Com chuva de penaltis, Ceilândia derrotado pelo Real

Karol luta: Ceilândia precisa subir de produção.

O Ceilândia foi derrotado pelo Real em jogo disputado nesta segunda-feira, no Estádio Regional de Ceilãndia.

A vitória do Real foi justa, mas o há que se destacar que foram três penaltis apontados pelo árbitro Bruno Lemos contra o Ceilândia.

Real aproveitou os contra-ataques. Ceilândia ainda lento na recomposição.

Desfalcado de Melissa, o alvinegro fez um bom primeiro tempo, equilibrou as ações na maior parte do jogo, mas o Real, no geral, esteve melhor.

Com a defesa do Ceilândia bem posicionada, o Real tinha dificuldades para criar situações de gol. Num escanteio, Dulcia aproveitou a indecisão da defesa e fez Real 1 x 0, aos 23.

Real sempre que pode, matou as jogadas com a complacência da arbitragem

Logo em seguida, o árbitro viu penalti em disputa de bola de Laura. Valeria defendeu. O Ceilândia melhorou, passou a jogar no campo de ataque, mas não criou situações claras de gol.

Thaynne deu trabalho para a defesa do Real, mas sofreu com a falta de aproximação do meio.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia continuou no campo de ataque, mas ainda sem criar situação clara de gol. Aos 13, em disputa de bola, o árbitro viu novo penalti a favor do Real. Dessa vez Valéria não teve chance. Robinha fez Real 2 x 0.

Herika foi importante, mas o meio ainda precisa de sintonia. Time está vulnerável a contra-ataques.

O jogo continuou amarrado e os contra-ataques definiram o jogo: aos 33, Rhaizza fez Real 3 x 0. Aos 50, a arbitragem viu novo penalti para o Real em prensada de bola dentro da área. Maiara fez Real 4 x 0.
O Ceilândia fez boa partida, mostrou que está evoluindo e mostrou que tem potencial para jogar mais. Tem mais um jogo pela fase de classificação. Tem que manter o foco porque o campeonato começa mesmo é no mata-mata.

Valéria defendeu um pênalti e fez importantes defesas

Com relação à arbitragem, não adianta ficar lamentando. Talvez seja possível apenas torcer para que os critérios utilizados contra também sejam utilizados a favor, mas é bom não esquecer o nome do árbirto Bruno Moura Lemos.

Comentarios

Comentarios