Tag: Brasiliense

O gosto meio-amargo do vice-campeonato 2021

Lucas Frank saiu machucado logo no começo.

O Ceilândia foi derrotado pelo Brasiliense por 1 x 0 neste sábado. Com isso, sagrou-se vice-campeão Candango de 2021.

Rodrigão foi um dos personagens do jogo: penalti sofrido e não marcado

O vice-campeonato deixa um gosto amargo, é verdade. Mas o CEC Torcedor prefere olhar o que foi construído.

O gol de Matheus foi anulado

No começo do ano, o CEC torcedor conversou com Adelson de Almeida. Naquela ocasião o treinador afirmou que o plano era montar um time em 3 anos.

No flagrante de Alan Rones: penalti não marcado

Quis o destino que já no primeiro ano o Ceilândia chegasse na final. Alguma coisa foi construída. Dentro e fora de campo.

Sequencia do lance…penalti

Fora de campo, as mídias sociais nunca estiveram tão ativas. A chegada de Alan Rones foi um verdadeiro gol.

Ceilândia reclamou muito

Também fora de campo, a festa armada pela camisa 13 para a decisão foi de embargar a voz do torcedor alvinegro.

No final, confusão…

O jogo? Bem, o Brasiliense começou melhor. Diego fez ao menos duas boas defesas.  Quando o Ceilândia havia equilibrado o jogo, veio o gol do Brasiliense: Keynan aos 21, após escanteio.

Willian foi uma peça importante em 2021

O Ceilândia equilibrou o jogo, assumiu o controle das ações. Chegou a fazer o gol do empate, com Matheus, anulado pela arbitragem.

Veio o segundo tempo e o Ceilândia continuou melhor. Faltava um pouco mais de intensidade. O Gato Preto reclamou muito da não marcação de um penalti em Rodrigão.

Wisman cansou e foi substituído

O fato é que o penalti não foi marcado e, por mais que o Ceilândia insistisse,  o gol do empate não veio. Restou ao alvinegro o vice-campeonato de 2021.

Descanso, últimos ajustes, uma prece e final

CEC entra em campo em 2010: para ser campeão
CEC entra em campo em 2010: para ser campeão

Faltam pouco mais que 24 horas para a grande final do Candangão 2021. Agora, o que tinha de ser feito : foram 15 jogos para chegar até aqui e muita luta.

No geral, o Ceilândia acostumou-se a resistir ao sofrimento. Isso será importante amanhã.  O Ceilândia saiu atrás no marcador em 9 oportunidades. É muito!

O pequeno torcedor sofre com a derrota do Ceilândia
O pequeno torcedor sofre com a derrota do Ceilândia em 2017.

É verdade que o Gato Preto conseguiu reverter a situação em 5 dessas 9 vezes. Também é verdade que  será importante não sofrer gol amanhã.

Adelson poupou alguns atletas na quarta. Wisman e Andrezinho, por exemplo, não atuaram. O Brasiliense poupou ainda mais os seus jogadores principais.

Ceilândia espera melhor sorte em 2021: 5 finais em 12 anos é um número a ser considerado

A verdade é que toda decisão é difícil.  Este time está acostumado com situações difíceis. Nunca se deu por vencido e com certeza isso não acontecerá amanhã.

Jogos Ceilândia

(1a Rodada - Grupo A x B)
Campeonato Candango
2021

(2a Rodada - Grupo A x B)
Campeonato Candango
2021

(3a Rodada - Grupo A x B)
Campeonato Candango
2021

(4a Rodada - A x B)
Campeonato Candango
2021

(5a Rodada - A x B)
Campeonato Candango
2021

(6a Rodada - A x B)
Campeonato Candango
2021

(QF - Grupo D - 1a Rodada)
Campeonato Candango
2021

(QF - Grupo D - 2a Rodada)
Campeonato Candango
2021

(QF - Grupo D - 3a Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Ida 1 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Ida 2 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Ida 3 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Volta 4 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Volta 5 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Volta 6 Rodada)
Campeonato Candango
2021

Jogos Brasiliense

(1a Rodada - Grupo A x B)
Campeonato Candango
2021

(2a Rodada - Grupo A x B)
Campeonato Candango
2021

(3a Rodada - Grupo A x B)
Campeonato Candango
2021

(4a Rodada - A x B)
Campeonato Candango
2021

(5a Rodada - A x B)
Campeonato Candango
2021

(6a Rodada - A x B)
Campeonato Candango
2021

(QF - Grupo D - 1a Rodada)
Campeonato Candango
2021

(QF - Grupo D - 2a Rodada)
Campeonato Candango
2021

(QF - Grupo D - 3a Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Ida 1 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Ida 2 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Ida 3 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Volta 4 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Volta 5 Rodada)
Campeonato Candango
2021

(Semifinal Volta 6 Rodada)
Campeonato Candango
2021

 

Ceilândia 1 x 1 Brasiliense: vaga na final ainda indefinida

Diego foi muito importante no primeiro tempo

O Brasiliense começou a toda velocidade. Assumiu o controle das ações e jogou o Ceilândia contra o seu campo de defesa. O cenário parecia  assustador.

Wisman e Mirandinha: Ceilândia incomodou o Brasiliense

O Brasiliense mantinha a sua transição de extrema qualidade, mas ao contrário dos jogos anteriores, o Ceilândia estava mais equilibrado.

China teve a missão complicada de marcar Tobinha e também ir ao ataque

A despeito do melhor posicionamento do Ceilândia, o Brasiliense era sempre perigoso. Diego fez ao menos duas boas intervenções, salvando a meta alvinegra.

Giovani pouco apareceu, mas junto com Werick foi importante

O Ceilândia, não era , mero espectador. Também diferente dos jogos anteriores, o Ceilândia encontrava espaços para atacar e pteve também duas boas chances no primeiro tempo.

Matheus Silva desempenhou importante função tática

Veio o segundo tempo e o Ceilândia mais uma vez foi empurrado pelo Brasiliense para o seu campo de defesa. A pressão fez efeito e Zé Love abriu o placar aos 5.

Liel vence Edimar: Ceilândia 1 x 1 Brasiliense

Após o gol do Brasiliense, Adelson mandou todos os reservas para o aquecimento. O Ceilândia, enquanto isso, equilibrou  as ações e pela primeira vez este ano empurrou o Brasiliense para o seu campo de defesa.

Liel comemora a fase artilheira: 3 gols em 2 jogos

Adelson mexeu no time: tirou Mirandinha, Matheus e Wisman, todos com boa atuação até então, e colocou Gabriel, Igor Pato e Willian. O Ceilândia melhorou.

Pato entrou e deu trabalho para a defesa amareal

Aos 27 brilhou a estrela de Liel. Cobrança de escanteio e o capitão cabeceou sem chance para Edimar. Ceilândia 1 x 1 Brasiliense.

Depois do gol,  tanto Ceilândia quanto Brasiliense perderam parte da estrutura de jogo. Os goleiros não mais trabalharam.

Fernando e a ingrata missão de marcar o lado direito do Brasiliense

O resultado impede a classificação do CeIlândia para a final. Agora, o alvinegro precisa de vencer o Luziânia para não ter que ficar fazendo contas.

Hora de esquecer o passado, unir e seguir adiante

É possível vencer o Brasiliense?

No último jogo, o Brasiliense dominou o jogo completamente

O Ceilândia teve pouco tempo para se recuperar antes de enfrentar o Brasiliense, amanhã, 15h, no Regional.

No primeiro jogo em 2021, Ceilândia e Brasiliense foi mais equilibrado: Brasiliense 1 x 0

Para os jogadores há o desafio de vencer o até agora imbatível Brasiliense e garantir a classificação.  A missão é difícil, mas não é impossível.

Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0
Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0. ùltima vitória alvinegra foi em 2018.

Até agora o Ceilândia enfrentou o Brasiliense duas vezes em 2021. Nas duas o Brasiliense venceu: 1 x 0 e 2 x 0.

No último jogo, um Ceilândia passivo encontrou um Brasiliense vibrante dentro e fora de campo.

Hora de esquecer o passado, unir e seguir adiante
Missão difícil: vencer o Brasiliense e de quebra garantir a classificação.

O Ceilândia deu pouco trabalho. Jogando em casa, há expectativa de um jogo mais disputado.

 

Vencer agora… ou sofrer na última rodada

Cenário do último jogo: Ceilândia desequilibrado, correndo atrás do Brasiliense

A conta é simples: fazer 3 pontos e se classificar para a final. A missão não é tão simples: vencer o Brasiliense tem se mostrado algo extremente complicado.

No último confronto o Ceilândia não foi bem.  Um time pode vencer o Ceilândia porque joga mais bola, não porque tem mais vontade. Naquele jogo o Brasiliense teve mais vontade e jogou mais bola.

Cenário do último jogo: sem tempo para dominar de costas a partir do meio de campo.

É nesse cenário que o Ceilândia vai a campo no próximo domingo, 15h, no Regional: precisando vencer o time que ninguém conseguiu ao menos empatar.

O Brasiliense não tem uma marcação alta. Dá espaço para o adversário na saída de bola e marca sob pressão a partir do meio. Nâo dá tempo para dominar a bola e girar. Força o erro do adversário.

Ceilândia foi encaixotado pelo Brasiliense no último jogo.

Adelson aparentemente não tem problemas para escalar o time. Deve fazer uma ou outra adaptação. O Brasiliense poupou titulares contra o Luziânia. Devem voltar contra o Ceilândia.

 

 

Ceilândia derrotado pelo Brasiliense em jogo para esquecer

Ceilândia foi encaixotado pelo Brasiliense.

Antes de qualquer coisa: o Ceilândia pode mais do que mostrou. Não foi, nem de longe, a atuação esperada.  Na verdade, parece que a estratégia foi a de suportar o máximo possível para somente então começar a jogar.

Ceilândia insistiu em dominar de costas para o ataque e foi sempre desarmado.

A estratégia pareceu funcionar até os 8 minutos do segundo tempo. Até então apenas um time tivera o controle da bola: o Brasiliense.

A defesa suportou bem. Ceilândia falhou no meio.

Diz-se da bola porque, apesar da imensa posse de bola, o Brasiliense não criara situações claras de gol.

Retrato do jogo: Ceilândia correndo atrás do Brasiliense.

Do ponto de vista do torcedor é sempre desesperador ver o adversário rondar a área do seu time.  Nessas circunstância, para o torcedor, a pergunta não é se o adversário vai fazer o gol. A pergunta é quando?

Veio o segundo tempo e o panorama não mudou: o Ceilândia respeitava demais o adversário. Era um time meigo. De tanto insistir o Brasiliense fez 1 x 0 aos 8 minutos do segundo tempo: Sandy.

Giovani não foi brilhante, mas foi um dos pouco do meio que se salvaram

O Ceilândia manteve a sua batida até os 23, quando Adelson mexeu por atacado colocando Gabriel, Willian e Igor.  O jogo ficou mais equilibrado.

O equilíbrio se manteve até o final. O Ceilândia criou apenas uma situação de gol, aos 43, com Willian. A defesa salvou.

Andrezinho foi muito exigido e deu conta do recado.

Aos 51, erro na saída de bola do Ceilândia e penalti para o Brasiliense. Zé Love deu números finais ao jogo: 0x2

O Ceilândia não foi bem e apresentou muito pouco em relação àquilo do que é capaz. 

Brasiliense

Posição Gols Assist CA CV
 0000

Ceilândia EC

# Jogador Posição Gols Assist CA CV
1Diego SilvaGoleiro0000
2Andrezinho Defesa0000
4Lucas FrankDefesa0000
22LielDefesa001 (90+4')0
17China 3Defesa0000
5WerickMeio-Campo001 (76')0
18GiovaniMeio-Campo0000
8Klécio 7Meio-Campo0000
16Denis Sousa 11Defesa0000
9Matheus Silva 19Atacante0000
21Wisman Atacante0000
19Gabriel Luiz 9Meio-Campo0000
11Igor Pato 16Atacante0000
3Mateus Bochecha 17Atacante0000
7Mirandinha 8Atacante0000
Willian Lima 21Meio-Campo0000
 Total 0020

Comissão Técnica: Adelson de Almeida
Comissão Técnica: Leo Roquete
Comissão Técnica: Rodrigo Fernandes
Comissão Técnica: Edison Barbosa
Comissão Técnica: Erismar Melo Junior
Comissão Técnica: Leandro Justiniano

Contra Brasiliense: Desafio de buscar a partida perfeita.

Ceilândia volta a enfrentar Brasiliense no Estádio Nacional. Na Final de 2017: Arbitragem errou  ao anular gol por impedimento nesse toque.

O Brasiliense não precisa ser elogiado, precisa ser entendido. O adversário de hoje fez gols em cobrança de escanteio, de falta, em cruzamento, de cabeça, em transição, em contraataques e ainda ganhou de presente um gol contra.

Ceilândia e Brasiliense é sempre um jogo nervoso, como em 2013.

Há um aspecto interessante que na análise do jogo do adversário: na maior parte dos gols a bola estava com o adversário e o contragolpe foi decisivo. Em outras palavras: você corre risco contra o Brasiliense, mas corre ainda mais risco quando está na posse da bola.

Gabriel e Denis tem sido importantes na rotação do elenco do Ceilândia

É um desafio enorme para o Ceilândia jogar e não deixar o Brasiliense jogar. Ninguém conseguiu até o momento, mas é possível que ninguém tenha estudado o adversário tanto a fundo. Bem, diriam, ainda há a questão da qualidade do time, mas isso é outro problema…

Zé Love está listado para o jogo de hoje: artilheiro do campeonato.

Para o jogo de hoje, Adelson tem à sua disposição o elenco do jogo contra o Luziânia. Adelson costuma mexer no time. O Brasiliense em uma alteração por contusão: Luquinhas não foi relacionado. Zé Love que era dúvida está relacionado.

Matheus Silva passou em branco no jogo contra o Brasiliense, e também no último final de semana

A importância do jogo passa pela necessidade de conquistar 10 pontos, o que obriga o Ceilândia a conquistar  vitórias na difícil sequência contra Brasiliense, depois Gama, depois Gama novamente e, antes da rodada final, novamente Brasiliense.

Werick tem o desafio de conter Peninha novamente.

O resultado de hoje não é definitivo, mas o cobertor estará bem mais curto a partir da 3a rodada. Para quem acredita em superstição é bom lembrar que no Estádio Nacional a vantagem nos confrontos é do Ceilândia: 2 vitorias, 1 empate e 1 derrota.

O gol de Badhuga foi uma justa recompensa para o Ceilândia

De volta ao Estádio Nacional

Muda tudo! Jogo será no Estádio Nacional

O Ceilândia volta ao Estádio Nacional nesta quarta com a necessidade de quebrar a fantástica marca de 10 vitórias seguidas do Brasiliense no Candangão 2021.  Do lado alvinegro há a certeza de que a tarefa vai exigir muita dedicação. Também há a certeza de que, quanto maior for a sequência de vitórias do rival, mais próximo se estará da quebra dessa sequência.

Matheus Silva passou em branco contra o Brasiliense

O jogo inicialmente estava marcado para o Serejão, mas foi alterado na noite deste domingo. O comunicado da FFDF contém uma imprecisão porque marca o jogo para o dia 24 passado. O mais provável é que o jogo seja nessa quarta, às 15h00.

Medeiros foi importante no primeiro jogo; lesionado

Para essa importante partida, o Ceilândia muito provavelmente terá 3 alterações em relação ao time que enfrentou o Brasiliense no último dia 15 de abril. O técnico do Brasiliense tem feito rodízio nas suas formações. Por ora,  é muito provável que Zé Love não deverá jogar.

Klécio tem sido ao lado de Willian uma das referências do time.

O técnico  Adelson de Almeida, que no primeiro jogo tinha Michael e Pedro Medeiros à disposição, não poderá contar com esses importantes jogadores. Diego foi uma grata surpresa no gol e tem sido importante nos últimos jogos. Lucas Frank não tem decepcionado substituindo Pedro Medeiros.

Jogo será no Estádio Nacional

A outra alteração é Mirandinha e isso decorre do fato de que o Ceilândia mudou a maneira de jogar.

ùltima vez que Ceilândia e Brasiliense se enfrentaram no Nacional foi na decisão de 2017

O time se reapresenta nessa segunda e tem a missão de usar o curto espaço de tempo para se preparar inteiramente para o desafio.

Com jeito de decisão: Ceilândia 1 x 1 Luziânia

Confusão: árbitro deixou jogadores e banco do Luziânia se manifestarem excessivamente

Pode-se dizer que o resultado não foi bom, mas não se pode negar que Ceilândia e Luziânia teve jeito de decisão.

Ceilândia foi todo ao ataque, mas vitória não veio

O Gato Preto foi melhor na maior parte do tempo, mas na parte do tempo em que o Luziânia foi melhor poderia ter matado o jogo.

Foi um jogo disputado do começo ao fim. O Ceilândia, já acostumado a sofrer no Candangão 2021, mais uma vez saiu atrás.  Pela sétima vez no Candangão 2021, o Ceilãndia saiu atrás e teve que correr atrás do marcador.

Liel vai ao ataque: Ceilãndia dominou o primeiro tempo, mas não criou

O Luziânia começou dominando as ações, mas rapidamente o Gato Preto assumiu o controle da partida. Era um controle estéril, porque nenhuma situação de gol foi criada.

O jogo seguiu nessa toada até os 39, quando Titico levou vantagem sobre Mateus Bochecha e cruzou sob medida para Romário abrir o marcador: Luziânia 1 x 0.

Lucas Frank teve muito trabalho: prova de fogo

Veio o segundo tempo. Adelson colocou Mirandinha no lugar do volante Dôgão, mas o Ceilândia não melhorou. Quando se esperava que o Ceilândia fosse manter o domínio o que se viu foi o Luziânia assumindo o controle do jogo. O time da Saida Sul poderia ter matado o jogo e perdeu ao menos uma grande chance de gol.

Adelson mexeu novamente no time e não se sabe se por cansaço do Luziânia, pelas mudanças do Ceilândia ou pelas mudanças do Luziânia, o fato é que o Gato Preto voltou a ameaçar a meta adversária.

Matheus Silva lutou muito. Dessa vez o gol não veio.

Gabriel, um dos artilheiros do Gato em 2021, quase empatou quando o seu cabeceio explodiu no travessão. Na volta, Mirandinha mandou na trave, mas o empate não veio.

O Ceilândia continuou insistindo. A insistência valeu a pena. Aos 39 do segundo tempo , Igor Pato recebeu dentro da grande área e com categoria venceu a meta adversária.: 1 x 1 .

Igor Pato tanto insistiu que o gol veio. No detalhe, comemora com Matheus Silva

O jogo ficou aberto nos minutos finais. O Ceilândia foi todo ao ataque e deixou importantes espaços no meio de campo. Os dois times trocaram contraataques até o apito final do árbitro.

O resultado não foi o melhor, mas foi o resultado possível. Agora o Ceilândia tem uma sequencia de 4 jogos contra Brasiliense e Gama. Nesses jogos o Ceilândia joga a sua sorte em 2021 até que volta a se encontrar com o Luziânia na última rodada.

 

Ceilândia heróico é semifinalista em 2021!

Wisman levou azar nesta: bola no travessão no primeiro chute a gol

O Ceilândia conseguiu mais um resultado heróico e com isso garantiu uma vaga nas semifinais do Candangão 2021. Para recordar, o Ceilândia entrou em campo sabendo que precisaria vencer o Santa Maria por 3 gols de diferença e torcer para uma vitória do Brasiliense diante do Capital.

Fernando substituiu Liel e deu conta do recado

O Ceilândia começou tomando as rédeas da partida e poderia ter feito o primeiro gol ainda nos 5 primeiros minutos, mas a bola chutada por Wisman explodiu no travessão adversário.

Matheus e Lucas Frank foram muito exigidos por Thompson

Depois disso, como se esperava, o Santa Maria assentou os nervos e o jogo foi essencialmente jogado de intermediária a intermediária, com a iniciativa sendo sempre do Ceilândia.

Willian: maestro do time

O Santa Maria fez jus às expectativas: é um time muito bem organizado, mas tem enormes dificuldades para criar situações de gol. Nas poucas vezes em que ofereceu perigo, o Santa Maria foi prontamente controlado pela defesa alvinegra.

Igor Pato entrou muito bem

O primeiro tempo terminou em 0 x 0. Com esse resultado e com o empate sem gols no Serejão entre Brasiliense e Capital o Ceilândia estava sendo eliminado.

O pequenino Denis fez uma partida quase perfeita

Veio o segundo tempo e o Ceilândia lançou-se todo ao ataque. Adelson mexera taticamente no time ainda no primeiro tempo. Tirou Gabriel e optou por Matheus Silva, um atacante de referência.  No segundo tempo, mexeu ainda mais, promovendo o retorno de Klécio.

Klecio comemora com Willian o primeiro gol do Ceilândia

O jogo permaneceu amarrado, mas o Ceilândia chegava com mais qualidade que no primeiro tempo. O tempo foi passando até que aos 26, numa bela jogada do incansável Denis, Klécio fez um belíssimo gol de cabeça. Klécio, sempre ele e seus gols em momentos importantes.

Matheus Silva fez o 2o aos 43: Ceilândia estava vivo!

Naquele momento o Brasiliense vencia o Capital por 1 x 0 e o Ceilândia ainda precisava fazer 2 gols.  O time insistiu, insistiu e insistiu… até que aos 43 da etapa final, a bola sobrou limpa para Matheus Silva fazer Ceilândia 2 x 0.

Matheus comemora o segundo gol do Ceilândia com Igor e Felipe Goiano

Com esse resultado e o resultado do Serejão a vaga estava sendo disputada nos cartõesamarelos. Ceilândia e Capital entraram nesta rodada com os mesmos números. Para piorar, Matheus Silva, até então o herói, tomou um cartão amarelo para desespero de toda a comissão técnica.

Ceilandia fez o 3o nos acréscimos, Adelson conteve a emoção e pediu foco

O dia era de Matheus Silva e, pode-se dizer também, de Igor Pato. Igor ganhou quase todas pela direita e em jogada do qual participou veio o cruzamento de Andrezinho para a área. Matheus Silva estufou o peito, matou a bola e bateu antes que a bola caísse no chão para estufar a rede do Santa Maria: Ceilândia 3 x 0, aos 50 do segundo tempo.

Apito final: o Ceilândia é semifinalista em 2021

Mais uma vez nos acréscimos o Ceilândia alcançou um resultado sofrido. Com a vitória e a derrota do Capital o Ceilândia avança para as semifinais.

Contados desde 2010, os quatro semifinalistas acumulam quase todos os títulos: Gama e Brasiliense venceram 3 títulos desde 2010, Ceilândia e Luziânia, cada um, conquistaram 2.

 

Impossível?

Ceilândia consegue perder para o último colocado do campeonato: para esquecer
Ceilândia tem a missão de nao ser contido pelo Santa Maria

Sorte é a junção da competência com a oportunidade. É disso que o Ceilândia precisa: sorte! A oportunidade de passar para as semis surge se o Brasiliense vencer o Capital. Surgindo a oportunidade, o Ceilândia precisa mostrar competência e passar pelo Santa Maria. Simples assim…

Romarinho toca na saída do goleiro: Ceilândia 1 x 0
Romarinho toca na saída do goleiro: Ceilândia 1 x 0 em 2017. Ultima vez no Abadião.

É uma tarefa difícil! O Santa Maria mostrou ser um bom time e fez bons jogos ao longo do campeonato. Apenas o Brasiliense conseguiu golear o Santa Maria e mesmo assim o jogo foi arrastado até os minutos finais.

Lucas bate equilibrado: Juninho e Gago poderiam ter evitado
Lucas bate equilibrado: Juninho e Gago chegam atrasado: problemas em 2014.

É verdade que o Santa Maria vem de 3 derrotas seguidas, ambas por 2 ou mais gols de diferença. Se essa for uma tendência, o torcedor alvinegro vê uma oportunidade, mas ainda assim o time terá de ser competente para conseguir a vitória.

CEC perde muitos gols, mas ao menos está criando
Na história do confronto: vitórias com 2 gols de diferença e goleada em 2019.

Se o Ceilândia fizer a sua parte, terá que torcer para o Brasiliense vencer o Capital de preferência por mais de 1 gol de diferença. Para não fazer contas, o Ceilândia precisa vencer o Santa Maria por 3 gols de diferença.

Kabrine comemora: em 2019, Santa Maria 1 x 4 Ceilândia…

Nada adianta o Brasiliense vencer o Capital se o Ceilândia não fizer a sua parte. Para o jogo dessa quarta, Adelson tem a missão de mandar a campo um time equilibrado e ao mesmo tempo ofensivo. É sempre um risco. Esse tipo de jogo exige concentração acima do normal e competência acima de tudo.

Ceilândia: união e concentração para chegar nas semis

É difícil dizer qual time Adelson mandará a campo. O treinador costuma adaptar seu time às características do adversário e conhece bem o seu elenco.

 

Ceilândia tem hoje mais uma decisão: Capital, no Estádio Nacional

Contra o Brasiliense, Michael sofreu uma entrada duríssima e pode ficar fora de hoje

A matemática do Ceilândia é simples: vence e entra volta para a briga por uma vaga nas semifinais; empata e fica dependendo de um milagre; é derrotado e começa a pensar em 2022.

Pedro Medeiros parece ter sofrido lesão mais grave que Michael

É nesse clima que o Ceilândia entra em campo, hoje, 15h, no Estádio Nacional, diante do Capital. O time está consciente da necessidade e das dificuldades que terá pela frente. O Capital mostrou ser um time equilibrado, com muitas virtudes. Será mais um jogo em que o Gato Preto não poderá errar.

Fernandinho é opção para o lugar de Medeiros

O técnico Adelson de Almeida tem problemas. Dois dos principais atletas do time na competição deixaram o jogo contra o Brasiliense reclamando de dores no joelho. Dos dois, a situação do zagueiro Pedro Medeiros parece ser a que mais preocupa. O goleiro Michael talvez seja menos grave. Os resultados dos exames dirão. Serão duas perdas importantes.

Diego pode voltar ao gol do Ceilãndia na decisão de hoje: prova de fogo

Em jogos decisivos seria importante contar com os titulares. Para o lugar de Pedro Medeiros, Adelson deve lançar Fernandinho, que atuou nos minutos finais contra o Brasiliense. Para o lugar de Michal, Adelson deve ter Diego. Os dois terão a prova de fogo no campeonato. A união do time faz a diferença nessas horas.

Derrota ficou no passado. Gabriel é opção para o meio

O Capital tem um estilo de jogo bem diferente do jogo do Brasiliense. Adelson costuma montar seus times de acordo com o adversário. Não é possível apostar qual será a formação do Ceilândia para hoje. Adelson pode optar por um time mais pesado ou um time mais leve.  Veremos.

É decisão!

Ceilândia tem enorme desafio pela frente

Não existe meio-termo! O regulamento do Candangão 2021 prevê que os jogos da segunda fase são disputados apenas em jogos de ida. Com isso, cada partida é uma decisão porque serão apenas 3 jogos em confrontos diretos.

Para o jogo desta tarde, o Ceilândia sabe que não pode errar. O Gato Preto sabe que está à altura do desafio e que precisa acumular pontos para chegar na última rodada em condições de se classificar para as semifinais.

Será um jogo tenso. Nenhum segundo de desconcentração será permitido. Além disso, o Gato Preto precisa aproveitar as oportunidades que surgirem. No histórico recente há um relativo equilíbrio, com leve vantagem para o Brasiliense. Dentro do Serejão, contudo, a vantagem adversária é enorme. O Gato Preto terá que lutar contra isso também.

 

Quartas-de-finais começam hoje! Gato enfrenta Brasiliense, amanhã!!!

Ceilândia e Brasiliense sempre fizeram jogos parelhos, como em 2019(imagem). 2020 foi exceção.

Enquanto o Ceilândia tem seus olhos e mentes voltados para o difícil confronto de amanhã, diante do Brasiliense, os times do Grupo C começam as suas caminhadas nas quartas-de-finais nesta quarta.

A tabela marca  Gama x  Luziânia, no Regional, às 15h30. No mesmo horário, Taguatinga e Unaí se enfrentam no Serejão.  Os times do Grupo D jogam amanhã no mesmo horário.

Willian tem sido importante para o Ceilândia. Competição muda de nível nas quartas…

Com o fim da primeira fase ficaram apenas os times mais fortes. De maneira geral, com a exclusão dos times rebaixados,  esperam-se jogos mais disputados.

Amanhã, às 15h30, o Ceilândia vai ao Serejão enfrentar o Brasiliense. O Ceilândia jamais venceu o Brasiliense no Serejão (17 jogos num total de 42).  Diz o ditado que quanto mais tempo demora, mais próximo um fato está de ocorrer.

Adelson terá trabalho dobrado nas quartas: rumo à 100a vitória comandando o Ceilândia.

Embora no geral a vantagem do Brasiliense no confronto direto seja grande, nos últimos 10 confrontos a diferença é pequena: são 3 vitórias do Ceilândia, 2 empates e 5 derrotas.

Para esse jogo, Adelson deve contar com o seu time base.

Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0

Conseguirá o Ceilândia parar a máquina amarela?

Depois de um começo inseguro, Wisman tem sido uma grata surpresa

São 6 jogos e 6 vitórias. O Brasiliense foi disparado o time de melhor campanha da primeira fase. De quebra, tem o melhor ataque da competição. O Brasiliense permanece, ao lado do Capital, que  tem a melhor defesa, invicto na competição.

Willian tem sido muito importante, mas agora deve sofrer com as marcações

Isso dá o tamanho do desafio. O Gato Preto, a seu turno,  tem mostrado virtudes interessantes e que não podem ser subestimadas.  A pergunta que se faz é se essas virtudes serão suficientes para derrubar a máquina amarela? Do lado da Cidade do Gato há a certeza de que o Ceilândia ainda está longe de ser perfeito, mas historicamente o Gato Preto cresce em momentos decisivos e a mistica da camisa deve ser preservada.

Defesa vai ser testada ao extremo

O Ceilândia não vence o Brasiliense há 2 jogos. A última vitória alvinegra foi em 2018. O time de 2021 recuperou a autoestima alvinegra, depois das dificuldades de 2019 e 2020. O time de hoje tem um sistema defensivo que parece começar a se encaixar. Além disso tem melhorado bastante na transição defesa para o ataque. Poucos times tem mostrado uma transição de mesma qualidade. O Ceilândia ainda é um time em formação, com os olhos voltados em 2023.

Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0
Gago bate firme para vencer Edmar: Ceilândia 1 x 0 em 2018

Para o jogo desta quinta, no Serejão, o técnico Adelson de Almeida deve ter todos os seus atletas à disposição. Liel teve incômodo na musculatura e foi poupado contra o Samambaia. Não deve ser problema.

Medeiros, Andrezinho e Mirandinha, também poupados no final de semana, estão à disposição do técnico. Os novatos, Lucas e Matheus são opções para o banco até porque ainda precisam de ritmo de jogo.