Tag: ABC

Ceilândia vence Londrina e avança na Copa do Brasil

Tarta comandou as ações alvinegras contra o Londrina

O Ceilândia venceu o Londrina por 2 x 0, em jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil 2022.

Vidal e Igor fizeram bom trabalho contra o Londrina

Aplicado taticamente e sob o comando de Tarta e Cabralzinho, o Gato Preto foi melhor que o seu adversário em quase toda a partida.

Cabralzinho e Tarta deram muito trabalho ao Londrina

O Ceilândia tomou a iniciativa no primeiro tempo.  Apesar do domínio, o Gato Preto não criava situações claras de gol.

Liel saiu lesionado. Fernandinho entrou e deu conta do recado

O domínio alvinegro foi aumentando e as chances aparecendo em chutes de longa distância. No primeiro chute de Cabralzinho, a bola passou rente à trave.

Cabralzinho abriu o marcador com este belo gol

Aos 20, não teve jeito. Cabralzinho acertou um belo chute que foi morrer no ângulo direito da meta do Londrina.

Crystian foi importantíssimo taticamente. Saiu cançado.

Após o gol, o Londrina ensaiou uma , mas logo o Ceilândia reassumiu o controle do jogo, amparado na boa atuação da defesa e dos volantes.

Romarinho recebeu atenção especial do Londrina: contribuiu para o gol de Gabriel Pedra

Veio o segundo tempo e o Londrina voltou com mais ímpeto, não o suficiente para levar perigo à meta alvinegra.

Gabriel Pedra bate prensado para fazer Ceilândia 2 x 0. Sacrifício recompensado.

O Ceilândia reequilibrou as ações e, no contra-ataque, Crystian lançou para Romarinho que foi travado pela defesa. Gabriel Pedra aproveitou o rebote para fazer Ceilãndia 2 x 0 aos 20 do segundo tempo.

Gabriel, entre dois Fernandinhos, importante na cobertura.

Com 2×0 no marcador, o Ceilândia pareceu sentir incômodo com a vantagem. Durante uns 5 minutos abusou dos chutões, mas logo retomou o controle das ações.

Ceilândia perdeu ao menos duas boas outras oportunidades

O Gato Preto ainda perderia ao menos duas boas chances de ampliar o marcador, mas não deu.

Gabriel Pedra lutou muito: símbolo de um time que lutou sempre.

A vitória alvinegra foi importante para o planejamento do ano. Agora o Ceilândia enfrenta o Avaí em data a ser marcada. Ceilândia e Avai se enfrentaram pela Copa do Brasil em 2018 com vitória do time catarinense: 3×2

Hoje! Ceilândia pega Londrina pela Copa do Brasil

Léo deve ser o goleiro, apesar de Kayser ter ido bem contra o Paranoá.

O Ceilândia enfrenta daqui a pouco, 15h30, no Regional, o Londrina pela Copa do Brasil.

O sentimento dos lados da Cidade do Gato é a de que o Londrina é o grande favorito até porque é um time de Série B.

Adelson é peça importante no jogo de hoje

Sentimentos à parte, o time trabalhou sabendo que será preciso jogar muito para reverter a vantagem adversária.

O técnico Adelson de Almeida, como sempre, não adiantou o time. Adelson costuma surpreender, mas é provável que a espinha dorsal do time, com Leo, Vidal,  Tarta e Cabralzinho seja mantida.

Romario é opção para o ataque, mas tudo depende de como Adelson vê o adversário.

A dúvida é o ataque. Romario e Romarinho parecem estar em condições de começar. Não seria surpresa.

Adelson tem opções novas, casos de Liel, Watthimem, Falero e Thiago Magno, mas é pouco provavel que mexa tanto na equipe.

Hiury ainda se recupera de lesão e não joga.

Mesmo com os descontos, que são muitos a cota pela segunda fase garantirá salários em dia no alvinegro. Não seria grande coisa para o adversário, mas para o alvinegro significa muito.

 

A calma que precede à tempestade

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Na penultima participação alvinegra na Copa do Brasil, 2017, Ceilândia parou no paredão do ABC: 1×1

O Candangão BRB 2022 deu uma parada. Volta dia 5 de março para o jogo entre Ceilândia e Brasiliense, válido pelo quadrangular semifinal.

Antes, daqui a uma semana, o Gato Preto vai a campo pela Copa do Brasil para enfrentar o Londrina-PR. O adversário, pelo melhor ranking, tem a vantagem do empate.

Gago teve muita dificuldade para jogar nesta quarta
Copa do Brasil 2018: Na última participação, Ceilândia não conseguiu parar o Avaí e foi derrotado por 3×2

Esses dias de folga serão importantes para o técnico Adelson de Almeida. O time vinha jogando a cada 3 dias,  o desgaste é algo natural, mas ficar muito tempo sem jogar não é bom.

Ceilândia EC x Londrina

O Londrina já garantiu sua classificação para as quartas-de-final do Paranense 2022. Joga no próximo sáado contra o Rio Branco, em Paranaguá-PR.

No último confronto o Brasiliense goleou o Ceilândia impiedosamente

O Ceilândia nunca escondeu que a sua prioridade no ano é o Candangão. A princípio o confronto contra o Brasiliense está marcado para o sábado, 5/3, às 15h30, no Regional.

Na sequência, o Ceilândia enfrenta Gama e Capital. O Gato Preto decidirá a sua sorte no Candangão entre os dias 5 e 23 de março, quando termina o quadrangular semifinal.

 

 

Vavá marcou logo aos 3 minutos. Avaí empatou 15 minutos depois

Vida que segue!

Bom público na tarde desta quarta-feira para Ceilândia e Avaí
Bom público na tarde desta quarta-feira para Ceilândia e Avaí

O Ceilândia foi eliminado pelo Avaí na primeira fase da Copa do Brasil 2018.  Em uma partida eletrizante, o Gato Preto saiu na frente do marcador logo aos 3 minutos do primeiro tempo em jogada individual de Vavá.

Dudu Lopes e Elivelto tiveram muito trabalho
Dudu Lopes e Elivelto tiveram muito trabalho

Com a vantagem no marcador, o Ceilândia cedeu campo para o adversário que passou a rondar a intermediária de defesa alvinegra. Não demorou e o Avaí chegou ao gol de empate com Rômulo. Eram 18 minutos do primeiro tempo.

Vavá marcou logo aos 3 minutos. Avaí empatou 15 minutos depois
Vavá marcou logo aos 3 minutos. Avaí empatou 15 minutos depois

O gol de empate não mudou o panorâma da partida. O Avaí tinha a iniciativa do jogo e o Ceilândia tinha dificuldade na transição da defesa para o ataque e, particularmente, na marcação da saída de bola adversária. 

O Avaí permaneceu melhor até os 35 minutos quando enfim o jogo voltou a ficar equilibrado. 

Gago teve muita dificuldade para jogar nesta quarta
Gago teve muita dificuldade para jogar nesta quarta

Veio o segundo tempo e o Ceilândia voltou com outra postura. O Gato Preto assumiu a iniciativa do jogo  e, conquanto não criasse situações claras de gol, parecia questão de tempo que chegasse ao segundo gol. Não foi isso que ocorreu.

Quando o Ceilândia era melhor e parecia que chegaria o seu momento, aos 24, erro na saída de bola do Ceilândia e Luan colocou o Avaí na frente: 2 x 1.

Formiga saiu lesionado
Formiga saiu lesionado

Aos 29, Romulo do Avaí recebeu cartão amarelo. Aos 33, o mesmo Romulo fez falta em Dudu Lopes. Deveria ter recebido outro cartão amarelo. Isso não aconteceu. Vida que segue.

Emerson Martins chegou a empatar o jogo, mas o Avaí fez o terceiro em seguida
Emerson Martins chegou a empatar o jogo, mas o Avaí fez o terceiro em seguida

O Ceilândia era todo  ataque, mas somente empatou aos 44, num arremate de longa distância de Emerson Martins.  

Wallace Jesus entrou nos minutos finais: boa movimentação
Wallace Jesus entrou nos minutos finais: boa movimentação

O árbitro assinalou 4 minutos de acréscimo. O Gato Preto tentava chegar no abafa e foi castigado no último segundo quando Luan fez Avaí 3 x 2. O resultado mais que eliminar o Ceilândia impôs ao Gato Preto uma derrota imerecida. Vida que segue.

2013: Adelson venceu as fraturas do time, uniu a equipe e a levou à final do returno, mas já era tarde.

No seu jogo 230 dirigindo o Ceilândia, o desafio de repetir Mauro Fernandes

Em 2006: Mauro Fernandes reclama da arbitragem... jogos sempre complicados
Mauro Fernandes levou o Ceilândia à segunda fase da Copa do Brasil em 2006

Adelson de Almeida vai para a sua 9a temporada quase ininterrupta dirigindo o Ceilândia. Nesse período foram 163 jogos oficiais.  

O último treinador a conduzir o Ceilândia, que não Adelson de Almeida,  foi Ricardo Oliveira em 2012 em 3 partidas. De lá para cá, Adelson comandou o Ceilândia em 124 jogos oficiais, com 54 vitórias, 39 empates e 31 derrotas. O aproveitamento do time comandado por Adelson é de 53% de 2012 para cá. Em 2011, Marquinhos Bahia dirigiu o Ceilândia em 4 jogos.

2013: Adelson venceu as fraturas do time, uniu a equipe e a levou à final do returno, mas já era tarde.
Adelson e Dimba tem a missão de levar o Ceilândia à segunda fase da Copa do Brasil 2018

Adelson teve uma primeira passagem pelo Ceilândia entre 2001 e 2003. No total, Adelson de Almeida conduziu o Ceilândia em 229 jogos desde 2001. Desse total, foram 207 jogos oficiais com 82 vitórias, 68 empates e 57 derrotas.

Os bons números do Ceilândia sob o comando de Adelson, contudo, ainda reservam uma boa sorte de desafios em nível nacional. Um deles é repetir o feito do time comandado por Mauro Fernandes em 2006 quando, pela única vez, o Gato Preto passou à segunda fase da Copa do Brasil ao vencer o Bahia, na Fonte Nova, por 2 x 1.

 

Related Images:

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria

No jogo mais importante do ano, Ceilândia testa maturidade contra o Avaí

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Em 2017, Ceilândia não conseguiu passar pelo paredão do ABC

O Ceilândia estreia na Copa do Brasil com o desafio de reverter a vantagem do empate concedida pelo regulamento ao Avaí. Não será uma tarefa fácil.

Até o momento foram disputados 20 jogos pela Copa do Brasil 2018. Em 16 ocasiões, o time que jogava com o empate se classificou e em quase metade das situações (7 jogos) a vantagem foi utilizada.

Ceilândia x Avaí terá o mesmo árbitro de Ceilandia x ABC em 2017
Ceilândia x Avaí terá o mesmo árbitro de Ceilandia x ABC em 2017: Francisco Nascimento de Alagoas

O Ceilândia sabe o que é isso. No ano passado, foi eliminado pelo ABC após empatar em casa por 1 x 1. O Gato Preto precisa evitar a repetição do ocorrido por várias razões, principalmente a financeira. Passar de fase daria alguma tranquilidade para enfrentar os desafios de 2018.

Elivelto voltou a marcar pelo Ceilândia diante do Real. Ceilândia vai precisar fazer gol(s) diante do Avaí
Elivelto voltou a marcar pelo Ceilândia diante do Real. Ceilândia vai precisar fazer gol(s) diante do Avaí

Para essa partida o técnico Adelson de Almeida tem todo o seu time à disposição.  Para os lados da Cidade do Gato sabe-se pouco sobre o Avaí.

Muito questionado, Formiga tem sido importante para o Ceilândia
Muito questionado, Formiga tem sido importante para o Ceilândia

Os ingressos serão vendidos apenas no dia do jogo, nas bilheterias do Abadião, a partir das 15h. Os ingressos custarão a partir de R$ 15,00 (quinze reais) a meia entrada.

No último confronto da Copa do Brasil no Regional o Ceilândia empatou sem gols com o Ceará

Veja possíveis adversários do Ceilândia na Copa do Brasil 2018

No último confronto da Copa do Brasil no Regional o Ceilândia empatou sem gols com o Ceará
Ceilândia pode reencontrar Ceará na Copa do Brasil 2018

O Ceilândia já pode fazer uma projeção de seu possível adversário na Copa do Brasil 2018. O Gato Preto está no pote 6 e o seu adversário deve sair do pote 2.

Na Copa do Brasil 2018, os times do Pote 1 enfrentam o do Pote 5, os do 3 enfrentam os do 7 e os do 4 enfrentam o do 8. 

Assim, o Ceilândia deve enfrentar Figueirense, Atletico-GO, Goiás, Avaí, Santa Cruz,  Paysandu, Ceará, Paraná, Criciúma ou Joinville. 

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Em 2017, Ceilândia enfrentou o ABC e foi eliminado com empate jogando em casa

Desses times, Paraná e Ceará subiram para a Série A.  Ceilândia e Ceará enfrentaram-se pela Copa do Brasil de 2013 quando o Gato Preto foi eliminado depois de empate em 0x0 e derrota em Fortaleza por 4 x 3.

A definição dos potes pode ser alterada caso o Flamengo se sagre campeão da Copa Sulamericana. Nesse caso o Atletico-MG deixaria o Pote 1, o que provocaria um efeito cascata nos demais potes.

POTE 1 POTE 2 POTE 3 POTE 4 POTE 5 POTE 6 POTE 7 POTE 8
Atlético-MG (5º) Figueirense (19º) ABC (31º) América-RN (43º) Santos-AP (69º) Novo Hamburgo (96º) São Raimundo-RR (121º) Tubarão-SC
Botafogo (8º) Atlético-GO (20º) Náutico (32º) Botafogo-PB (45º) Caxias (71º) Ceilândia (97º) Vitória da Conquista (122º) Aimoré-RS
Atlético-PR (9º) Goiás (22º) Juventude (33º) ASA (47º) Madureira (72º) Altos (98º) Brasiliense (145º) Atlético-ES
Internacinal (10º) Avaí (23º) Bragantino (35º) Cuiabá (50º) Caldense (74º) Sergipe (99º) Cordino-MA (157º) Corumbaense-MS
São Paulo (11º) Santa Cruz (25º) CRB (36º) Salgueiro (51º) Boavista (76º) URT-MG (101º) Real Ariquemes-RO (161º) Ferroviário-CE
Fluminense (12º) Paysandu (26º) Oeste (37º) Remo (57º) Aparecidense-GO (78º) Treze (102º) Independente-PA (166º) Floresta-CE
Sport (15º) Ceará (27º) Boa Esporte (38º) CSA (59º) Nacional-AM (80º) Itabaiana (104º) Interporto-TO (167º) Inter de Limeira-SP
Ponte Preta (16º) Paraná (28º) Sampaio Corrêa (39º) Rio Branco (64º) Atlético-AC (81º) Brusque (108º) Dom Bosco-MT (172º) Manaus-AM
Coritiba (17º) Criciúma (29º) Londrina (40º) Ituano (65º) Parnahyba (92º) Sinop (110º) Nova Iguaçu (201º) Novoperário-MS
Vitória (18º) Joinville (30º) Vila Nova-GO (41º) Globo FC (67º) São Caetano (92º) Fluminense-BA (118º) Cianorte (205º) Uberlândia-MG
Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria

Ceilândia enfrenta o paredão do Luverdense

Ceilândia não terá apoio de seu torcedor contra o forto Luverdense
Ceilândia não terá apoio de seu torcedor contra o forto Luverdense

A falta de torcedores nas arquibancadas é o menor  dos problemas que o Ceilândia terá que superar na tarde deste sábado, 16h, no Estádio Regional. O verdadeiro problema se chama Luverdense.

Time da Série B: Contra o ABC o Ceilândia esteve perto da vitória, mas apenas empatou
Time da Série B: Contra o ABC o Ceilândia esteve perto da vitória, mas apenas empatou

O Luverdense é o segundo adversário que joga na Série B que o Ceilândia enfrenta em 2017. Contra o ABC, o Ceilândia sofreu com o forte sistema defensivo do adversário e se deu ao luxo de tomar o primeiro gol. Hoje, precisa evitar tal sofrimento já pensando no jogo de volta.

Adelson sabe que o Ceilândia precisa vencer bem. Terá pela frente um adversário que aposta menos na posse de bola que o ABC: O Luverdense é forte nos contra-ataques, mas tem aceitado o jogo do adversário.  Algo a ser conferido hoje à tarde. O Ceilândia não pode confiar em fórmulas pré-concebidas, deve confiar apenas em seu jogo.

Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria
Luverdense se defende bem e aproveita as chances que cria

Boa parte dos gols do Luverdense em 2017 foram  em lances de contra-ataque. É um time que não se desepera na transição defesa para o ataque, isso significa que não pode ter espaços. Por outro lado, o Ceilândia tem demonstrado uma boa evolução no sistema de jogo. A experiência do conjunto alvinegro faz a diferença nessas horas: é um time acostumado a competições interestaduais. 

O técnico Adelson de Almeida afirmou que a sua equipe treinou bem durante a semana. O time é experiente e tem a seu favor o fato de estar mais descansado que o adversário. Adelson deve contar com o que tem de melhor.  Será, então, o teste mais importante do Ceilândia nesse começo de 2017.

 

Presidente Ari de Almeida: Copa Verde é prioridade

Foco no Luverdense pela Copa Verde

Ceilândia enfrentou o Brasília de olho no Luverdense
Ceilândia enfrentou o Brasília de olho no Luverdense

O Ceilândia jogou contra o Brasília já de olho no Luverdense. jogo válido pelas oitavas de final da Copa Verde 2017.  Há poucas informações sobre o time matogrossense, mas o pouco que se sabe é que é um time muito diferente daquele do ano passado.

O Luverdense está invicto em 2017 e é muito forte em seus domínios. Se quiser avançar na Copa Verde o Ceilândia precisa fazer um bom resultado dentro de casa. O adversário acaba de classificar-se para a terceira fase da Copa do Brasil, mas pagará o preço pelo desgaste do confronto do meio de semana.

Presidente Ari de Almeida: Copa Verde é prioridade
Presidente Ari de Almeida: Copa Verde é prioridade

O presidente Ari de Almeida coloca a Copa Verde como prioridade nesse momento. A tarefa não será fácil. As informações recebidas dão conta que o Luverdense é uma equipe que assenta seu jogo em um forte sistema defensivo e nos contra-ataques rápidos. Se o adversário der campo, é um time que avança sempre organizado. Nada muito diferente daquilo que o Ceilândia viu diante do ABC pela Copa do Brasil.

O Ceilândia sabe os perigos que corre. Por essa razão, o técnico Adelson de Almeida poupou boa parte de seu elenco titular no jogo de ontem. 

Gol sofrido contra o Luziânia: Ceilândia procura soluções

Adelson admite ter problemas com a defesa

Wallace desvia a bola que Bruno pegou no segundo pau para fazer o primeiro gol do Taguatinga
Wallace desvia a bola que Bruno pegou no segundo pau para fazer o primeiro gol do Taguatinga

O Ceilândia retorna aos trabalhos nesta segunda de carnaval  visando o jogo desta quarta, 15h30, no Serra do Lago, contra o Brasília. Na bagagem, uma preocupaçâo: a defesa.

Bola aérea: quem está marcando quem na defesa do Ceilândia
Bola aérea: quem está marcando quem na defesa do Ceilândia

O Ceilândia tomou em gol em todos os jogos do ano à exceçao da vitória sobre o Sete de Dourados, pela Copa Verde.  O Ceilândia sofreu gol com falha da defesa, nem tanto por erro de posicionamento, mas por erro técnico mesmo, diante do Sete, ABC, Formosa e Taguatinga. Os outros gols vieram em jogadas de bola aérea diante de Real, Luziânia e Taguatinga (duas vezes -penalti incluído).

Gol sofrido contra o Luziânia: Ceilândia procura soluções
Gol sofrido contra o Luziânia: Ceilândia procura soluções

Com o campeonato chegando à sua metade e com o Ceilândia tendo jogos decisivos pela  Copa Verde, Adelson tem problemas.  Falando ao CeilandiaEC, o treinador disse estar procurando soluções. Alguns de seus jogadores não estão no melhor de suas formas técnicas e físicas, admitiu.  Restam aos jogadores admitir e adotar  comportamentos adequados a esse entendimento.

Adelson foi questionado se o problema não seria outro e que o problema estava apenas estourando na defesa. O treinador disse acreditar que o problema é realmente na defesa e que está trabalhando para resolver. 

A última derrota do Luziânia no Candangão ocorreu em 2015: Ceilândia 2 x 0 no Serra do Lago

Ceilândia inicia sequencia de jogos do Candangão contra Luziânia

Em 2016, Vantagem do Luziania
Em 2016, Vantagem do Luziania: duas vitórias e um empate

O Ceilândia volta a enfrentar o Luziânia depois da decisão do Campeonato Candango de 2016.  O Luziânia é um time muito mudado em relação àquele que se sagrou campeão. O Ceilândia também: do time alvinegro que entrou na partida final de 2016 apenas Badhuga permanece titular no Ceilândia.

Embora tenha mudado bastante, o Luziânia conserva a invencibilidade no Candangão. O time azulino  não perde no campeonato candango desde 2015! A última derrota do Luziânia no  campeonato local foi justamente para o Ceilândia quando o alvinegro foi ao Serra do Lago e venceu por 2 x 0.

Do time titular na final de 2016, apenas Badhuga permanece titular no Ceilândia
Do time titular na final de 2016, apenas Badhuga permanece titular no Ceilândia

O Gato Preto vem em franca ascensão. O técnico Adelson de Almeida disse que o time demoraria uns quatro jogos para começar a apresentar um padrão de jogo. Parece verdade. É possível antever um sistema de jogo que amadurece rodada a rodada.

A última derrota do Luziânia no Candangão ocorreu em 2015: Ceilândia 2 x 0 no Serra do Lago
Na comemoração de Wallace Tarta, a última derrota do Luziânia no Candangão  em 2015: Ceilândia 2 x 0 no Serra do Lago

Para a partida deste domingo, no Serra do Lago, Adelson de Almeida deve lançar o que tem de melhor. Isso significa que a base do time será aquele que enfrentou o ABC.

Related Images:

Um empate e adeus!

Erivelton abre o placar na unica chance criada pelo ABC

O Ceilândia foi superior ao ABC na maior parte do jogo. Isso não é suficiente. Um vacilo e se perde uma classificação.
Jogando na tarde desta quarta, o Ceilândia empatou em 1 x 1 com o ABC de Natal, Rio Grande do Norte, e com isso deu adeus à Copa do Brasil 2017.

Allanzinho poderia ter empatado ainda no primeiro tempo

O Ceilândia foi melhor na maior parte do primeiro tempo, mas não tinha volume de jogo. O time parecia um tanto quanto apático contra um adversário que o atraia para seu campo de defesa.
O jogo ficou amarrado porque o ABC se limitava a se defender, enquanto o Ceilândia não tinha inspiração. O acaso, em circunstâncias como estas, desempenha um papel relevante.

Romarinho esta crescendo de produção

Aos 27 da primeira etapa, Badhuga tentou proteger a bola para que saísse pela linha de fundo. Foi traído e Erivelton recebeu em condições de abrir o marcador para o ABC. Foi o único chute do ABC em todo o jogo.
É verdade que, após sofrer o gol, o Ceilândia passou por uns 5 minutos de instabilidade. Recuperou a iniciativa do jogo no final da primeira etapa, mas era um time morno, sem intensidade.

Helivelto empatou cobrando penalti

O panorama do jogo mudou no segundo tempo. O Ceilândia entrou mais vivo e prendeu o ABC próximo a sua área, ainda sem inspiração.

Adelson mexeu e colocou Filipe Cirne e Michel e quatro minutos depois Romarinho foi derrubado dentro da área.

Ceilandia pressionou nos minutos finais

Penalti cobrado por Helivelto e empate em 1 x 1.
O Ceilândia continuou pressionando e as chances foram aparecendo.

Primeiro, Michel errou o cabeceio na linha da pequena área. Depois, Kabrine encheu o travessão da meta abecedista. Por fim, Romarinho fez grande jogada pela esquerda, mas a conclusão saiu torta.

Gato foi para o abafa: bola no travessao e chance desperdiçada

No final, empate em 1 x 1. A torcida, que questionou muito no intervalo compreendeu que o time lutou bastante e que a vitória não veio por detalhes. Nada disso realmente importa, na verdade. O Ceilãndia está eliminado da Copa do Brasil. Agora é voltar os olhos para o Campeonato Candango. No domingo, o Gato Preto enfrenta o Luziânia.

Cassius teve boa oportunidade em 2013 contra o Ceará: 0 x 0

Copa do Brasil: Só a vitória interessa

Em 2011, o Ceí foi derrotado em casa pelo Caxias
Em 2011, o Ceí foi derrotado em casa pelo Caxias

O Ceilândia tem um grande desafio na tarde desta quarta-feira: vencer o ABC para passar de fase na Copa do Brasil. O regulamento da competição dá a vantagem do empate à equipe potiguar, melhor ranqueada na CBF.  

É um desafio e tanto se se considerar que o Ceilândia jamais venceu jogando a Copa do Brasil em casa.  Em quatro jogos foram 3 empates (Bahia, Fortaleza e Ceará) e 1 derrota (Caxias).

Cassius teve boa oportunidade em 2013 contra o Ceará: 0 x 0
Cassius teve boa oportunidade em 2013 contra o Ceará: 0 x 0

O Ceilândia ainda não divulga a sua escalação.  Adelson tem o desafio de trazer uma equipe equilibrada, algo difícil no início de temporada quando o time oscila muito. Com a volta de Badhuga, a defesa melhorou bastante, mas Adelson ainda tem dúvidas quanto a melhor formação. Meio e ataque são os maiores problemas.

Muito se especula se o Ceilândia promoverá o retorno de Wallinson e Matheuzinho, ou mesmo as entradas de Kabrine ou Michel.  A princípio, Adelson não deverá fazer mudanças no time que vem jogando, salvo aquelas estritamente necessárias (contusão ou suspensão)

A Comissão Técnica afirma conhecer pouco sobre o ABC. As informações trazidas indicam ser um time técnico, de posse de bola, com bons chutes de entrada de área, mas ainda em formação.  Independente disso, jogo de início de temporada é sempre um jogo imprevisível.

 

Related Images:

Adelson: time ainda está em formação

Copa do Brasil: Adelson define hoje Ceilândia que enfrenta o ABC

Jogadores não utilizados contra o Sete fizeram jogo treino nesta segunda
Jogadores não utilizados contra o Sete fizeram jogo treino nesta segunda – Credito: CeilandiaEC Oficial

O início de temporada vai exigir muito do elenco do Ceilândia. Com dois jogos por semana, a diretoria do Ceilândia sabe que precisa rodar o elenco. Para isso, precisa que todos estejam em condições. Com isso em mente,  os atletas não utilizados na rodada participaram de jogos-treinos na segunda.  

Adelson: time ainda está em formação
Adelson: time ainda está em formação

O Ceilândia aparentemente não tem problemas para a partida desta quarta, Copa do Brasil, diante do ABC de Natal. O técnico Adelson de Almeida conhece pouco do time adversário. Sabe que é um time em formação, mas que coleciona bons resulados nos últimos jogos.

Dudu fez defensivamente boa partida contra o Sete, foi premiado com um gol, mas ainda é inseguro no ataque
Dudu fez defensivamente boa partida contra o Sete, foi premiado com um gol, mas ainda é inseguro no ataque

Adelson sabe que terá uma partida difícil pela frente, mas afirma que seu time, tal qual o ABC também está em formação. O treinador não diz, mas se sabe que, tendo mantido uma base da boa campanha na Série D de 2017, possui razões para crer que o Ceilândia tem condições de vencer o ABC e seguir adiante.

Pouca torcida diante do Sete: expectativa de um público melhor nesta quarta
Pouca torcida diante do Sete: expectativa de um público melhor nesta quarta

Contra o Ceilândia pesa o fato de não ter vencido em casa pela Copa do Brasil. Foram três empates (Bahia, Fortaleza e Ceará) e uma derrota (fragorosa) diante do Caxias-RS. Excetuando-se o jogo diante do Caxias, o Ceilândia sempre fez bons jogos pela Copa do Brasil, mas avançou de fase apenas contra o Bahia em 2006.

Adelson sabe que as facilidades encontradas diante do Sete-MS não se repetirão para essa partida. Michel e Matheuzinho, recuperados de lesões, e Wallinson, depois de cumprir suspensões, estão à disposição do treinador.  Com eles, o Ceilândia joga diferente, mas o  treinador deve definir o time apenas na tarde desta terça.

Related Images:

Dudu, Badhuga e Didão são remanescentes do time de 2013

Ceilândia retoma trabalhos: ABC pela Copa do Brasil

No último confronto da Copa do Brasil no Regional o Ceilândia empatou sem gols com o Ceará
No último confronto da Copa do Brasil no Regional o Ceilândia empatou sem gols com o Ceará

O Ceilândia retorna à Copa do Brasil depois de três anos Nesta quarta, 16h, no Regional, o Gato Preto enfrentará o ABC de Natal pela primeira fase da competição nacional de 2017.

O time potiguar vem de uma sequencia de bons resultados com vitórias de 3 x 0 sobre o Itabaiana e goleada por 5 x 1 contra o Potiguar de Mossoró. No último sábado, contudo, o ABC sofreu com a forte defesa do CRB (e com a trave) e empatou sem gols com o time alagoano.

Dudu, Badhuga e Didão são remanescentes do time de 2013
Dudu, Badhuga e Didão são remanescentes do time de 2013: empate em casa (0x0) e derrota em Fortaleza (3×4) para o Ceará

Na Cidade do Gato há a certeza de que o time ainda está longe do ideal. Conquanto não se procure retirar os méritos da vitória sobre o Sete, a Comissão Técnica sabe que o time matogrossense pagou o um preço muito alto por ter jogado na quarta e pela difícil viagem de Dourados até Brasília. Isso se notou no segundo tempo.

 Então, é preciso daro devido peso. Além disso, o ABC vem de uma sequencia de bons resultados, fator que muda em muito a análise.

A Diretoria e Comissão Técnica procuram evitar falar sobre a importância do jogo. Fora de campo, contudo, sabe-se que esse jogo vale muito mais para o Ceilândia que para o ABC. Passar de fase na Copa do Brasil dará ao Ceilândia uma tranquilidade orçamentária excepcional.

Nesta segundo, os atletas passarão por avaliação física e farão treino leve.

Related Images: