírem desses grupo em Impossível, Possível mas improvável,  Possível mas pouco provável, Possível.

O Novo perdeu chance logo no primeiro minuto e várias no final do jogo
Ceilândia jogou mal em Campo Grande. Duas derrotas na sequência fora de casa dificultaram a caminhada do Gato Preto.

No final das contas, as esperanças do Ceilândia parecem depositadas nos grupos 02 e 14. No grupo 14, o Ceilândia torce para que a Caldense vença o Maringá.  No grupo 2, o Ceilândia torce para que o Barcelona-RO não vença o Independente-PA e, de preferencia, perca.  Estes grupos estão no grupo “Possível”.  Se ambas as condições não forem satisfeitas, o Ceilândia passa a depender do “Possível, mas pouco provável”.

Ceilândia perde muitas oportunidades: em jogos decisivos isso não pode acontecer
Ceilândia perde muitas oportunidades: em jogos decisivos isso não pode acontecer. Aconteceu e o Gato Preto ainda sofreu um gol que lhe pode fazer falta no futuro.

É possível, mas pouco provável que o segundo colocado do Grupo 16 seja eliminado nesta primeira fase. No Grupo 16, o Cianorte pega o já primeiro colocado Tubarão. O Ceilândia torce para que o Cianorte não vença e ainda fica de olho no Novo Hamburgo que enfrenta a Ferroviária-SP em casa.

Essas são as três possibilidades. Caso vença o Sinop, o Ceilândia precisa que desses os dois times eliminados saiam dos grupos 02, 14 ou 16. É uma conta apertada porque é possível, mas improvável que algum segundo colocado eliminado venha do Grupo 01, do Grupo 07 ou do Grupo 09.

Mirandinha teria sido melhor recompensado se, neste lance, tivesse empatado o jogo
Ceilândia fez 8 gols e sofreu 9. Time precisa ser eficiente ofensiva e defensivamente contra Sinop. No segundo jogo contra Aparecidense: 4 x 4

No grupo 09, Vitoria da Conquista e Itabaiana  ainda tem dois jogos. Pior, o Itabaiana já possui sete pontos e na última rodada enfrenta o Santa Rita-AL em casa. Possível, mas absolutamente improvável que Itabaiana não chegue aos 10 pontos.  No Grupo 07, a Jacuipense-BA, que já tem 8 pontos e saldo de 3, enfrenta o já eliminado Central fora de casa. O mesmo se aplica ao Altos que venceu o Assu-RN fora de casa, chegou a 8 pontos e saldo de 2 e enfrenta o Sparta-TO em casa. O Sparta tem 5 pontos e saldo de -1. No Grupo 01, é muito difícil que o Rio Branco-AC perca em casa para o Macapá.  Melhor não contar com nada disso.

Nos demais grupos, 01, 03, 06, 08, 10, 12, 13, 15 e 17, os segundos colocados já contam hoje mais de oito pontos. Esses grupos com certeza encontram-se na categoria Impossível que o segundo colocado desses grupos  termine a fase de classificação com 8 pontos. Alguém lá em cima gosta do Ceilândia, mas parece que exige que ele faça a sua parte.

 

Comentarios

Comentarios