Solidariedade a Andrei

A direção do Ceilândia tentou a todo custo manter o técnico Ricardo Walter Gomes assumeOliveira no comando da equipe. O Técnico foi irredutível e não aceitou permanecer. Valter Gomes da Silva, foto, ex-jogador do próprio Ceilândia, do Taguatinga e do Brazlândia assumiu a equipe. Valter Gomes era um dos auxiliares de Ricardo Oliveira e um dos remanescentes da equipe do Ceilândia de 1998, quando retornou a primeira divisão do campeonato do DF.

Segundo informado, o problema de ontem pouco teve a ver com salários. Na verdade, segundo a direção, o quê houve foi um movimento em solidariedade a Andrei, dispensado depois de mais uma contusão.

Ainda segundo a informação, Andrei teria se aproximado de três jogadores, a quem teria dito que se o Ceilândia se classificasse para a Série C eles não receberiam os pagamentos. O atraso, segundo a direção, está dentro do aceitável – dois dias – e o pagamento será realizado no dia 18, próxima semana. Ainda segundo a direção, os jogadores teriam ciência disto.

CLIMA PESADO

O clima no vestiário do CEC, antes do apronto deste sábado, estava carregado. Alguns jogadores, como Carlos Lima, estavam visivelmente tensos. Pode-se especular que essa tensão tenha a ver com a dispensa de Mineiro, um dos supostos líderes do movimento. Talvez fosse o caso da Direção trabalhar ainda mais para colocar água na fervura.

 A despeito disto, a direção entendia que os problemas estavam superados com a afirmação dos jogadores de que reconheciam terem errado e proposto passar uma borracha no ocorrido.

Comentarios

Comentarios

Start a Conversation