Tag: Wallinson

Neguete comemora o gol do Luverdesne

Por uma bola…

Esse lance origina o gol do Luverdense: falta em Badhuga
Falta em Badhuga não apaga o que viria a seguir: gol do Luverdense

O clima no vestiário do Ceilândia era como de incredulidade ao final do jogo. A pergunta que se fazia era apenas uma: como avitória escapou. Há várias verdades. O que vem a seguir pode ser uma delas, ou não.

Na sequencia, Artur fez grande defesa, mas Neguete pegou o rebote e fez o gol da partida
Ceilândia começou mal o segundo tempo.

O primeiro tempo foi do Ceilândia. O alvinegro tomou para si a iniciativa do jogo. O Luverdense era incapaz de trocar três passes no campo ofensivo.  O domínio do Ceilândia, contudo, era de certo modo ilusório. O Ceilândia não agredia o Luverdense em seu campo defensivo, de modo que o adversário cadenciava o jogo. O Ceilândia era incapaz de tirar o Luverdense do seu 

Neguete comemora o gol do Luverdesne
Neguete comemora o gol do Luverdesne

O Ceilândia forçava o erro adversário apenas na sua própria intermediária. Com isso, o Luverdense estava cômodo no jogo. Bem dirão: mas o Ceilândia poderia ter feito três ou mais gols no primeiro tempo. Essa é outra parte da verdade. As chances criadas pelo alvinegro foram  essencialmente em bolas paradas.

Alcione foi um dos jogadores mais lúcidos. Volantes distantes dos meias.
Alcione foi um dos jogadores mais lúcidos. Volantes distantes dos meias.

Apesar de tudo e porque o Luverdense não oferecia perigo havia a falsa impressão que Gato Preto conquistaria a vitória no segundo tempo. O tempo cuidou em afastar essa impressão. Logo aos seis minutos, em sua primeira oportunidade no jogo, Neguete fez Luverdense 1 x 0. 

Emerson parecia fora de ritmo e incapaz de aproximar-se dos meias
Emerson parecia fora de ritmo e incapaz de aproximar-se dos meias

O gol fez mal ao Ceilândia. Pela primeira vez  o time perdeu em estrutura de jogo. O Luverdense passou a ter a iniciativa do jogo, mesmo assim sem inspiração. 

Alcione foi bem, mas perdeu dois gols que farão falta
Alcione foi bem, mas perdeu dois gols que farão falta

A partir da metade do segundo tempo, o Ceilândia até retomou a iniciativa das ações, mas era incapaz sequer de reproduzir o impeto ofensivo do primeiro tempo. Restou ao alvinegro, assim como no primeiro tempo, levar perigo em bolas paradas.

Numa das poucas jogadas por terra, Gilmar perdeu e depois Elivelto perdeu
Numa das poucas jogadas por terra, Gilmar perdeu e depois Elivelto perdeu

Adelson mexeu no time. O Ceilândia foi ao ataque na base da vontade e chegou perto de empatar quando a zaga do Luverdense quase fez contra, mas a bola chocou-se contra o poste direito da meta matogrossense.

Wallinson cabeceia com perigo. Na bola aérea o time não faz, mas sofre gols
Wallinson cabeceia com perigo. Na bola aérea o time não faz, mas sofre gols

No final, havia um excessivo desapontamento nas hostes alvinegras. Excessivo porque, futebol por futebol, o jogo está 1 x 0 para o Luverdense e ainda há o jogo de volta. Excessivo porque uma coisa é perder por um adversário que se mostra superior, outra coisa é perder para um adversário que jogou por uma bola. 

No segundo tempo, mesmo as bolas aéreas se tornaram escassas.
No segundo tempo, mesmo as bolas aéreas se tornaram escassas.

Nada está perdido. Não importa que o Luverdense tenha entrada com quatro suplentes. O sistema de jogo do adversário foi esse o ano inteiro. O Ceilândia vive!

 

 

Related Images:

Didão: o Capitão deve voltar contra o Taguatinga

Ceilândia muda para pegar o Taguatinga

Wallinson é desfalque certo diante do Taguatinga

Ainda sete pontos atrás do líder, o Ceilândia enfrenta o Atletico Taguatinga neste sábado, 16h00, no Regional. O Ceilândia montou um elenco qualificado para o Campeonato Metropolitano e terá a oportunidade de testá-lo nesta sequência de jogos.

O treinador Adelson de Almeida já vem poupando esporadicamente alguns atletas, submetidos que estão a jogos a cada três dias. Para a partida deste sábado, Adelson deve promover o retorno de alguns e a saída de outros.

Felipe Pires contra o Dourados: Jefferson sai na frente
Felipe Pires contra o Dourados: Jefferson sai na frente

Esperam-se os retornos de Didão e Allanzinho, o primeiro poupado diante do Formosa, o segundo recuperado de problemas de saúde.

Uns voltam, outros saem. Dentre os que saem uma certeza: Wallinson não deve enfrentar o Taguatinga. O zagueiro recebeu seu terceiro cartão amarelo na competição. Para o seu lugar, Jefferson é o mais cotado.Gato Preto terá uma grande oportunidade para testar o seu elenco. 

Didão: o Capitão deve voltar contra o Taguatinga
Didão: o Capitão deve voltar contra o Taguatinga

Adelson pode, também, dar uma nova oportunidade a Felipe Bortolucci. O zagueiro atuou apenas diante do Sete e falhou no gol adversário. Bortolucci não pode pagar indefinidamente por um acidente de início de temporada.  Mesmo que Bortolucci tenha evoluído, Jefferson aproveitou a chance diante do mesmo Sete e sai na frente.

Related Images:

Cassius teve boa oportunidade em 2013 contra o Ceará: 0 x 0

Copa do Brasil: Só a vitória interessa

Em 2011, o Ceí foi derrotado em casa pelo Caxias
Em 2011, o Ceí foi derrotado em casa pelo Caxias

O Ceilândia tem um grande desafio na tarde desta quarta-feira: vencer o ABC para passar de fase na Copa do Brasil. O regulamento da competição dá a vantagem do empate à equipe potiguar, melhor ranqueada na CBF.  

É um desafio e tanto se se considerar que o Ceilândia jamais venceu jogando a Copa do Brasil em casa.  Em quatro jogos foram 3 empates (Bahia, Fortaleza e Ceará) e 1 derrota (Caxias).

Cassius teve boa oportunidade em 2013 contra o Ceará: 0 x 0
Cassius teve boa oportunidade em 2013 contra o Ceará: 0 x 0

O Ceilândia ainda não divulga a sua escalação.  Adelson tem o desafio de trazer uma equipe equilibrada, algo difícil no início de temporada quando o time oscila muito. Com a volta de Badhuga, a defesa melhorou bastante, mas Adelson ainda tem dúvidas quanto a melhor formação. Meio e ataque são os maiores problemas.

Muito se especula se o Ceilândia promoverá o retorno de Wallinson e Matheuzinho, ou mesmo as entradas de Kabrine ou Michel.  A princípio, Adelson não deverá fazer mudanças no time que vem jogando, salvo aquelas estritamente necessárias (contusão ou suspensão)

A Comissão Técnica afirma conhecer pouco sobre o ABC. As informações trazidas indicam ser um time técnico, de posse de bola, com bons chutes de entrada de área, mas ainda em formação.  Independente disso, jogo de início de temporada é sempre um jogo imprevisível.

 

Related Images:

Alcione terminou o jogo contra o Real na cabeça de área.

Ceilândia começa sequência de decisões contra o Sete-MS

Defesa do Ceilândia preocupa para sequencia de mata-mata
Defesa do Ceilândia preocupa para sequencia de mata-mata

O Ceilândia tem uma semana decisiva pela frente: são dois jogos de mata-mata em que o Gato Preto decide sua vida em competições importantes tanto do ponto de vista técnico quanto financeiro. Amanhã, Sete pela Copa Verde; na próxima quarta, ABC pela Copa do Brasil.

O Sete de Dourados já garantiu a sua vaga na segunda fase da Copa do Brasil com a vitória sobre o River por 1 x 0 na última quarta. Com isso o time pantaneiro ganhou um reforço no orçamento que lhe garante alguma tranquilidade na folha de pagamento dos próximos meses.

Weverton estreou contra o Real, mas ainda não foi testado em um jogo. Nâo deve ser opção.
Weverton estreou contra o Real, mas ainda não foi testado em um jogo. Nâo deve ser opção.

Do lado do Ceilândia, em que pese o grande esforço da diretoria, o orçamento de 2017 ainda não fecha. Avançar na Copa Verde e na Copa do Brasil ajudaria bastante. Sete e Ceilândia brigam não apenas por pontos, mas também por dinheiro.

Alcione terminou o jogo contra o Real na cabeça de área.
Alcione terminou o jogo contra o Real na cabeça de área.

O Ceilândia encerrou a sua preparação para o jogo deste sábado anunciando os retornos de Matheuzinho e Michel Platini. Mais que nomes, Adelson tem lutado para dar um padrão de jogo a seu time. O time tem se portado bem defensivamente, mas tem dificuldade em sair equilibrado para o ataque.  As mesmas observações também são feias em relação ao Sete. São dois times em formação.

Sete é um time que se defende bem: joga por uma bola
Sete é um time que se defende beme é perigoso no contra-ataque.

O problema para o Ceilândia é que Adelson tem problemas para montar a sua defesa. Dudu mostrou-se tímido no jogo de ida contra o Sete. Adelson tentou Alcione na lateral, mas isso desequilibrou o meio. Badhuga e Wallinson não devem jogar. O primeiro por contusão, o segundo por suspensão (ainda da Série D).

O provável time do Ceilândia é um incognita tanto por razões de ordens técnicas ou físicas e por suspensão.

Related Images:

Ataque do Ceilândia sofre com a pouca produção ofensiva alvinegra

Sete avança na Copa do Brasil, Gato tem problemas na defesa

Ceilandia não fez grande partida, mas foi superior ao Sete em Dourados
Ceilandia não fez grande partida, mas foi superior ao Sete em Dourados

O Sete de Dourados avançou na Copa do Brasil ao vencer o River do Piaui por 1 x 0 nessa quarta. Foi possível notar importantes diferenças entre o time que enfrentou o Ceilândia e o time do Sete que jogou nesta quarta.

Conquanto  não seja um time de posse de bola, o Sete mostrou uma grande diferença no seu sistema defensivo em relação ao jogo contra o Ceilândia. Com três alterações em relação ao time que enfrentou o Ceilândia, Breno, Guinha e Pablo no meio de campo, o Sete mostrou-se mais compacto na defesa. Saindo rápido nos contra-ataques, ficou a impressão que o esquema de jogo do Sete espelha o esquema de jogo do Ceilândia.

Badhuga pode desfalcar o Ceilandia mais uma vez
Badhuga pode desfalcar o Ceilandia mais uma vez

O River começou muito melhor, pressionando o Sete contra o seu campo de defesa. Bem postado defensivamente, o Sete suportou a pressão inicial do River e aos poucos foi encontrando espaços na defensiva piauiense. No final, controlou o desespero do River e garantiu a vitória.

O gol do rival do Ceilandia neste sábado foi marcado pelo zagueiro Juan, após escanteio, aos 41 do primeiro tempo, Tal qual o Ceilândia, as principais jogadas ofensivas do Sete permanecem sendo as jogadas aéreas. Tal qual o Ceilândia, o Sete tem na defesa a sua maior virtude.

Ataque do Ceilândia sofre com a pouca produção ofensiva alvinegra
Ataque do Ceilândia sofre com a pouca produção ofensiva alvinegra

Enquanto percebe a evolução dos adversários, o Ceilândia procura se adaptar a um novo esquema de jogo. Reconhecidamente forte, o elenco do Ceilândia ainda não encontrou o equilíbrio em seu padrão de jogo. A defesa é fonte de preocupação.

Badhuga lesionou-se no jogo de ida. Tido como o melhor zagueiro do Distrito Federal nos últimos anos, Badhuga sentiu o joelho. Aparentemente uma lesão grave está descartada. Adelson também não deve contar com Wallinson o que deve complicar a formação de sua zaga central.

Related Images: