Tag: Victor

Andre Nunes: de volta ao Ceilândia três anos depois

André Nunes e Victor Lisboa voltam ao Ceilândia

Baiano tem sido uma referência no Ceilândia: terá dois novos companheiros na equipe
Baiano tem sido uma referência no Ceilândia: terá dois novos companheiros na equipe

O Ceilândia se prepara para a importante partida deste domingo, em Mato Grosso do Sul, contra o Comercial.

Precisando vencer para garantir a primeira colocação do grupo, o Gato Preto terá pela frente um adversário que engrenou tardiamente na competição e que, por isso mesmo, será um enorme desafio para o alvinegro.

Victor Lisboa marcando Chefe em 2015: opção para o meio e para a defesa
Victor Lisboa marcando Chefe em 2015: opção para o meio e para a defesa

Para essa partida, Adelson de Almeida não poderá contar com duas novidades. Pensando na competição, a direção do Ceilândia se mexeu para recompor o elenco e fez duas contratações.

Com a saída de Trevizan, o técnico Adelson de Almeida precisava urgentemente de outro zagueiro. Para compor o elenco, trouxe de volta André Nunes e Victor Lisboa, dois velhos conhecidos da torcida alvinegra.

Andre Nunes: de volta ao Ceilândia três anos depois
Andre Nunes: de volta ao Ceilândia três anos depois

André Nunes é um zagueiro técnico, com bom tempo de bola e uma liderança positiva no grupo. Tem 27 anos e esteve no Ceilândia em 2013. Disputou 13 jogos, com três cartões amarelos.

Já Victor Lisboa tem 23 anos. É volante de jogo simples e chega bem ao ataque.  No ano passado, Victor Lisboa esteve na campanha do Ceilândia no Candangão de 2015. No Brasiliense este ano, Victor Lisboa atuou como zagueiro.

Com a camisa alvinegra, Victor Lisboa fez 10 jogos, 9 como titular, em 2015. Fez um gol e recebeu dois cartões amarelos.

 

Bronca e afago do comandante na vitória sobre o Brazlândia

Clécio mostrou evolução em relação os treinos anteriores
Clécio mostrou evolução em relação os treinos anteriores

Ceilândia e Brazlândia fizeram um interessante jogo-treino na tarde desse sábado, 5/1, na Cidade do Gato. O bom público presente, gostou do que viu.

Como em todo jogo-treino, normalmente o primeiro tempo é o mais importante. No segundo tempo os treinadores fazem diversas alterações. Neste sábado, os treinadores mantiveram as suas equipes até por volta dos 15 minutos do segundo tempo. Com isso, o jogo-treino ficou muito mais próximo de um jogo.

Defesa foi alvo de críticas pelos dois gols sofridos
Defesa foi alvo de críticas pelos dois gols sofridos

A partida começou com o Ceilândia demonstrando aquela que continua sendo a sua característica: uma forte marcação no seu campo de defesa. O Brazlândia, a seu turno, parece não ter se impressionado e cadenciou o jogo. Com isso, aos pouco foi ocupando espaços no campo ofensivo.

A paciência do Brazlândia não demorou. O Ceilândia aos poucos impôs o seu ritmo e dominou as ações. A primeira oportunidade veio com Alisson, mas o meia demorou para definir e a zaga adversária salvou. Não demorou e Guilherme fez boa jogada pela direita e bateu de esquerda, um golaço: Ceilândia 1 x 0.

O CEC continuou dominando as ações e Alfeu perdeu boa oportunidade ao desarmar o goleiro e não conseguir concluir.

Adelson não poupou críticas a seus comandados, mas acha que o time tem surpreendido positivamente
Adelson não poupou críticas a seus comandados, mas acha que o time tem surpreendido positivamente

A BRONCA DE ADELSON

A descrição acima parece que tudo foi muito tranquilo. Não foi. O técnico Adelson de Almeida perdeu a paciência com seus comandados diversas vezes. Cobrava posicionamento de sua defesa e principalmente a entrega de seus comandos na disputa de bola. Queria que disputassem a jogada por inteiro e não a meia-bomba.

A cobrança deu certo. Foi a partir daí que o CEC empurrou o Brazlândia para o seu campo de defesa e que o Gato passou a ganhar as divididas e segundas-bolas.

Alfeu perde oportunidade, críticas justas do comandante
Alfeu perde oportunidade, críticas justas do comandante

O SEGUNDO TEMPO

Veio o segundo tempo e o time do Ceilândia parecia ser outro time. Fruto do cansaço ou não, o fato é que o Ceilândia entrou em campo desconcentrado, sem mostrar a mesma disposição nas disputas de bola e o foco demonstrado no primeiro tempo. O resultado disso foi que o Brazlândia passou a ter tempo para pensar.

Aos 13 minutos, ainda com o time-base em campo, o CEC permitiu o empate. Bolota cobrou falta, a bola desviou na zaga do Ceilândia e encobriu o goleiro Thiago.

Jogo muito igual, mas com leve superioridade alvinegra
Jogo muito igual, mas com leve superioridade alvinegra

A partir do empate, Adelson fez uma série de mudanças. O jogo caiu de produção, mas o CEC voltou a ficar melhor na partida. Aos 39, Victor fez 2×1 para o Ceilândia. Mariozan empatou aos 41 e Rodriguinho fez o gol da vitória alvinegra.

Foi importante ver a comemoração de Rodriguinho, sinal de que está motivado e isso faz toda a diferença.

Ao final da partida, Adelson avaliou o jogo. Disse que é inadmissível  para o Ceilândia sofrer os gols que sofreu. Reafirmou as críticas feitas durante o jogo e no intervalo, mas ao final fez um elogio aos seus comandados: “há muito que ser feito, o time pode surpreender,  o pessoal parece que está querendo!”

Related Images:

Com as bençãos do presidente

Paulinho, diretor de futebol do CEC, Josafá Dantas, presidente da FBF, e Beni Monteiro, em foto de Antonio Gomes.
Paulinho, diretor de futebol do CEC, Josafá Dantas, presidente da FBF, e Beni Monteiro, em foto de Antonio Gomes.

Ceilândia e Brazlândia se viram às voltas em problemas com a  FBF, mais especificamente com o departamento jurídico.

Passada a tempestade, o presidente da Federação Brasiliense de Futebol, Josafá Dantas,  fez questão de prestigiar o jogo-treino entre as duas equipes, disputado neste sábado na cidade do Gato.

As relações entre Ceilândia e Brazlândia sempre foram muito boas e os dirigentes de ambas as agremiações assistiram ao jogo juntos.

Em campo, vitória do alvinegro por 3 x 2.

Related Images:

Sem folga no carnaval

Sem folga no carnaval

Edirley: sem folga no carnaval
Edirley: sem folga no carnaval

Não houve folga neste Carnaval para os jogadores do Ceilândia. Após o jogo de sábado contra o Luziânia, o time treinou normalmente nesta segunda-feira. Isso mostra como o elenco está focado na competição.

No período da manhã, os jogadores foram entregues aos cuidados do preparador físico Edirley Guimarães: trabalho físico para aprimorar a o condicionamento.

Pedro é só sorriso: boas atuações no gol do Ceilândia
Pedro é só sorriso: boas atuações no gol do Ceilândia

Na parte da tarde, o Técnico Ricardo Oliveira que realizou trabalhos técnicos.  Ricardo Oliveira completou pouco mais que duas semanas à frente do CEC e comandou a equipe em três partidas. Agora parece conhecer melhor o elenco que tem em suas mãos, mas ainda não teve a oportunidade de trabalhar com Iranildo.

Dimba, Darci e Victor entram no rol das dúvidas da semana. Darci e Victor ainda não estrearam no campeonato. Enquanto isso, o goleiro Pedro vem de boas atuações e transmite confiança ao elenco.

O Ceilândia volta a jogar no próximo sábado, 16h, na Metropolitana diante do Dom Pedro. Na avaliação da comissão técnica o CEC não pode cair em armadilhas. O campo da Metropolitana é duro e irregular, fato que deve nivelar o jogo por baixo.

Related Images:

Na Cidade do Gato, CEC encerra preparação

Alcione fez um golaço no treinamento
Alcione fez um golaço no treinamento

O CEC encerrou na tarde desta segunda-feira a sua fase de preparação para o Campeonato Metropolitano de 2012. O Técnico Ricardo Oliveira comandou treino-coletivo naquele que foi oficialmente o primeiro treino com bola na Cidade do Gato. Dimba, sempre ele, foi o primeiro a balançar as redes naquele que deve se tornar um dos mais completos centros de treinamento de um clube no Distrito Federal.

O técnico Ricardo Oliveira aproveitou o último treinamento para fazer novas experiências no onze titular e no esquema de jogo. Ao final do treinamento este alagoano de 51 anos de idade disse que gostou do que viu.

Ainda com problema nas laterais, mais uma vez Ricardo Oliveira foi obrigado a improvisar jogadores na posição. Enquanto isso, Maurício corria na lateral do campo para aprimorar a forma. Darci mais uma vez não treinou. Isso pode significar que está fora da estréia contra o Legião, nesta quarta-feira, 16h00, no CAVE.

Ainda em construção, foi o primeiro treino na Cidade do Gato
Ainda em construção, foi o primeiro treino na Cidade do Gato

A programação prevê novo treinamento antes da estréia. O time deve se reunir pela manhã para novo treinamento na Cidade do Gato.

Pouco se sabe do adversário do Ceilândia. O Legião vem treinando intensamente sob o comando de Cláudio Adão. A equipe laranja evitou os jogos amistosos que tantos problemas causaram ao Gato.   Há poucos jogadores conhecidos no elenco.

Talvez o mais conhecido seja o atacante Genilson, mas muito mais por suas desventuras no futebol paulista. Outro jogador conhecido é o grandalhão Reginaldo, no alto de seus 1.90m de altura e com passagem pelo  Atlético Sorocaba-SP.   Luiz Felipe (FU) tem passagem pelo Itumbiara, futebol carioca e pelo exterior; já o atacante Lucas é  cria do futebol local (CFZ). Outros dois jogadores conhecidos são  Diego Henrique que  atuou no futebol gaúcho e Biro vindo do futebol carioca.

Related Images: