Tag: Gama

O que está acontecendo com o Ceilândia? É possível acreditar? É preciso!

Na estreia, o Ceilândia tomou de 3 x 0 do Brasiliense

O Ceilândia sofreu 3 derrotas por 3 x 0 em 2023. Há o empate em 3 x 3 diante do Brasilia, onde saiu perdendo por 2 x 0. O time não tem jogado bem, como os resultados demonstram. 

Claro, pela primeira vez em mais de 20 anos, estamos distantes e não sabemos o que está acontecendo.  O fato é que os resultados são em si mesmo preocupantes. Não precisa entender de futebol para ver que o grande problema do time é postura. È preciso ter humildade para reconhecer os próprios defeitos.

No segundo jogo, 0x0 contra o Real… 2 jogos sem marcar

A passividade defensiva do time é um problema. A marcação não encaixa e isso é um problema que afeta a todos. A defesa e o primeiro volante são os menos culpados.

Com a bola, o Ceilândia é um time que confunde velocidade com pressa.  O time tem enormes dificuldades em ficar com a bola.

Primeira vitoria em 2023: 3 x0 Paranoá

O problema é grave quando o Ceilândia inicia a jogada a partir de bola parada (lateral, falta ou tiro de meta). A transição nesses casos é lenta e sem inspiração. O time não consegue trocar 4 passes em progressão no campo adversário. 

O Ceilândia tem outro grave defeito: tanto em saída com bola parada quanto na retomada de bola: é um time desequilibrado.

Ultima vitoria no Candangão foi há 1 mes: 1×0 no Santa Maria

O desequilibrio vem do fato de que atacando o Ceilândia aposta na individualidade: coitados dos meias avançados e dos atacantes. Estarão sempre de costas e contra um mar de adversários. 

Os meias avançados e os atacantes também tem suas parcelas de culpa. Eles forçam as jogadas carregando a bola em demasia. Abrem espaço para o contra-ataque adversário, espaço que o Ceilândia não consegue criar forçando o erro do adversário quando este tem a bola.

Ceilândia chegou a estar perdendo por 2 x 0 contra o Brasilia: pior atuação até agora.

A passividade do Ceilândia sem a bola é angustiante. A precipitação do Ceilândia quando tem a bola é angustiante. O Ceilândia é um time desequilibrado.

Nem tudo pode é culpa do padrão tático do time. Há um grave problema de ordem individual: erros de passes bobos, decisões equivocadas, falta de senso de coletividade.

Contra o Samambaia, mais um 0x3…

O fato é que o Ceilândia não conseguiu achar o seu jogo. O problema é que tem pela frente 3 jogos decisivos no Candangão 2023.

O Ceilândia está em 7º lugar e precisa vencer ao menos 2 de seus jogos para pensar em classificação. Precisa vencer os 3 para não fazer conta.  E ainda tem o problema do rebaixamento.

Em 2022, também no Serra do Lago, Ceilândia jogou mal, mas ainda assim venceu o Gama:1×0

No domingo, o Ceilândia enfrenta o Gama, no Serra do Lago. O Serra do Lago sempre traz boas lembranças… que traga também de volta o bom futebol do Gato Preto… essa é a esperança.

Ps1: Todas as fotos, com exceção da última, são de Leandro Bolzan, do perfil oficial do Ceilândia (este ano não estamos fazendo as fotos do time para o CEC Torcedor).
Ps2; O Ceilândia foi visivelmente prejudicado pela arbitragem em alguns jogos, mas isso faz parte do jogo e o time tem que jogar o suficiente para que os erros não prejudiquem o resultado.
Ps3: Algumas peças não tem funcionado.

Ceilândia gastou tudo o que tinha, agora precisa vencer: Cuiabá 3 x 0

Vimos o jogo, com calma, pelo canal do Youtube do Cuiabá. Não foi uma boa apresentação do Ceilândia pela Copa Verde 2023. Mais uma, no geral…

É verdade que o Gato Preto respeitou demasiadamente um adversário que tem na bola aérea o seu forte e não muito mais que isso. Um time limitado que se valeu do peso da camisa recém conquistado. Camisa não ganha jogo ou não deveria. No papel, o time do Ceilândia nada fica a dever ao limitado time do Cuiabá.

Claro que,  ao menos no papél,  o Cuiabá é um adversário mais qualificado que a média os times do futebol local. O Ceilândia também é ou ao menos deveria aceitar que é.

O que se viu foi o Ceilândia retraído, dando campo para o Cuiabá. Ate aí nenhum problema, desde que forçasse o erro do adversário no seu próprio campo. Isso não aconteceu. O Ceilândia foi um time passivo sem a bola. Se o adversário errasse, bem. Se não errasse, aconteceria o que aconteceu. 

Com a bola, o Ceilândia mostrou que é um time melhor com a entrada de Gabriel Correia. Não basta Gabriel Correia querer jogar, é preciso que o time também queira e tenha a humildade necessária para compreender que o futebol é mais difícil do que se pensa.

Erros bobos de passe na intermediária,  tentativa de carregar a bola contra uma defesa plantada, a tentativa de conduzir a bola estando de costas e marcado, incapacidade de trocar quatro passes em progressão… O Ceilândia é um time pressionado, que não sorri… é preciso ter calma nessas horas. Um abraço, um passo atrás pode fazer bem… não sabemos: estamos longe.

O Ceilândia teve também  uma enorme quantidade de erros técnicos incompatíveis com o esquema que se imagina fora traçado. 

Cada um tem uma maneira de ver futebol. Já vimos times que priorizam a defesa serem campeões, outros fracassarem vergonhosamente. Não há garantia de vitória, qualquer que seja o esquema tático, mas é preciso fazer bem feito. O Ceilândia não foi capaz.

O fato é que a vitória do Cuiabá veio fácil. Rafael Gava fez aos 29; Deyverson ampliou aos 31 e aos 44, tudo do primeiro tempo. No segundo tempo, o Cuiabá administrou a vitória já conquistada.

Agora, o Ceilândia volta seus olhos para o Candangão. O Gato Preto está em 7o, mas a posição não condiz com o time que tem, comparado com o nível do futebol local, nem mesmo com o futebol demonstrado com a entrada de Gabriel Correia. Claro, alguns jogadores precisam ser humildes e aceitarem que estão complicando o futebol mais do que o futebol é complicado.

credito:Olhar Esportivo

O Ceilândia precisa de estabilidade, estabilidade para o bem. Inconcebível que o Gato Preto tome de 3 do Samambaia. O problema é que de 3 em 3 todos sofrem.

Sofre o jogador, porque vemos que se esforçam, se dedicam e o resultado não vem. Sofre o dirigente que não vê resultado no investimento. Sofre o torcedor, sofre o familiar, sofremos todos que queremos que esse time ocupe o lugar que merece. 

Credito:O Documento

Torcemos que o Ceilândia dê a volta por cima no Candangão . É preciso ter força e personalidade já contra o Gama. Time tem, falta caprichar. Cada um fazer o que pode fazer de melhor. O momento de errar já passou.

O treinador Adelson de Almeida sempre soube ver o jogo e administrar o elenco. Mexeu em todo o time, menos em uma posição.  Ele pode ter lá suas razões, mas sabe que agora estamos todos no mesmo barco e chegou a hora da decisão. Afundamos todos ou salvamos todos.

As 5  primeiras imagens são de Lucas Bolzan, do perfil oficial de Ceilândia.

Detalhes

Data Tempo Liga Temporada Rodada
1 de março de 2023 20:00 Copa Verde 2023 2a Fase

Cuiaba EC

Posição Gols Assist CA CV
 0000

Ceilândia

# Jogador Posição Gols Assist CA CV
1Matheus SilvaGoleiro001 (44')0
2Julio Cesar BatistaDefesa0000
3Euller VianaDefesa001 (90')0
4João AfonsoDefesa0000
6China KerlissonDefesa0000
5Andrey Oliveira 17Meio-Campo0000
8Geovane Rosario 14Meio-Campo0000
16Gabriel Correia 18Meio-Campo0000
10Milla 19Meio-Campo0000
9Paulo Rene 20Atacante0000
11João de DeusAtacante0000
19Pedrinho Guedes 10-0000
20Felipe Clemente 9Atacante0000
14Werick 8Meio-Campo0000
18Maycon Valeriano 16Meio-Campo0000
17Foguinho 5Meio-Campo0000
 Total 0020

Arbitros

Arbitro CentralAssistente 1Assistente 2Quarto ArbitroDelegadoInspetor
Djonalton Costa de Araujo – PABarbara Roberta da Costa Loiola – FIFA-PALuis Diego Nascimento Lopes – PARafael Odilio Ramos dos Santos – MTLuiz Guilherme Ribeiro Carvalho – MTEdilson Ramos da Mata – MT

Ceilândia bate Gama e é Campeão Candango Sub20 em 2022.

O Ceilãndia é Campeão Candango sub20 de 2022.

Para chegar ao título, o Ceilândia teve que vencer um valoroso Gama.

Não foi fácil, mas no geral o Ceilãndia foi melhor que seu adversário.

O Gama passou por situações bem difíceis ao longo da competição.

Foi um adversário valoroso e que valorizou a conquista alvinegra.

O Ceilândia, apesar de melhor, teve que contar com a maestria de Lilla Saavedra.

O melhor jogador do campeonato, encontrou o momento certo para vencer o goleiro adversário.

O Gama até teve bons momentos no jogo, mas sempre dependeu do fortuito. No mais, a defesa alvinegra sempre portou-se bem e impediu que o adversário ganhasse confiança.

Quando mais precisou, Léo Roquete fez as mexidas certas e reequilibrou o time.

Foi uma campanha perfeita. O Gato Preto terminou invicto.

Para muitos dos atletas foi um momento inesquecível. Agora, uns param por aqui, outros seguem adiante.

Para os que param por aqui, nosso grande obrigado. O mundo do futebol não é necessariamente justo. Esperamos que o futebol os tenha ensinado a serem cidadãos melhores.

Aos que seguem, desejamos sorte.

A todos, até o mais simples auxiliar, o coração alvinegro agradece: muito obrigado pela felicidade.

É uma felicidade momentânea, mas ninguém pode toma-las de vocês, nem de nós humildes torcedores.

Juniores: Gato Preto vence o Gama na estréia do Candango 2022 Sub20

Os juniores do Ceilândia iniciaram neste domingo, no CT do Gama, a sua corrida em busca à classificação à segunda fase do Candango 2022 Sub20 com importante vitória sobre o Gama.


Foi um jogo muito disputado. Os dois times tiveram pouco tempo de preparação mas ofertaram um espetáculo de primeira qualidade.

As primeiras ações ficaram a cargo do Ceilândia. O Gato Preto tomou a iniciativa na maior parte do primeiro tempo, mas não criou situações claras de gol

Isso não significa que o Gama foi um espectador. Na verdade o primeiro tempo ficou caracterizado pela vigor com o qual os times jogaram o primeiro tempo.

Os primeiros 15 minutos foram de dominio do Ceilândia. O Gama até equilibrou as ações nos 15 minutos seguintes, mas nos 15 minutos finais do primeiro tempo o Ceilãndia continou melhor.

É verdade que o Ceilândia não criou muitas situações claras  de gol, mas rondou bastante a meta adversária.

A melhor oportunidade no primeiro tempo esteve com Thiago Carvalho, que tirou o goleiro, mas perdeu o ângulo e finalizou para fora.

Veio o segundo tempo e o panorama do jogo permaneceu o mesmo: uma partida disputada com muito vigor, mas com o Ceilãndia levemente superior.

A superioridade do Ceilândia ficou evidente quando enfim venceu a meta alviverde.

Charles fez Ceilãndia 1 x 0 e  o jogo  ficou mais aberto. Apesar do esforço alviverde, o Ceilândia controlou as ações do adversário e garantiu uma vitória importante.


O próximo adversário do Ceilãndia será o Brazlândia que hoje enfrenta o Brasília.


Os quatro primeiros de cada grupo avançam para a segunda fase. Você pode ver a classificação em https://www.ceilandiaec.com.br/juniores-2022/classificacao/

Ceilândia despacha Gama, agora terá overdose de Brasiliense.

Romarinho sofreu muitas faltas sob o olhar complacente da arbitragem

O Ceilândia venceu o Gama na tarde deste domingo, no Serra do Lago, no último jogo antes da sequencia de 3 partidas diante do Brasiliense.
O Gato Preto comportou-se de duas maneiras distintas em cada tempo.

Dos pés de Cabralzinho saíram as melhores jogadas alvinegras.

No primeiro tempo o Ceilândia foi um time lento e previsível na saída de bola.
O Gama se aproveitou e subiu as linhas e conseguiu forçar o erro alvinegro levando algum perito à meta de Kayser.

Apesar dos erros de saída de bola, defesa deu conta do recado.

A sorte do Ceilãndia é que o Gama era um tima lutador, mas obviamente tem muitas dificuldades no último passe.
O resultado foi que nenhum dos goleiro foi seriamente exigido. Destaque para a lesão do goleiro Rodolfo, do Gama, que a todos assustou no primeiro tempo.

Rafael Pedra disputa a bola. No choque do zagueiro, goleiro se lesionou e saiu de ambulancia.

O segundo tempo foi diferente. O Ceilândia conseguiu impor seu estilo de jogo.
As chances foram surgindo e o goleiro Palagi fez ao menos duas boas defesas.

Ceilândia voltou melhor no segundo tempo. Palagi salvou gol de Vidal.

O gol veio somente aos 24. No bate e rebate dentro da área, Gabriel Pedra emendou para fazer Ceilândia 1 x 0, seu terceiro golno Candangão 2022.
O panorama do jogo não mudou. Antes, Adelson mexera na defesa para colocar João Afonso e Fernando. Depois trouxe Hiury, Fernandinho e Romario.

Hiury voltou e com ele o toque diferenciado.

O sangue novo ajudou no primeiro gol, melhorou o time,  mas o segundo gol não veio.

João Afonso substituiu Igor e manteve a segurança da defesa

O Gato Preto a partir de agora só pensa no Brasiliense. Serão 3 jogos. O da proxima quarta tem valor porque um Ceilândia x Brasiliense é sempre um jogo que ninguém quer perder, mas nada influirá nos dois jogos decisivos.

Fernandinho e Mirandinha fizeram suas melhores partidas em 2022

No próximo sábado devemos ter o primeiro jogo da final do Candangão 2022. Em razão da aproximação da Série D, é muito provável que o segundo jogo da final seja na quarta-feira seguinte.
Em resumo: em 10 dias tudo se resolverá.

O time a ser batido

Ceilândia volta ao Serra do Lago pela última vez em 2022: Agora para enfrentar o Gama

O jogo de hoje contra o Gama tem um significado especial para o Ceilândia para além do desafio de enfrentar um tradicional adversário.

Romário tem lutado bastante, mas o gol não tem vindo. Chance no jogo de hoje?

O Gama ainda não pontuou, mas vendeu cara a derrota para o Brasiliense no meio de semana.

Igor e Medeiros tiveram muito trabalho no jogo passado: não dá para poupar zagueiros e goleiro

O time alviverde obviamente entrará motivado para mostrar contra o finalista Ceilândia que poderia ter feito mais.
Para o Gato Preto o jogo apresenta muitas dificuldades.

Adelson deve mexer no time do Ceilândia para o jogo de hoje. 

Não dá para ficar 10 dias sem jogar, então é provável que Adelson mande seu time-base para o jogo de hoje. Adelson dirigirá o Ceilândia pela 280a vez, com 263 jogos oficiais.

Giovani tem entrado bem. É uma das opções recorrentes de Adelson.

Além disso, há a luta particular entre Ceilândia e Brasiliense pelo primeiro lugar na classificação-geral. Os times estão separados atualmente por 3 pontos.

Romarinho é dúvida e deve ser poupado

O Brasiliense tem o melhor ataque, 30 contra os 25 do Ceilândia. Os dois times tem a melhor defesa com 13 gols sofridos.

Cabralzinho comemora  gol: Encaixado no esquema e disputou todos os jogos do Ceilândia

Há também brigas particulares entre jogadores, como a de Romarinho (que provavelmente não jogue) e Marcão pela artilharia da competição.

Mirandinha tem sido importante: pode ter a chance de começar hoje

Ceilândia x Gama, referido na periferia como o Clássico da Quebrada,  tem ainda o charme de ser o encontro que mais vezes entre equipes do Distrito Federal: 86 vezes, com 25 vitórias do Ceilândia, 26 empates e 35 vitórias do Gama.

 

Vitória sobre o Gama por 1 x 0 coloca o Ceilândia no G2

Tião Rodox, Adilson e Ceará: a velha guarda prestigiou o time de 2022

O Ceilândia conquistou importante vitória na busca por um lugar no G2 do quadrangular semifinal do Candangão BRB 2022 ao vencer o Gama por 1 x 0.

O Ceilândia tentou jogar, mas o Gama fez o possível para não deixar. Árbitro não deu cartão.

Como se esperava, foi um jogo difícil. O Gama jamais se sentiu constrangido em matar as jogadas,. Às vezes com violência, às vezes segurando, às vezes puxando a camisa.

Cabralzinho foi marcado duramente. Participou dos lances mais decisivos: expulsão e gol. Aqui também não houve cartão.

O árbitro Rodrigo Raposo fez de tudo para administrar o jogo e de certo modo conseguiu. Os 4 amarelos para o Gama poderiam ser muito mais.

Gabriel Pedra foi bem marcado pela defesa do Gama.

No primeiro time, apenas um time jogou: o Ceilândia. O Gato Preto, embora sem muita inspiração, dominou as ações, mas teve enorme dificuldade de criar situações claras de gol.

As melhores oportunidades do primeiro tempo foram do Ceilândia em jogadas que sempre passaram por Crystian. As duas oportunidades foram com Romarinho, mas em ambas Romarinho não foi feliz.  Numa cabeceou sobre a meta e na outra chutou forte também sobre a meta adversária.

Ceilândia sofreu com a marcação do Gama, mas foi dele as melhores chances no primeiro tempo

 

Veio o segundo tempo e o Ceilândia,  talvez pelas facilidades do primeiro tempo, parecia um time dividido. Havia muito espaço entre Tarta, Cabralzinho e o ataque e o sistema defensivo protegido por Gabriel Henrique.

O fato é que, nos contra-ataques e aproveitando essses espaços, o Gama teve ao menos uma oportunidade de sair na frente.  Matheus Kayser, que até então não tinha trabalhado, apareceu para fazer ao menos duas importantes defesas.

Gabriel Henrique participou do gol da vitória, mas vai desfalcar o Ceilândia contra o Capital

Não demorou e o Ceilândia foi se rearrumando em campo. Aos 26, Tarta armou o contra-ataque para Cabralzinho. Caio matou novamente a jogada e, como ja tinha amarelo, foi expulso.

Romarinho fez excelente partida. Merecia ter sido recompensado com gol. Vai se contentar com uma assistência.

Depois da expulsão, o jogo ficou inteiramente para o Ceilândia. Aos 33, enfim veio o gol alvinegro. De pé  em pé, a bola passou de Igor para Gabriel Henrique, deste para Cabralzinho que mandou para o incansável Romarinho que cruzou para Mirandinha fazer o gol da vitória.

Kayser apareceu para fazer ao menos duas excelentes defesas.

Após o gol o Ceilândia foi melhora até o momento que cedeu aos cantos de olé.  O olé passou a ser um fim em si mesmo. Enquanto dava olé, o Gama tentava jogar.

O castigo veio no finalzinho quando Gabriel Henrique mal calculou a necessidade de uma falta. Foi expulso. Fará muita falta no jogo dificílimo do proximo sábado.

Igor e Medeiros tiveram muito trabalho. Vidal, do outro lado, também.

O jogo já estava terminando. O Gama tentava, mas não tinha força. O Ceilândia não queria mais jogar, apenas esperar o final.

Mirandinha tem estrela: gol da vitória. Importante.

Com a vitória, o Ceilândia está 1 ponto à frente do Capital. Os dois times se enfrentam no sábado.

O Gato Preto sabe que são dez jogos decisivos. Já foram 4. Faltam Capital, Capital, Gama, Brasiliense… …. ….

 

No final, jogadores comemoram com a torcida!

Com torcida de volta, Ceilândia coloca boa fase à prova diante do Gama

Ceilândia, Gama, Brasiliense e Capital: Apenas 2 garantem temporada em 2023

À medida que os campeonatos afunilam, aumentam os desafios e as responsabilidades.

Adelson: oração, pequenos ajustes e decisão. Foto: Alan Rones

Nesta segunda-feira, o Gato Preto enfrenta o Gama no Regional precisando vencer para passar o Capital na tábua de classificação.

Liderança e consistência de Tarta tem sido fundamental para o Ceilãndia.

O Gama está na mesma situação e teve mais de uma semana de preparação apenas para este jogo. Isto acende o sinal de alerta para o Ceilândia.Enfrentar o maior campeão do Distrito Federal é sempre difícil.

Gama teve mais de uma semana para se prepara para este jogo: perigo aumenta

Independente disso, o Ceilândia precisa fazer valer o seu melhor momento para não deixar os demais times desgarrarem.

Igor e China  assistem à defesa de Kayser: Defesa será muito exigida

Para o jogo de hoje, Adelson deve contar com força máxima. É verdade que o treinador sempre faz alterações pontuais, conforme o adversário.

Suplentes serão muito importantes nesta fase decisiva.

Então é de se esperar que haja uma ou outra alteração em relação aos últimos jogos.

Estádio Regional Lotado: de um tempo em que a torcida prestigiava. Está mais que na hora de saber o que aconteceu
Estádio Regional Lotado para ver Ceilândia e Gama: faz tempo que isso não acontece

O Ceilândia terá também o reforço da torcida.  Com a torcida vem uma força nova e uma nova exigência. O jogo começa às 16h.

Hora de fazer a diferença!

Hiury era um dos destaques. Não joga há quase um mês.

Bons times ganham jogos, elencos ganham campeonatos. O jogo de ontem, em que o Brasiliense venceu o Capital por 2 x 1, é uma prova da certeza futebolística.

Giovani tem entrado bem. É uma das opções recorrentes

Com os quatro melhores times do Candangão se enfrentando a cada  3 ou 4 dias, quem tiver o melhor elenco deve prevalecer.

Fernandinho é outra opção recorrente.

Agora  todos se conhecem um pouco mais e o Ceilândia vai precisar dos seus suplentes mais que nunca.

Mirandinha tem sido outra opção de Adelson. 

Embora tenha feito poucas mudanças no time-base, Adelson foi dando ritmo  à maior parte do elenco. Aos menos 18 jogadores entraram em 5 ou mais jogos do Candangão.

Medeiros parece recuperado e aumenta opções de Adelson

Hiury lesionou-se  há quase um mês e seu retorno é incerto, mas nomes como Léo, goleiro, Medeiros,  zagueiro, Giovani, volante, Fernandinho  e Hericlis, meias,  Mirandinha, atacante, são reconhecidamente bons nomes.

Marchesan, Kayser e Léo: 3 bons goleiros.

O Ceilândia ainda carece de um atacante de referência porque não substituiu Caíque. Romário e Gabriel Pedra revezam no ataque. Além disso, China e Gleissinho revezam na lateral esquerda.

Gabriel Pedra tem revezado no ataque com Romário

Partindo do princípio que Adelson só manda a campo quem está preparado o desafio, o  problema do treinador é saber quem dos suplentes está preparado para os desafios do  quadrangular semifinal.

Hericlis ainda não mostrou todo seu potencial

O time titular obrigatoriamente tem que estar preparado físico, técnico e mentalmente para os desafios de um jogo de semifinal.

Romário é opção para o ataque

Amanhã, contra o Gama, 16h, no Regional, começaremos a saber.

Segunda rodada da semifinal começa hoje com Capital x Brasiliense

Jogo durísssimo contra o Brasiliense no último sábado. Hoje, Amarelos enfrentarão o Capital.

A segunda rodada do Quadrangular Semifinal do Candangão BRB 2022 começa hoje à tarde com o Capital recebendo o Brasiliense.

Capital lidera o Quadrangular Semifinal do Candangão BRB 2022

O Gato Preto assiste ao jogo de hoje sabendo que qualquer resultado do jogo de hoje o deixará a 3 pontos do líder.

Sequência muito dura de adversários: o Gama tem o mesmo desafio do Ceilândia

A situação do Gama não é muito diferente da situação do Ceilândia. Então, o jogo tem o mesmo grau de importância para os dois times: ambos não podem se dar ao luxo de ver Capital e Brasiliense fugirem na classificação.

Adelson diz que os suplentes, se necessários, estão prontos.

O time deve se reapresentar neste sábado, pela manhã. O técnico Adelson de Almeida disse ao CEC Torcedor que o elenco ainda no vestiário, após o jogo anterior,  mostrou-se com os pés nos chãos.

Igor e China assistem à defesa de Kayser: A princípio os 3 devem enfrentar o Gama

Ao eleger o  Candangão como prioridade, a diretoria tem pensado a longo prazo. O planejamento foi seguido com sucesso até agora, mas o Ceilândia ainda não é um time sustentável. Será necessário chegar na final e seguir adiante.

Romarinho e Cabralzinho aproveitaram o descanso de ontem: reavaliados hoje

O técnico Adelson de Almeida ainda não sabe se poderá contar com todos os jogadores. A reavaliação será feita hoje, mas a equipe  do preparador físico Rodrigo tem dado muita atenção aos detalhes, como descanso e suplementação alimentar.

Gabriel Henrique é outro que aproveitou o descanso de ontem. Reapresenta hoje.

Adelson tem especial confiança nos suplentes,  acreditando que se necessãrio manterão o nível mostrado pelo time nos últimos jogos.

Camisa 13 pode voltar ao estádio para incentivar o Ceilândia.

Ainda não há informações sobre ingressos, mas o jogo entre Ceilândia e Gama, na segunda-feira, 16h00, tem presença de público autorizada. A diretoria deve fornecer informações ainda hoje.

 

Ceilândia mantém boa sequencia: Passa pelo Avaí. Agora, enfrenta Gama

Jogo atrasou muito por causa das fortes chuvas -Iansell-ND

Como todos sabem, desta vez não estivemos presentes. Sofremos mais quando não estamos presentes. Havia, contudo, a senação que dissemos apenas para poucos que seria 2 x 1 e Vidal faria algo de bom. Que coisa!!!

Dessa vez a premonição deu certo! Alan Rones, mídia oficial, foi nosso interlocutor.

O fato é que na noite chuvosa desta quinta, 10 de março de 2022, o Ceilândia venceu o Avaí por 2 x 1, em Florianópolis-SC, e pela primeira vez está na terceira fase da Copa do Brasil.

Choveu muito antes do jogo – (@gustavomedeiros)

O Avaí começou  tomando as ações do jogo, mas foi o Ceilândia quem chegou primeiro. Aos 8, Medeiros arriscou de fora da área para o goleiro do Avaí fazer grande defesa. Em seguida, Vidal pegou a sobra e Betão salvou.

Não demorou e o Ceilândia saiu na frente. Aos 20, cruzamento da esquerda, Betão não conseguiu afastar e Crystian fez Ceilândia 1 x 0.

Ceilândia comemora gol de Crystian – @gustavomedeiros

O Ceilândia exagerou na comemoração. Na saída de bola, Morato empatou: Ceilândia 1 x 1 Avai.

Aos 42, confusão e Ygor do Ceilândia foi expulso juntamente com Bruno Silva do Avaí. Adelson agiu rápido e tirou Watthimempara colocar Fernando Brito  (originariamente dissemos o inverso. Por que? Acontece!).

Ceilândia está na terceira fase  – (@gustavomedeiros)

Veio o segundo tempo e o jogo continuou truncado, mas o Avaí teve a iniciativa até os minutos finais, mas sem grandes perigos.

Aos 42, Matheus Guarujá foi derrubado. Cabralzinho bateu a falta e conseguiu escanteio. Na bola levantada, Vidal quase fez, mas mandou a bola sobre a meta.

Depois do Avai, Ceilândia agora volta seus olhos para o Candangão (@gustavomedeiros)

O gol se anunciava. Aos 44, o Ceilândia continuava no ataque. Desvio da zaga  e vidal acertou de voleio para fazer um golaço: Ceilândia 2 x 1.

Esperava-se pressão do Avaí, mas aos 48 Morato foi expulso. Ceilândia conteve o adversário e venceu por 2 x 1.

Ceilândia comemora por hoje, mas segunda tem jogo.

O resultado foi importante para o planejamento de médio prazo do time. Os recursos serão bem vindos, mas a diretoria precisa colocar os pés no chão.  O Ceilândia não tem um mecenas e o futebol local é precário.

Agora, o Gato Preto volta suas atenções para o Gama, adversário de segunda-feira, pela semifinal do Candangão 2022.

Avaí-SC

Posição Gols Assist CA CV
 0000

Ceilândia

# Jogador Posição Gols Assist CA CV
1KayserGoleiro0000
2Crystian Carvalho 7Defesa1 (20')01 (32')0
3Gabriel VidalDefesa1 (90')000
4Igor RibeiroDefesa0001 (41')
5Gabriel HenriqueMeio-Campo0000
6China Kerlisson 16Defesa0000
8Wallace TartaMeio-Campo0000
10CabralzinhoMeio-Campo001 (90+2')0
19Watthimem 14Atacante0000
20Romarinho 11Atacante0000
23Pedro MedeirosDefesa001 (70')0
7Matheus Guaruja 2Atacante0000
14Fernandinho Brito 19Defesa001 (45')0
16Gleissinho 6Defesa0000
11Thiago Magno 20Meio-Campo0000
Léo UnamuzagaGoleiro0000
 Total 2041

Tecnico: Adelson de Almeida
Preparador Físico: Rodrigo Fernandes
massagista: Rodrigo Gregorio
Treinador de Goleiros: Josuel da Cruz (Junior)

Sequência decisiva na Copa do Brasil e Candangão 2022: Ceilândia x Avaí

Do Ceilândia que começou contra o Avaí em 2018, ninguém permanece.

Espremido entre a segunda fase da Copa Intelbras do Brasil 2022 e o quadrangular semifinal do Candangão BRB 2022, o Ceilândia vai a campo nesta quinta-feira, 10 de março, 21h30, para enfrentar o Avaí no Estádio da Ressacada em Florianopolis-SC.

Betão e Marquinhos eram referências do Avaí no jogo de  2018. Apenas Betão permanece

O Gato Preto sabe que a prioridade é a competição local, mas obviamente não pode desperdiçar a oportunidade que o jogo de quinta representa.

Vavá marcou logo aos 3 minutos. Avaí empatou 15 minutos depois
Vavá marcou logo aos 3 minutos. Avaí empatou 15 minutos depois

Ceilândia e Avaí se enfrentaram pela Copa do Brasil de 2018. Naquela oportunidade o time catarinense venceu por 3 x 2 e eliminou o alvinegro da competição.

Mateus Guarujá é opção para o ataque do Ceilândia na Copa do Brasil

Quatro anos depois as equipes voltam a se enfrentar. Muita coisa mudou desde então.  Em 2018 o adversário era um time de Série B. Em 2022 é um time de Série A. Em 2018, o Ceilândia encerrava um ciclo. Em 2022, espera-se, está iniciando um novo ciclo.

Liel jogou muito tempo no Criciúma. Lesionado, não deve jogar amanhã.

Para o jogo desta quinta, Adelson deve contar com alguns jogadores que não estão inscritos no Candangão. A base do time, contudo, deve ser a mesma do time que enfrentou o Londrina.

Tarta comanda o time em campo. Será importante contra o Avaí.

Diz-se que deve ser a mesma base porque todos sabemos que Adelson costuma moldar o seu time ao jogo do adversário. Não se sabe o quanto conhece do Avaí, mas é sempre provável que faça alterações.

Gabriel Pedra tem sido importantíssimo em 2022. Deve jogar amanhã.

É um olho no jogo  contra o Avaí e outro no jogo contra o Gama. Com jogo diante do Gama tendo sido adiado para segunda-feira, o Gato Preto ganhou um importante dia a mais de folga.

 

Não foi perfeito, mas foi com cara de Ceilândia: 0 x 0

Entrada por trás…. Cabralzinho foi caçado em campo.

Na abertura do quadrangular semifinal do Candangão BRB 2022, Ceilândia e Brasiliense empataram em 0 x 0.

Liderança de Tarta foi mais uma vez importante

Não foi o melhor resultado para o alvinegro, mas foi o resultado possível.

A bola aérea do Brasiliense incomoda bastante.

Há muitas coisas envolvendo o resultado de hoje, mas fiquemos com o futebol das equipes.

Muita bola cruzada na área.

De maneira geral o jogo foi jogado de intermediária a intermediária, com os goleiros sendo pouco exigidos. Edmar foi mais exigido que Kayser. Isso não significa que o Brasiliense não levou perigo e vice -versa.

Ceilândia também usou muitos cruzamentos

Embora os goleiros tenham sido pouco exigidos, os dois sistemas defensivos trabalharam bastante.

Arbitragem muito confusa: critérios distintos para lances iguais

O Brasiliense dependeu bastante das bolas paradas. Desta vez a defesa do Ceilândia esteve melhor pelo alto.

Na luta e nos pés de Pedra, as melhores oportunidades.

O Ceilândia dependia bastante de Cabralzinho, Romarinho e Gabriel Pedra. Os dois primeiros foram muito bem marcados. O último, no espírito de luta pessoal, roubou duas bolas nas quais poderia ter aberto o marcador.

Desta vez o Ceilândia não abaixou a cabeça

O panorama do jogo foi o mesmo nos 90 minutos: equilíbrio total entre as equipes.

Romarinho fez boa partida, mas o gol não veio.

No quadrangular semifinal o importante é pontuar. Não é e  não vai ser fácil. Chegou a hora de entre os bons aqueles que são os melhores. São 4 e ficarão apenas 2. No outro jogo, Gama 1 x 2 Capital.

Começando do zero: Brasiliense não traz boas recordações

Ceilândia enfrenta Brasiliense, Gama e Capital. Destes sairá o campeão.

O Ceilândia sempre deixou claro que o Candangão é prioridade. Não existe calendário em 2023 se o Ceilândia ficar fora da final em 2022.

Amanhã começa o quadrangular semifinal do Candangão 2022. Todos começam do zero, 2 avançam para a final  e o primeiro adversário é o Brasiliense, que na primeira fase goleou o Ceilândia por 5 x 1.

O último confronto com o Brasiliense não traz boas recordações: 5×1

O jogo de amanhã, entre Ceilândia e Brasiliense é marcado por expectativas. A principal está em saber como o Ceilândia, que vive bom momento,  se comportará depois da goleada da fase classificatória.

Além disto, o Ceilândia tem apenas 1 vitória contra o rival nos últimos 11 jogos e não  vence o Brasiliense nos últimos 7..

Entre 2018 e 2021, o Ceilândia sofreu com o Brasiliense. 2022 não começou diferente

Claro que o Ceilândia de 2022 é muito diferente dos times de 2018 a 2021. O problema é que este ano não começou diferente.

Na outra partida do dia, o Gama recebe o Capital no Serra do Lago.

Gama enfrenta o Capital no Serra do Lago

Normalmente é difícil saber o time que Adelson manda a campo. No contexto atual é ainda mais difícil. O treinador somou às suas diversas responsabilidades a responsabilidade de diminuir a ansiedade do time depois da vitória da última quarta-feira.

Os times começam o quadrangular semifinal do zero. Nos confrontos apenas entre os 4 finalistas, o Ceilândia foi o time que menos pontos fez na primeira fase: vitória sobre o Gama e derrotas diante de Brasiliense e Capital.

No campeonato particular dos 4 melhores, Capital foi o melhor

O Capital foi o time que mais pontos fez no confronto direto: 5. Brasiliense e Gama fizeram 4.

Todos os times jogam entre si. Os dois melhores fazem a final e garantem a temporada 2023.

 

 

Que semana!!! Londrina, Brasiliense e Gama pela frente

Adriano comemora gol da vitória alvinegra sobre o Londrina em 2005

A semana sem compromissos oficiais e a aproximação das estreias na Copa do Brasil e quadrangular semifinal confirmam: foi apenas a calmaria antes da tempestade.

Nesta quarta-feira, precisando da vitória, o Ceilândia estreia na Copa do Brasil contra o Londrina. O empate beneficia o adversário.

O Ceilândia não enfrenta o Londrina há quase 17 anos. Os últimos confrontos foram pela Série C do Campeonato Brasileiro daquele ano. De lá para cá, muita coisa mudou.

Para o jogo desta quarta, contra o Londrina, o  técnico Adelson de Almeida terá à sua disposição alguns jogadores que não poderá contar para o Candangão.

Watthimen e Tiago Magno  vieram do Santa Maria, Falero veio do Unaí. Além destes jogadores, o Ceilândia conta agora com o retorno de Liel.

O tempo é muito curto para que Adelson faça grandes modificações no elenco. Os novos contratados chegam para contribuir em posições carentes  do alvinegro. Adelson deve privilegiar a base do Candangão.

Próximos Jogos do Ceilândia