Tag: Copa Verde

Valeu a pena! Gato Preto avança na Copa Verde

Railson mostrou que pode mais do que vinha mostrando

Se o jogo de hoje serviu para resgatar Henrique e outros jogadores, então esse jogo valeu a pena.

Foguinho retornou ao time: pode ser útil

Ceilândia e Real se enfrentaram na tarde desta quarta-feira no Bezerrão pela primeira fase da Copa Verde 2024.

Edson deu muito trabalho, mas o gol não veio

Os dois times estavam recheados de suplentes. Responsabilidade maior dos alvinegros. Os suplentes do Ceilândia vivem sob o ar de desconfiança na medida em que parecem estar muito longe da qualidade dos titulares.

Wisley é uma perda importante para a reta final

Em campo, o Ceilândia começou melhor. O Real equilibrou o jogo e teve mais posse de bola durante boa parte. 

Arbitragem confusa quase estraga o jogo

No geral, contudo, Henrique não trabalhou durante a partida. Em contrapartida, o Ceilândia errou muitos gols. Num único lance chegou a meter duas bolas na trave, uma no poste direito e outra no poste esquerdo.

Henrique defende o primeiro penalti

No final, 0x0. Jogo foi para a cobrança de penalidades e Henrique brilhou. Defendeu o primeiro e o quinto penaltis cobrados pelo Real. Kennedy, que entrara no segundo tempo, deu a vitória para o Ceilândia.

Kennedy deu números finais

Nota positiva do jogo foi ver que  alguns suplentes mostraram que podem jogar mais do que estavam jogando. 

Festa da vitória

Nota ruim do jogo foi a arbitragem e justiça seja feita, o árbitro é de Goiás. Impossível entender a seletividade das faltas apitadas num jogo fácil de ser apitado. Ao menos o árbitro não intimidou os jogadores do Ceilândia, como ocorreu por aqui. Para piorar, Wisley machucou seriamente e desfalca  o Ceilândia no restante do Candangão.

Henrique merecia um dia como este

No sábado, 19h30, o Ceilândia volta ao Bezerrão. Desta vez faz um jogo decisivo para as suas pretensões contra o time da casa. 

Ceilândia gastou tudo o que tinha, agora precisa vencer: Cuiabá 3 x 0

Vimos o jogo, com calma, pelo canal do Youtube do Cuiabá. Não foi uma boa apresentação do Ceilândia pela Copa Verde 2023. Mais uma, no geral…

É verdade que o Gato Preto respeitou demasiadamente um adversário que tem na bola aérea o seu forte e não muito mais que isso. Um time limitado que se valeu do peso da camisa recém conquistado. Camisa não ganha jogo ou não deveria. No papel, o time do Ceilândia nada fica a dever ao limitado time do Cuiabá.

Claro que,  ao menos no papél,  o Cuiabá é um adversário mais qualificado que a média os times do futebol local. O Ceilândia também é ou ao menos deveria aceitar que é.

O que se viu foi o Ceilândia retraído, dando campo para o Cuiabá. Ate aí nenhum problema, desde que forçasse o erro do adversário no seu próprio campo. Isso não aconteceu. O Ceilândia foi um time passivo sem a bola. Se o adversário errasse, bem. Se não errasse, aconteceria o que aconteceu. 

Com a bola, o Ceilândia mostrou que é um time melhor com a entrada de Gabriel Correia. Não basta Gabriel Correia querer jogar, é preciso que o time também queira e tenha a humildade necessária para compreender que o futebol é mais difícil do que se pensa.

Erros bobos de passe na intermediária,  tentativa de carregar a bola contra uma defesa plantada, a tentativa de conduzir a bola estando de costas e marcado, incapacidade de trocar quatro passes em progressão… O Ceilândia é um time pressionado, que não sorri… é preciso ter calma nessas horas. Um abraço, um passo atrás pode fazer bem… não sabemos: estamos longe.

O Ceilândia teve também  uma enorme quantidade de erros técnicos incompatíveis com o esquema que se imagina fora traçado. 

Cada um tem uma maneira de ver futebol. Já vimos times que priorizam a defesa serem campeões, outros fracassarem vergonhosamente. Não há garantia de vitória, qualquer que seja o esquema tático, mas é preciso fazer bem feito. O Ceilândia não foi capaz.

O fato é que a vitória do Cuiabá veio fácil. Rafael Gava fez aos 29; Deyverson ampliou aos 31 e aos 44, tudo do primeiro tempo. No segundo tempo, o Cuiabá administrou a vitória já conquistada.

Agora, o Ceilândia volta seus olhos para o Candangão. O Gato Preto está em 7o, mas a posição não condiz com o time que tem, comparado com o nível do futebol local, nem mesmo com o futebol demonstrado com a entrada de Gabriel Correia. Claro, alguns jogadores precisam ser humildes e aceitarem que estão complicando o futebol mais do que o futebol é complicado.

credito:Olhar Esportivo

O Ceilândia precisa de estabilidade, estabilidade para o bem. Inconcebível que o Gato Preto tome de 3 do Samambaia. O problema é que de 3 em 3 todos sofrem.

Sofre o jogador, porque vemos que se esforçam, se dedicam e o resultado não vem. Sofre o dirigente que não vê resultado no investimento. Sofre o torcedor, sofre o familiar, sofremos todos que queremos que esse time ocupe o lugar que merece. 

Credito:O Documento

Torcemos que o Ceilândia dê a volta por cima no Candangão . É preciso ter força e personalidade já contra o Gama. Time tem, falta caprichar. Cada um fazer o que pode fazer de melhor. O momento de errar já passou.

O treinador Adelson de Almeida sempre soube ver o jogo e administrar o elenco. Mexeu em todo o time, menos em uma posição.  Ele pode ter lá suas razões, mas sabe que agora estamos todos no mesmo barco e chegou a hora da decisão. Afundamos todos ou salvamos todos.

As 5  primeiras imagens são de Lucas Bolzan, do perfil oficial de Ceilândia.

Detalhes

Data Tempo Liga Temporada Rodada
1 de março de 2023 20:00 Copa Verde 2023 2a Fase

Cuiaba EC

Posição Gols Assist CA CV
 0000

Ceilândia

# Jogador Posição Gols Assist CA CV
1Matheus SilvaGoleiro001 (44')0
2Julio Cesar BatistaDefesa0000
3Euller VianaDefesa001 (90')0
4João AfonsoDefesa0000
6China KerlissonDefesa0000
5Andrey Oliveira 17Meio-Campo0000
8Geovane Rosario 14Meio-Campo0000
16Gabriel Correia 18Meio-Campo0000
10Milla 19Meio-Campo0000
9Paulo Rene 20Atacante0000
11João de DeusAtacante0000
19Pedrinho Guedes 10-0000
20Felipe Clemente 9Atacante0000
14Werick 8Meio-Campo0000
18Maycon Valeriano 16Meio-Campo0000
17Foguinho 5Meio-Campo0000
 Total 0020

Arbitros

Arbitro CentralAssistente 1Assistente 2Quarto ArbitroDelegadoInspetor
Djonalton Costa de Araujo – PABarbara Roberta da Costa Loiola – FIFA-PALuis Diego Nascimento Lopes – PARafael Odilio Ramos dos Santos – MTLuiz Guilherme Ribeiro Carvalho – MTEdilson Ramos da Mata – MT

Copa Verde: Ceilândia despacha Rio Branco-ES. Agora, Cuiaba-MT

O Ceilândia estreou na Copa Verde 2023 com o pé direito. Jogando em casa, na tarde deste sábado, o Gato Preto venceu o Rio Branco, do Espirito Santo, por 1 x 0. Com a vitória, o Ceilândia pega o Cuiabá, fora de casa, na segunda fase.

O Ceilândia teve dificuldade contra um adversário que tinha uma proposta claramente defensiva, mas era pouco inspirado no ataque: resultado, na maior parte do tempo, jogo de um time só: o Ceilândia mandou no jogo.

Mandar no jogo não significa que o Ceilândia foi brilhante. O Gato Preto continua com problema na transição. O Ceilândia teve o mérito de ter a bola nos pés, de controlar a posse de bola, mas errava muitos passes. O resultado é que na maior parte das vezes, o Ceilândia chegou com perigo basicamente nos escanteios.

Veio o segundo tempo e o cenário mudou logo aos 3. Dôglão achou Gabriel Guimaraes livre e o atacante aproveitou a oportunidade para fazer Ceilândia 1 x 0. 

O Gato Preto continuou melhor, mas não conseguiu ampliar o marcador. Difícil dizer se a supremacia alvinegra diz mais sobre o Ceilândia ou sobre o Rio Branco-ES. O fato é que a vitória veio sem muitos sustos.

No dia 1o de março de 2023, o Ceilândia enfrentará o Cuiaba-MS pela segunda fase da Copa Verde 2023. Agora, o Ceilândia volta os olhos para o jogo contra o Santos-SP pela Copa do Brasil.

As imagens são de Lucas Bolzan, do perfil oficial do Ceilândia Esporte Clube.

Detalhes

Data Tempo Liga Temporada Rodada
18 de fevereiro de 2023 15:30 Copa Verde 2023 Copa Verde-1a Fase

Estádio

Elmo Serejo
Avenida Elmo Serejo, 2871 - Taguatinga, Brasília - DF, Brazil

Ceilândia

# Jogador Posição Gols Assist CA CV
1Henrique MarchesanGoleiro0000
2WisleyDefesa0000
3Euller Viana-001 (90+2')0
4João AfonsoDefesa0000
5WerickMeio-Campo0000
8Geovane RosarioMeio-Campo0000
9Gabriel GuimaraesMeio-Campo1 (48')01 (48')0
10Milla 14Meio-Campo0000
11João de Deus 18Atacante0000
15Doglão 7Meio-Campo0000
16Everaldo Lopes 6Defesa0000
20Felipe ClementeAtacante0000
7Filipe Cirne 15Meio-Campo001 (66')0
6China Kerlisson 16Defesa0000
14Julio Cesar Batista 10Defesa0000
18Maycon Valeriano 11Meio-Campo0000
 Total 1030

Rio Branco-ES

Posição Gols Assist CA CV
 0000

Arbitros

Arbitro CentralAssistente 1Assistente 2Quarto ArbitroInspetor
Marcos Mateus Pereira – MSEduardo Gonçalves da Cruz-MSLeandro dos Santos Ribeiro-MSLuiz Paulo da Silva AnicetoJamir Carlos Garcez
Bom público na tarde desta quarta-feira para Ceilândia e Avaí

O que espera o Ceilândia em 2022?

Liel comemora a fase artilheira: Ceilândia ficou com o vice e terá muito trabalho em 2022.

2022 será um ano apertado para o Ceilândia. O Gato Preto terá pela frente 4 competições: Campeonato do Distrito Federal, Copa do Brasil, Série D e Copa Verde.

O problema é que estamos no final de outubro e a CBF ainda não publicou o calendário de 2022.

2018 – Ultimo jogo na Série D foi contra o Sinop e Mato Grosso: jogos complicados dentro e fora de campo

Em fontes abertas, mas sem confirmação oficial, sabemos que a CBF teria reservado 16 datas para o Campeonato do Distrito Federal. Será importante passar de fase, porque a princípio os times eliminados na primeira fase do Candangão encerram a temporada ainda em fevereiro de 2022.

Esse aviso é importante: o Real entrou como um dos favoritos em 2021. Relaxou e acabou rebaixado.

Vavá marcou logo aos 3 minutos. Avaí empatou 15 minutos depois
Copa do Brasil, 2018 – ùltima participação do Ceilândia. Derrota em casa para o Avaí-SC por 3×2.

Também sabemos que a Copa do Brasil começa a ser jogada em fevereiro. Assim, em fevereiro, o Ceilândia deve ter jogos do campeonato local e da Copa do Brasil.

Março, abril e maio a princípio estão reservados para o Campeonato Candango. O Ceilândia vai precisar avançar fase após fase para manter-se em atividade. Em maio de 2022 deve começar o Campeonato Brasileiro.

Ceilândia pagou por dois minutos de desatenção
Copa Verde 2018 – Ceilândia jogou de verde (?) e foi eliminado pelo Corumbá-MS

A primeira fase da Série D terá 14 jogos. Esses jogos devem ser disputados de maio de 2022 a agosto de 2022. A idéia da CBF é terminar o Campeonato Brasileiro em outubro.

Brasiliense e Gama sofreram na Série D 2021. O Gama ficou na 55a colocação geral, tendo vencido apenas o Jaragua em toda a fase de classificação. A Série D vai exigir trabalho e planejamento de longo prazo.

Adelson: Luziânia é o desafio na estreia
Adelson continua: desafio muito maior que em 2021

Ainda resta a Copa Verde. Em 2021, a Copa Verde começou muito tempo depois do término da fase de classificação. Isso é um problema para times que não tem calendário. Ainda utilizando o Gama como referência: o alviverde mandou a campo um time alternativo e foi desclassificado no primeiro confronto.

segundo tempo: boa leitura do jogo, mas pouca participação

Ceilândia vence Corumbaense, mas está fora da Copa Verde 2018

Formiga criou as melhores situações de gol do primeiro tempo. Depois, cansou
Formiga criou as melhores situações de gol do primeiro tempo. Depois, cansou

O Ceilândia venceu o Corumbaense na tarde desta quarta por 1 x 0, mas o resultado não foi suficiente a garantir a classificação na próxima fase da Copa Verde 2018.

Batata e Gago mostraram que podem ser úteis ao Ceilândia em 2018
Batata e Gago mostraram que podem ser úteis ao Ceilândia em 2018

Adelson optou por um time completamente ofensivo para o jogo desta tarde. Gustavo Gago, Batata e Formiga formavam o trio de ataque do Gato Preto.  Adelson também mexeu na cabeça de área e nas laterais, trazendo Didão, Júlio e Kabrine. Conquanto não fosse brilhante, o Ceilândia era um time equilibrado tanto defensiva quanto ofensivamente. Faltava, contudo, o lampejo de inspiração.

Kariri sacrificou-se em prol de um esquema com três atacantes
Kariri sacrificou-se em prol de um esquema com três atacantes

Apesar de ter a iniciativa do jogo, o Ceilândia pouco criou no primeiro tempo. O mesmo se diga em relação ao Corumbaense. Se alguém tivesse que sair vencedor na primeira fase, contudo,  esse alguém seria o Ceilãndia. O Gato Preto teve ao menos duas oportunidades de abrir o marcador, com Cauê e Formiga, mas o Corumbaense trouxe perigo com Guilherme.

Cocada teve muito trabalho com Geraldo: boa atuação
Cocada teve muito trabalho com Geraldo: boa atuação

Adelson veio com Vavá e Adriano no segundo tempo. Batata e Kariri correram muito no primeiro tempo e não foram mal, apenas não conseguiram fazer prevalescer o melhor jogo do Gato Preto.  

Didão retornou e melhorou a saída de bola do Ceilândia
Didão retornou e melhorou a saída de bola do Ceilândia

O segundo tempo contou com a mesma toada. O Corumbaense todo na defesa, com esporádicas subidas ao ataque. O tempo foi passando e o Ceilândia não conseguia o gol, apesar de jogar melhor. O time não conseguia penetrar na área do Galo pantaneiro.

segundo tempo: boa leitura do jogo, mas pouca participação
Vavá entrou no segundo tempo: boa leitura do jogo e pouca participação

Se não dava de perto, deu de longe. Aos 32, Adriano fez boa jogada pela esquerda, cortou para o meio e disparou da intermediária. Belo gol do Ceilândia.

Adriano comemora: belo gol na vitória alvinegra
Adriano comemora: belo gol na vitória alvinegra

Precisando fazer mais um gol, o Ceilândia esboçou uma pressão, mas o Corumbaense melhorou no jogo e levou o resultado até o final. Agora o Gato Preto concentra-se na estreia do Candangão 2018, no próximo domingo, contra o Luziânia.

Ceilândia começa ano pressionado

Ceilândia pega Corumbaense precisando de 3 gols de diferença

Ceilândia começa ano pressionado
Ceilândia começa ano pressionado

O Ceilândia tem um difícil confronto hoje à tarde, 16h, no Abadião, diante do Corumbaense, pela Copa Verde. O Gato Preto precisa vencer por três gols de diferença se não quiser fazer conta.

O time tem também outro problema: as idas e vindas para conseguir que o jogo tenha público. Na tarde de ontem,  a direção chegou a comemorar a obtenção da autorização do Corpo de Bombeiros. A corporação exigia um responsável técnico pelo sistema de para-raios. Problema resolvido, mas a comemoração não demorou.

Pouco depois, descobriu-se que a autorização da Polícia Militar não havia sido encaminhada para a CBF. Em resumo: é provável que o Ceilândia jogue mais uma vez sem público em competição nacional.

Ceilandia precisa vencer por dois gols de diferença para seguir adiante

Corumbaense, Bombeiros e cansaço: 3 adversários de peso para amanhã

Ceilandia precisa vencer por dois gols de diferença para seguir adiante
Ceilandia precisa vencer por dois gols de diferença para seguir adiante 

O Ceilândia tem dois adversários a mais para o jogo de amanhã além do próprio Corumbaense. O primeiro adversário é o cansaço. O time teve que viajar 3000 kilômetros para a série de confrontos. O adversário, viajou a metade e está bem mais descansado.

O segundo adversário se deve a questões burocráticas. É pouco provável que a partida de amanhã conte com público. No sábado, Almir de Almeida estava desanimado. Argumentou que todo o plano de trabalho apresentado  pelos Bombeiros em dezembro fora atendido, mas na última hora, o órgão apresentou mais uma exigência, agora relacionada com os para-raios.

As queixas são recorrentes. O Ceilândia questiona o fato dos Bombeiros serem incapazes de apresentar uma lista de exigências única permitindo ao time trabalhar no sentido de satisfaze-la.

O Ceilândia precisa vencer o Corumbaense por dois gols de diferença para seguir adiante na Copa Verde.

Imagem do Diário Corumbaense.

Ceilândia pagou por dois minutos de desatenção

Ceilândia perde na estreia da Copa Verde: 3 x 1

comemora: Ceilândia precisa vencer por dois gols de diferença
Corumbaense comemora: Ceilândia precisa vencer por dois gols de diferença. Imagem: Diário Corumbaense

O Ceilândia iniciou perdendo a sua campanha na Copa Verde 2018. Jogando neste domingo em Mato Grosso do Sul, o Gato Preto foi derrotado por 3 x 1, resultado que obriga vitória de no mínimo dois gols de diferença no jogo de volta e que será disputado na próxima quarta-feira. 

Os dois times fizeram um primeiro tempo equilibrado até os 40 minutos. O Ceilândia controlou o jogo e, conquanto não levasse perigo à meta adversária, também não era incomodado. Tudo mudou aos 41. Em raro ataque do time candango, Alcione apareceu livre na frente do goleiro Guilherme e fez 1 a 0 para os visitantes.

A desvantagem, porém, não demorou muito. Aos 44 minutos, em uma falta cobrada na área, o zagueiro Jaime, de cabeça, levantou a torcida com o empate. Dois minutos depois, Mutuca invadiu a área e foi derrubado por Batata. Pênalti que Willian cobrou sem chances para o goleiro Wendell: 2 a 1, placar do primeiro tempo.

Ceilândia pagou por dois minutos de desatenção
Ceilândia pagou por dois minutos de desatenção; Imagem de Diário Corumbaense

No segundo tempo o Corumbaense continuou melhor, obrigando Wendell a evitar que a diferença aumentasse, mas aos 25 minutos não conseguiu. Em um cruzamento da esquerda de Valdinei, o atacante Geraldo subiu e, de cabeça, balançou a rede adversária, fazendo 3 a 1 e garantido boa vantagem ao time pantaneiro para a partida da volta

Volta

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (24), às 15h, no Estádio Abadião, a princípio com portoes fechados ao público Para avançar, o Corumbaense pode até ser derrotado por um gol de diferença. 

Na outra partida da fase preliminar da Copa Verde, o Interporto-TO venceu o Princesa do Solimões-AM por 3 a 2 no Estádio General Sampaio. A volta também acontece no dia 24, em Manacapuru e um empate garante a vaga ao time tocantinense. O classificado joga contra o Paysandu-PA na primeira fase.

Escalação

Corumbaense: 1 – Guilherme (goleiro); 2 – Robinho;  3 – Rodrigo (14 – Jaime; ); 4 – Augusto;  5 – Igor Pimentel;  6 – Valdinei; 7 – Guilherme; 8 – Mutuca; 9 – Geraldo “G9”; 10 – Aguinaldo (21 -Da Matta; ); 11 – William (20 – Elivelton; ). Técnico: Douglas Ricardo.

Ceilândia: 1 – Wendel (goleiro); 2 – Dudu Lopes;  3 – Elivelto; 4 – Caue;  6 – Cocada;  7 – Kasado; 8 – Emerson Martins; 9 – Batata (14 – Júlio Ferrair; ); 10 – Cariri (20 – Gustavo Gago.); 11 – Formiga; 15 -Alcione (17 – Adriano; ). Técnico: Adelson de Almeida.

O Ceilândia ainda contou com os seguintes reservas: 12 – Marcelo; 5 – Didão; 13 Fagner; 16 – Kabrine; 

O ataque do Ceilândia tem sido motivo de preocupação

Ceilândia viaja para enfrentar Corumbaense-MS – Copa Verde 2018

O ataque do Ceilândia tem sido motivo de preocupação
Dim e esperança de gols do Ceilândia

O Ceilândia viaja para o Mato Grosso do Sul onde amanhã, 17h no horário local e 18h no horário de Brasília, enfrenta o Corumbaense, jogo válido pela Copa Verde 2018.

O Gato Preto tem muitas novidades no elenco, a começar pelo gol: Wendel jogava no Comercial-MS e é o novo titular da camisa 1 alvinegra.

Ceilandia estrea em 2108 diante do Corumbanese: Copa Verde

A defes mudou o miolo central. os laterais Dudu e Elivelto permanecem, mas Cocada e Cauê são apostas. Cauê é mais conhecido da torcida alvinegra porque atuou no Luziânia em 2017.

O meio de campo e ataque mudaram muito. Há muitas indefinições em relação ao setor, embora Kariri, Kasado e Dim tenham sido utilizados com frequencia na pre-temporada. 

Dúvida durou pouco tempo: Alcione comemora gol da vitória
Se Alcione vai mal, o time vai mal

Um dos grande nomes do time em 2017, Alcione ainda luta para recuperar a boa forma e o ritmo de jogo, algo difícil nesse estágio da temporada.

Pouco se sabe sobre o Corumbaense, adversário desse domingo. O time pantaneiro estreou no campeonato local vencendo o Operario-DD por 3 x 0. 

Elivelto é peça importante no time do Ceilândia

Começou!!!

Elivelto é peça importante no time do Ceilândia
Elivelto é peça importante no time do Ceilândia

O Ceilândia joga no próximo domingo em Corumbá-MS, 17h (18 horas em Brasília), contra o Corumbaense, jogo válido pela Copa Verde 2018.

Será a primeira partida oficial do Gato Preto na temporada, mas para os adversários do Ceilândia 2018 já começou. 

Ontem, o Corumbaense estreou no Campeonato Pantaneiro vencendo o Operário de Dourados por 3 x 0 com boa presença de público.

Já o Avaí, adversário do Ceilândia na Copa do Brasil, estreou no estadual perdendo para o Internacional de Lages. 

O outro próximo adversário do Ceilândia é o Luziânia que estréia no Candangão 2018 no sábado, diante do Santa Maria.

A última do dia: o Presidente Ari de Almeida confirmou que o Ceilândia jogará de verde no próximo domingo. A se tirar pelas manifestações na fanpage do CeilandiaEC a novidade não foi bem recebida.

 

Camisa terá escudo diferente: letra "C" estilizada e as estrelas

Ceilândia de verde-oliva contra Corumbaense?

Adelson testou Vavá e Ronan no ataque
Adelson testou Vavá e Ronan: time tem dificuldade em chegar equilibrado ao ataque

O Ceilândia guarda uma supresa para o jogo de estreia na Copa Verde 2018.  O Presidente Ari de Almeida estuda mandar o Ceilândia a campo com uniforme na cor verde-oliva. Argumenta que se trata de uma homenagem à competição e que os uniformes de Ceilândia e Corumbaense são parecidos.

A decisão é polêmica, visto que a cor não consta do estatuto do  Ceilândia. Por essa razão, o Ceilândia precisou pedir uma autorização para a CBF que ainda não se manifestou. Do ponto de vista do torcedor, a maior parte das pessoas entrevistadas pelo CeilandiaEC não gostou da idéia, visto que verde é a cor de um de nossos mais tradicionais adversários.

Camisa terá escudo diferente: letra "C" estilizada e as estrelas
Camisa terá escudo diferente: letra “C” estilizada e as estrelas

No campo, o técnico Adelson de Almeida lutar para dar ritmo a sua equipe. O time ainda apresenta alguns problemas no sistema defensivo a começar pelo posicionamento de seus meias, mas preocupa também ofensivamente porque tem tido dificuldades de realizar uma transição ofensiva com apoio necessário

O adversário do Ceilândia, o Corumbá, estreia no campeonato estadual amanhã, diante do Operário de Dourados.

Ceilândia teve poucas oportunidades de gol, mas mostrou evolução em relação ao último jogo

Ainda longe do ideal, Ceilândia perde em Anápolis

Alcione foi o cérebro do Ceilândia em 2017. Em 2018, parece ainda não ter encontrado o seu espaço tanto ofensiva quanto defensivamente.
Alcione foi o cérebro do Ceilândia em 2017. Em 2018, parece ainda não ter encontrado o seu espaço tanto ofensiva quanto defensivamente.

O Ceilândia jogou na tarde desta quarta-feira, 10, em Anápolis,  contra a Anapolina e foi derrotado por 1 x 0. Foi um jogo com cara de jogo e no qual, apesar da derrota, foi possível identificar avanços no trabalho. 

O jogo foi quase que integralmente disputado de intermediária a intermediária. A diferença sempre esteve no fato de que a Anapolina chegava na área defensiva do Ceilândia com mais consistência: jogadas de transição melhor elaboradas e apoiadas.

Ceilândia teve poucas oportunidades de gol, mas mostrou evolução em relação ao último jogo
Ceilândia teve poucas oportunidades de gol, mas mostrou evolução em relação ao último jogo

O gol foi fruto dessa diferença. Aos 30, jogada de linha de fundo com Milton Junior, cruzamento para Jacó que só teve o trabalho de empurrar para as redes. O Ceilândia esteve próximo do empate no final do primeiro tempo, mas a falta cobrada por Elivelto explodiu no travessão. 

O jogo teve um momento de clara supremacia de um adversário sobre o outro. Foi nos primeiros minutos do segundo tempo. A Anapolina chegou seguidamente na área do Ceilândia e obrigou Wendel a realizar ao menos duas boas defesas.

Ao contrário de Alcione, Kariri parece ter encontrado o tempo defensivo. Ofensivamente, ainda precisa evoluir.
Ao contrário de Alcione, Kariri parece ter encontrado o tempo defensivo. Ofensivamente, ainda precisa evoluir.

Depois disso, o jogo voltou ao padrão da primeira etapa: equilíbrio, com a diferença antes apontada.

Com os times muito mexidos, o Ceilândia passou a rondar a meta da Anapolina. Realizou boas jogadas, mas não criou situações claras de gol.  O gramado também não ajudava, mas isso é outro problema…

A princípio, o time mostrou evolução, mas também mostrou que ainda está precisando de rodagem, algo natural nesse estágio de trabalho. O problema é que semana que vem já começam os jogos da Copa Verde.

 

 

Anapolina: teste mais importante antes da estreia

Alcione não encontrou seu espaço no domingo: como em 2017, se ele vai mal, o Ceilândia vai mal.
Alcione não encontrou seu espaço no domingo: como em 2017, se ele vai mal, o Ceilândia vai mal.

O Ceilândia volta a campo na tarde desta quarta-feira, 17h, em Anápolis, para a enfrentar a Anapolina.  Será o principal teste da fase de preparação. No próximo dia 21, o Gato Preto enfrentará a Corumbaense-MS pela Copa Verde.

Cauê e Cocada (em ação) não foram testados
Cauê e Cocada (em ação) não foram testados

No último final de semana, o Ceilândia fez jogo-treino contra o Montreal, time amador de Corumbá-GO. O técnico Adelson de Almeida sabe que as jogadas ofensivas não sairam naturalmente como era de se esperar.

Uma preocupação é que a transição defesa para o ataque sempre esteve baseada mais na força que em jogadas organizadas. Argumenta-se que isso é  algo natural nesse estágio do trabalho:  Alcione e Kariri ,  no meio, e Dim e Ronan, no ataque,  estão se apresentando uns aos outros.

Anapolina sobrou no jogo
Em 2016: Anapolina sobrou nos dois amistosos e venceu ambos

A defesa do Ceilândia, por sua vez, enfim será testada.  Oportunidade para ver como o miolo de zaga com Cocada e Cauê irá se comportar

Os últimos confrontos amistosos contra a Anapolina não trazem boas recordações para os alvinegros: duas derrotas nos dois jogos mais recentes (1×0 e 2×0 em 2016).

Com jogo-treino, Ceilândia começa fase final da preparação

Emerson participou ativamente do primeiro tempo
Emerson Martins participou ativamente do primeiro tempo

O Ceilândia foi até Corumbá de Goiás neste sábado enfrentar o Montreal, time amador local.  

Kasado começou jogando: caras novas no time alvinegro

Como era natural, a iniciativa sempre foi do Ceilândia. O que não era esperada foi a dificuldade do time  em oferecer perigo à meta adversária ou em organizar jogadas de ataques.  Obviamente tudo mudou com o gol de Emerson Martins, já no terço final da primeira etapa. Logo em seguida Ronan ampliou o marcador.

 

Formiga entrou no segundo tempo

No segundo tempo, Adelson mudou quase que integralmente sua equipe. Diferente do tempo anterior, os gols foram saindo rapidamente, mas o adversário já não tinha  a mesma força (Formiga, Adriano, Gago e Batata, 2 cada).

 

Adriano também fez gols

No final da partida Adelson conversou com o CeilandiaEC. O treinador disse que o treino foi proveitoso. Adelson admitiu a dificuldade inicial como algo natural, decorrente da ansiedade. 

Na quarta, o Ceilândia enfrenta a Anapolina em Anápolis.

 

Em meio às festas, foco em 2018

Goleiros treinam em separado. Wendell, ao centro, é um velho conhecido da Copa Verde

O Ceilândia retornou aos trabalhos depois da breve folga para o Natal. Os atletas realizaram trabalhos físicos e técnicos.

Emerson treina forte: bom nome de 2017 e de quem se espera um salto de qualidade em 2018

Faltando menos de um mês para a estreia na Copa Verde, o Gato Preto sabe que precisa trabalhar muito se quiser repetir a campanha de 2017. Sabe tambem que vai ter que se superar mais ainda se quiser conquistar os títulos que fizeram falta  no ano passado.

Batata demonstra aplicação  no treino físico

A comissão técnica elogia o trabalho feito até o momento e a dedicação do elenco. Na avaliação da Comissão, os jogadores novos como Ronan, Cauê e Vavá, ao lado da estrutura herdada de 2017, Dudu, Elivelto, Didão, Emerson e Alcione, podem dar muitas alegrias ao torcedor alvinegro. 

Treino técnico: Adelson ainda terá muito trabalho

Ainda  na visão da Comissão Técnica o momento é de trabalhar técnica, física, tática e mentalmente o elenco para uma temporada que promete ser longa. Os resultados, afirmam, dará a medida do trabalho e do compromentimento de cada um. 

[efb_likebox fanpage_url=”ceilandiaec” box_width=”600″ box_height=”” locale=”pt_BR” responsive=”1″ show_faces=”1″ show_stream=”0″ hide_cover=”0″ small_header=”0″ hide_cta=”0″ animate_effect=”fadeIn” ]