Tag: Josafá Dantas

Bronca e afago do comandante na vitória sobre o Brazlândia

Clécio mostrou evolução em relação os treinos anteriores
Clécio mostrou evolução em relação os treinos anteriores

Ceilândia e Brazlândia fizeram um interessante jogo-treino na tarde desse sábado, 5/1, na Cidade do Gato. O bom público presente, gostou do que viu.

Como em todo jogo-treino, normalmente o primeiro tempo é o mais importante. No segundo tempo os treinadores fazem diversas alterações. Neste sábado, os treinadores mantiveram as suas equipes até por volta dos 15 minutos do segundo tempo. Com isso, o jogo-treino ficou muito mais próximo de um jogo.

Defesa foi alvo de críticas pelos dois gols sofridos
Defesa foi alvo de críticas pelos dois gols sofridos

A partida começou com o Ceilândia demonstrando aquela que continua sendo a sua característica: uma forte marcação no seu campo de defesa. O Brazlândia, a seu turno, parece não ter se impressionado e cadenciou o jogo. Com isso, aos pouco foi ocupando espaços no campo ofensivo.

A paciência do Brazlândia não demorou. O Ceilândia aos poucos impôs o seu ritmo e dominou as ações. A primeira oportunidade veio com Alisson, mas o meia demorou para definir e a zaga adversária salvou. Não demorou e Guilherme fez boa jogada pela direita e bateu de esquerda, um golaço: Ceilândia 1 x 0.

O CEC continuou dominando as ações e Alfeu perdeu boa oportunidade ao desarmar o goleiro e não conseguir concluir.

Adelson não poupou críticas a seus comandados, mas acha que o time tem surpreendido positivamente
Adelson não poupou críticas a seus comandados, mas acha que o time tem surpreendido positivamente

A BRONCA DE ADELSON

A descrição acima parece que tudo foi muito tranquilo. Não foi. O técnico Adelson de Almeida perdeu a paciência com seus comandados diversas vezes. Cobrava posicionamento de sua defesa e principalmente a entrega de seus comandos na disputa de bola. Queria que disputassem a jogada por inteiro e não a meia-bomba.

A cobrança deu certo. Foi a partir daí que o CEC empurrou o Brazlândia para o seu campo de defesa e que o Gato passou a ganhar as divididas e segundas-bolas.

Alfeu perde oportunidade, críticas justas do comandante
Alfeu perde oportunidade, críticas justas do comandante

O SEGUNDO TEMPO

Veio o segundo tempo e o time do Ceilândia parecia ser outro time. Fruto do cansaço ou não, o fato é que o Ceilândia entrou em campo desconcentrado, sem mostrar a mesma disposição nas disputas de bola e o foco demonstrado no primeiro tempo. O resultado disso foi que o Brazlândia passou a ter tempo para pensar.

Aos 13 minutos, ainda com o time-base em campo, o CEC permitiu o empate. Bolota cobrou falta, a bola desviou na zaga do Ceilândia e encobriu o goleiro Thiago.

Jogo muito igual, mas com leve superioridade alvinegra
Jogo muito igual, mas com leve superioridade alvinegra

A partir do empate, Adelson fez uma série de mudanças. O jogo caiu de produção, mas o CEC voltou a ficar melhor na partida. Aos 39, Victor fez 2×1 para o Ceilândia. Mariozan empatou aos 41 e Rodriguinho fez o gol da vitória alvinegra.

Foi importante ver a comemoração de Rodriguinho, sinal de que está motivado e isso faz toda a diferença.

Ao final da partida, Adelson avaliou o jogo. Disse que é inadmissível  para o Ceilândia sofrer os gols que sofreu. Reafirmou as críticas feitas durante o jogo e no intervalo, mas ao final fez um elogio aos seus comandados: “há muito que ser feito, o time pode surpreender,  o pessoal parece que está querendo!”

Related Images:

Com as bençãos do presidente

Paulinho, diretor de futebol do CEC, Josafá Dantas, presidente da FBF, e Beni Monteiro, em foto de Antonio Gomes.
Paulinho, diretor de futebol do CEC, Josafá Dantas, presidente da FBF, e Beni Monteiro, em foto de Antonio Gomes.

Ceilândia e Brazlândia se viram às voltas em problemas com a  FBF, mais especificamente com o departamento jurídico.

Passada a tempestade, o presidente da Federação Brasiliense de Futebol, Josafá Dantas,  fez questão de prestigiar o jogo-treino entre as duas equipes, disputado neste sábado na cidade do Gato.

As relações entre Ceilândia e Brazlândia sempre foram muito boas e os dirigentes de ambas as agremiações assistiram ao jogo juntos.

Em campo, vitória do alvinegro por 3 x 2.

Related Images: