Tag: Comercial-MS

Adelson: hora de vencer e fazer contas

Espírito de Série D: Representantes do DF fazem contas

Ceilândia começou sonolento contra o Comercial, quando acordou já perdia por 1 x 0
Ceilândia começou sonolento contra o Comercial, quando acordou já perdia por 1 x 0

Representantes do DF na Série D continuam liderando seus grupos, mas desperdiçaram grande oportunidade de encaminhar suas classificações.

No grupo A11, o  ainda invícto Luziânia parece estar numa situação tão complicada quando o Ceilândia, talvez um pouco mais. O azulino da saída sul empatou com o Sete e chegou a 8 pontos, um a mais que o Ceilândia no grupo A10.

Lincoln está fora de ritmo: pouco contribuiu na derrota diante do Comercial
Lincoln está fora de ritmo: pouco contribuiu na derrota diante do Comercial

O problema é que na próxima rodada o Luziânia terá uma verdadeira decisão contra o União em Rondonópolis. Se perder já não dependerá mais de si para conquistar a vaga direta.  O Luziânia precisa vencer o União se não quiser sofrer.

O mesmo raciocínio se aplica ao Ceilândia. Do lado alvinegro , a derrota diante do Comercial só não trouxe mais prejuízo porque Anápolis e Sinop empataram. O Gato Preto tem 7 pontos e se quiser a vaga direta precisa vencer os dois jogos que lhe restam e torcer para que o Comercial não tire a diferença de saldo.

Adelson: hora de  vencer e fazer contas
Adelson: hora de vencer e fazer contas

O Gato Preto pode se classificar sendo segundo colocado do grupo. Numa ou noutra situação, precisa vencer o Sinop neste final de semana. 

Com a classificação atual, o Ceilândia voltaria a enfrentar o Comercial-MS na primeira fase de mata-mata. 

A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura

O preço da apatia: Ceilândia 0 x 1 Comercial-MS

Didão era um dos poucos lúcidos em um time apático. Foi substituído
Didão era um dos poucos lúcidos em um time apático. Foi substituído

Os dez primeiros minutos do Ceilândia na tarde deste sábado foram de esquecer. O Ceilândia parecia acreditar que era possível vencer sem fazer força. Do outro lado, o Comercial sabia que no mínimo era preciso forçar o erro adversário, que era preciso correr, ganhar a primeira, ganhar a segunda bola, construir o resultado.  O Ceilândia era um time acomodado e, quando se deu conta,  já perdia por 1 x 0.

Adelson colocou Filipe Cirne, mas nada mudou
Adelson colocou Filipe Cirne, mas nada mudou

O Comercial teve a iniciativa do começo de  jogo: marcação alta e pressão na saída de bola. O Ceilândia parecia fora de rotação. Passes displicentes, toquezinho lateral para cá e para lá, transição lenta.  A primeira bola era do Comercial, a segunda também. Pior, nos dez primeiros minutos contaram-se cinco erros de saída de bola do Ceilândia, alguns por pura displicência. 

Sem inspiração, Ceilândia abusou da bola aérea: sem resultado
Sem inspiração, Ceilândia abusou da bola aérea: sem resultado

Aos 12 veio o castigo: Felipe Pará avançou em direção à área do Ceilândia. Como antes, o time parecia esperar que Felipe Pará errasse. Como antes, o Ceilândia não forçou o erro do adversário. Dessa vez  Felipe não errou. Bateu cruzado, a bola tocou na trave direita e morreu no fundo da rede.

Apático no início, previsível no final: Ceilândia perde para o Comercial
Apático no início, previsível no final: Ceilândia perde para o Comercial

Esperava-se que o Ceilândia acordasse. Isso não ocorreu. O Comercial poderia ter aumentado em seguida. 

O Ceilândia poderia ter empatado, mas precisa jogar mais se quiser ir longe
O Ceilândia poderia ter empatado, mas precisa jogar mais se quiser ir longe

O ímpeto do Comercial arrefeceu e o colorado passou apenas a controlar as ações ofensivas do Ceilândia. Sem inspiração, o Gato Preto era incapaz de envolver a defesa do Comercial e se limitava a ligações diretas da defesa para o ataque e jogadas de bola parada. Pouco, muito pouco para o Gato Preto.

A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura
A imagem de um time sem inspiração: Romarinho fura

Veio o segundo tempo e o Comercial teve Mutuca expulso. O Ceilândia foi todo ao ataque, mas dependia exclusivamente das jogadas de bola parada. Se alguém esteve perto de fazer gol no segundo tempo, esse alguém foi o Comercial, mas Artur salvou.

O tempo foi passando. O Ceilândia era apenas vontade  e pouco futebol. O coração às vezes resolve, assim como as ligações diretas e jogadas de bola parada. Às vezes é preciso jogar futebol.  Não deu. O Ceilândia perdeu em casa e o gosto amargo da derrota diante do Fluminense de Feira em 2016 se fez sentir novamente. 

Grupo A-10

PosClubeJVEDGPGCSPts
110424119214
283231111011
362318629
422003126
56033511-63
Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita

Ceilândia vs Comercial-MS: luta pelo primeiro lugar

Filipe sequer foi relacionado para o jogo de ida. Dudu volta
Filipe sequer foi relacionado para o jogo de ida. Dudu volta

Hoje, às 15h30, o Ceilândia enfrenta o Comercial-MS, neste momento o seu direto competidor pela vaga assegurada ao vencedor do grupo A10 da Série D. 

Carlos Henrique mostrou evolução contra o Comercial-MS: briga com Dim e Filipe Cirne por uma vaga
Carlos Henrique mostrou evolução contra o Comercial-MS: briga com Dim e Filipe Cirne por uma vaga

O confronto desta tarde promete ser complicado como todo jogo da Série D.  Os mandantes não tem tido vida fácil no grupo A10: em 6 jogos disputados até agora, os mandantes venceram apenas dois. Além disso, tanto Ceilândia quanto Comercial devem mudar os seus times.

O Ceilândia depende de Alcione: se ele vai mal, o time também vai
O Ceilândia era dependente de Alcione que volta depois de dois jogos fora

Do lado da Cidade do Gato há  preocupação com a necessidade de evolução da equipe para o jogo de hoje e, de quebra, para a continuidade da competição. O Comercial deve mudar a postura.  O Ceilândia, embora consciente da sua boa estrutura de jogo, preocupa-se em não ser surpreendido pelo adversário.

Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita
Ceilândia bateu cabeça no começo do jogo em Campo Grande-MS. Atenção para que isso não se repita

Filipe Cirne, Dudu e Alcione foram titulares em quase toda a temporada. Adelson contará com os retornos dos dois últimos, Filipe Cirne pode ser uma opção interessante.  Outra opção é o meia Dim e Adelson provavelmente contará com Pedrão ao menos no banco de reservas.

Formiga formou dupla de ataque com Romarinho no primeiro jogo
Formiga formou dupla de ataque com Romarinho no primeiro jogo

No ataque Formiga tem sido uma opção constante. Adelson, contudo, costuma armar suas equipes de acordo com o adversário. É de se esperar que o time de hoje seja diferente daquele que enfrentou o Comercial-MS domingo passado. 

Em resumo: Adelson esconde bem as suas equipes e a forma de atuar. Saberemos apenas hoje à tarde.

Ceilândia volta a enfrentar o Comercial no seu caminho rumo à classificação

Adelson define time para enfrentar Comercial-MS

Ceilândia é um time seguro de suas qualidades: no futebol cada jogo é diferente
Ceilândia é um time seguro de suas qualidades: no futebol cada jogo é diferente

O Ceilândia enfrenta o Comercial-MS neste sábado, 15h30, no Regional, nos últimos 90 minutos do confronto entre as duas equipes.  Trata-se de um jogo importante na trajetória alvinegra na Série D 2017.

Comercial-MS volta a enfrentar o Ceilândia.
Comercial-MS volta a enfrentar o Ceilândia.

O Gato Preto atualmente é líder do grupo A10 da Série D 2017 e apenas o primeiro colocado se classifica.  Nem todos os segundos colocados seguem adiante. Esta a importância do jogo.

Emerson foi bem em Campo Grande-MS, mas a volta de Alcione pode mudar o Ceilândia
Emerson foi bem em Campo Grande-MS, mas a volta de Alcione pode mudar o Ceilândia

Na análise da direção, o  jogo de Campo Grande-MS não serve de muita  referência. O Ceilândia tem um trabalho mais maduro, mas as circunstâncias devem mudar completamente neste sábado, a começar pelo campo de jogo.

Além disso, é certo que o Ceilândia tem mais responsabilidade que o Comercial-MS. O time pantaneiro sabe que a tabela lhe reserva um confronto direto e em casa contra o Anápolis. Aproveitar a vantagem casa é, neste momento, a tarefa do Ceilândia. Isso permite ao Comercial-MS usufruir melhor do seu jogo de contra-ataques.

Ceilândia volta a enfrentar o Comercial no seu caminho rumo à classificação
Ceilândia volta a enfrentar o Comercial no seu caminho rumo à classificação

 Alcione e Dudu voltam, mas não devem começar jogando. Se Adelson optar pela entrada de Alcione deve levar em consideração que o time mudará bastante em relação a domingo. A única baixa deve ser Gilmar Here por questões contratuais. A decisão sai hoje.

A princípio os portões estarão abertos ao público, confirma Almir de Almeida.

 

Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história

Cristóvão Ferreira reencontra Ceilândia 28 anos depois

Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história
Cristovão ainda é treinador: reencontro com a história

A passagem por Campo Grande-MS rendeu um encontro inesperado com Cristóvão Ferreira, ex-treinador do Ceilândia e um dos responsáveis pela inesquecível campanha alvinegra de 1989.

Em 1989, o Campeonato Metropolitano começava com o Tiradentes lutando pelo bi-campeonato e o Guará com quatro reforços de peso: Paulo Cesar Lira, Ataliba, Ney e Dema. 

Cristovão montou o time que chegaria às finais do Metropolitano de 1989, mas a sua campanha não foi boa
Cristovão montou o time que chegaria às finais do Metropolitano de 1989, mas a sua campanha não foi boa

O Ceilândia apresentava um novo treinador: Cristóvão Ferreira. Ex-jogador do Flamengo, Cristóvão fora responsável por boas campanhas de Planaltina e Tiradentes. Com ele vieram Kidão e Marco Antônio, em um time que tinha Chicão, Laércio, Tião, Marcelo, Edmilson, Lino e Tuta. No ataque, Pacheco, Carlinhos e Agnaldo.

A campanha de Cristóvão com o Ceilândia não foi das melhores em um campeonato no qual os empates levavam a decisão do jogo para os penaltis. 

Cristovão dirigiu o Ceilândia em 8 jogos, com apenas uma vitória
Cristovão dirigiu o Ceilândia em 8 jogos, com apenas uma vitória

Cristóvão dirigiu o Ceilândia durante o primeiro turno, mas a derrota para o Taguatinga no começo do segundo turno do Candangão selou o seu destino. Em seu lugar veio Décio Leal que levou o Ceilândia a vencer o terceiro turno e às finais do Candangão daquele ano.

Cristóvão falou brevemente com o CeilandiaEC.  Foi um encontro emotivo, de muita saudade. O treinador ainda continua na ativa depois de passagens pelo futebol árabe, vietnamita, sulmatogrossense e carioca. Perguntou por muita gente, sinal de que em seu coração há um espaço enorme ocupado pelo futebol candango e pelo Ceilândia em particular.

Campo ruim no jogo de ida transforma jogo de volta em incógnita

Os 90 minutos finais contra o Comercial-MS

Formiga tem sido importante, mas Ceilândia ainda precisa de outro atacante pelo lado de campo
Formiga tem sido importante, mas Ceilândia ainda precisa de outro atacante pelo lado de campo

O Ceilândia retornou ao Distrito Federal na tarde de ontem já pensando nos noventa minutos finais dos confrontos com o Comercial-MS.  Antes, terá tempo para um merecido descanso  da longa viagem. 

Pedrão foi contratado para ser titular, Humberto tem dado conta do recado
Pedrão foi contratado para ser titular, Humberto tem dado conta do recado

Agora que os times já se conhecem, espera-se que os treinadores tenham mais material para prepararem suas equipes. O Ceilândia  sabe que precisa evoluir porque o Comercial-MS que enfrentará no próximo sábado não será aquele que enfrentou no domingo.

Campo ruim no jogo de ida. Agora os times poderão jogar futebol
Campo ruim no jogo de ida. Agora os times poderão jogar futebol

A primeira e importante mudança está no campo de jogo. O gramado do Morenão era muito irregular e muito duro. O futebol que se jogou no Morenão não pode e não será aquele que será jogado no Estádio Regional de Ceilândia. Só por aí se sabe que os 90 minutos finais do confronto será diferente.

Dim estreou contra o Comercial: ainda fora de ritmo
Dim estreou contra o Comercial: ainda fora de ritmo

Para a partida deste sábado, 15h30, no Regional, Adelson deve contar com o reforço de Pedrão ao menos no banco.  Questionada se tem valido a pena esperar tanto tempo por um jogador, a Comissão Técnica respondeu que Pedrão é um jogador que soma qualidade ao elenco e que, portanto, a espera vale a pena.

Campo ruim no jogo de ida transforma jogo de volta em incógnita
Campo ruim no jogo de ida transforma jogo de volta em incógnita

Alcione e Dudu estão na reta final de suas recuperações. Alguns jogadores tem apresentado desgaste e isso  preocupa a Comissão Técnica. Na partida contra o Comercial-MS, Filipe Cirne, por exemplo, sequer foi relacionado. Outros preocupam.

 

 

Related Images:

Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?

Vitória importante na luta pela classificação

O Ceilândia aproveitou melhor as oportunidades, mas no confronto de volta tudo pode mudar
O Ceilândia aproveitou melhor as oportunidades, mas no confronto de volta tudo pode mudar

O Ceilândia venceu o Comercial-MS por 3 x 1 na tarde deste domingo. O resultado não é definitivo, na caminhada alvinegra rumo à classificação, mas é importante. 

Foi um jogo no qual o Ceilândia sempre teve a iniciativa. Em outras situações poder-se-ia dizer que o Ceilândia foi sempre melhor que seu adversário. No caso do Comercial-MS isso pode ser enganoso. O time pantaneiro claramente dava espaço para o Ceilândia para obter o contra-ataque.

Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?
Bola bate em Xandão e vai para o fundo do gol. Gol de Humberto?

O mérito do Ceilândia foi jamais se expor aos contra-ataques adversário. O Gato Preto rondava a grande área do Comercial, mas não criava situações claras de gol. Em um campo com o piso duro como é o do Morenão o acaso desempenha um papel importante. O Ceilândia tirou bom proveito das condições do jogo. 

Aos 22, Elivelto cobrou escanteio. A bola desviou em Xandão e Humberto desviou para fazer Ceilândia 1 x 0. O gol não mudou o ritmo da partida. O Ceilândia manteve a posse de bola e Romarinho apareceu para fazer Ceilândia 2 x 0 aos 39.

O terceiro gol foi de Humberto
O terceiro gol foi de Humberto

Veio o segundo tempo e se esperava que o Comercial-MS viesse para cima. O time sulmatogrossense até teve a iniciativa nos primeiros minutos, mas o Ceilândia logo recuperou o domínio. Aos 14, novo escanteio e Humberto fez Ceilândia 3 x 0. 

Com a larga vantagem, o Ceilândia manteve o ritmo e poderia ter aumentado. O time relaxou nas conclusões e em ao menos duas situações a ansiedade individual prevalesceu sobre o interesse coletivo. O castigo não demorou: Aos 20, Bruno Nunes diminuiu.

Romarinho fez o segundo gol do Ceilândia, o 17o do ano.
Romarinho fez o segundo gol do Ceilândia, o 17o do ano.

O Comercial ainda manteve o ímpeto por dez minutos, depois o Ceilândia recuperou o controle da partida até o final.

Com esse resultado o Ceilândia alcança a liderança momentânea do Grupo. O importante nesse momento é não relaxar, porque ainda falta todo o returno e tudo pode mudar.

Lincoln fez um gol pelo Formosa em 2017

Love vai, Lincoln vem, Liel retorna

Liel retorna ao Ceilândia. Torcida para que seja melhor que em 2016
Liel retorna ao Ceilândia. Torcida para que seja melhor que em 2016

O Ceilândia tem três novidades no elenco. O atacante Leandro Love foi liberado para juntar-se ao São Bento na disputa da Série C. O atacante era titular do time de Adelson de Almeida e, embora não tenha marcado gol, vinha sendo útil no esquema do treinador.

Leandro Love é um jogador interessante, mas vai embora sem fazer gol
Leandro Love é um jogador interessante, mas vai embora sem fazer gol

Para o lugar de Leandro Love veio um atacante com características bem distintas. Lincoln tem 24 anos, 1.90m e, já que falamos do Comercial-MS, atuou por duas temporadas no futebol pantaneiro. O atacante fez um gol no Candangão 2017.

Lincoln fez um gol pelo Formosa em 2017
Lincoln fez um gol pelo Formosa em 2017

Em meio a idas e vindas um retorno:  o volante do bicampeonato candango Liel retorna ao Ceilândia. O meiocampista jogou pelo Gato Preto em 2016. A última passagem de Liel pelo Ceilândia não foi boa. O talento e a inexperiência são inegáveis e há sempre a esperança de dias melhores.

Related Images:

Gordo entrou no final do jogo contra Sinop: pouco tempo para uma correta avaliação

Romarinho pode voltar contra o Comercial-MS

Dudu deve estar à disposição de Adelson
Dudu deve estar à disposição de Adelson

O Ceilândia pode ter o retorno de Romarinho para a importante partida deste final de semana diante do Comercial-MS. Essa é uma boa notícia para o torcedor do Gato Preto. Dudu é outro que deve retornar, mas Alcione é desfalque quase certo.

Alcione não esteve bem contra o Anápolis, mas sua experiência faz falta
Alcione não esteve bem contra o Anápolis, mas sua experiência faz falta

De todos os desfalques o Ceilândia se ressente mais da ausência de Alcione. O meia não esteve bem contra o Anápolis, fruto de um processo de desgaste da sequência de jogos. Carlos Henrique entrou e deu conta do recado, mas a experiência de Alcione faz falta.

Carlos Henrique entrou na fogueira e não decepcionou
Carlos Henrique entrou na fogueira e não decepcionou

Os novatos estiveram bem e surpreenderam pela maneira como rapidamente se integraram à forma de jogar, casos de Leandro Love e Henrique titulares desde a primeira partida. A Série D é uma competição muito dura e é importante ter um elenco em condição de disputá-la. 

Edinho entrou no lugar de Dudu e mostrou qualidades interessantes
Edinho entrou no lugar de Dudu e mostrou qualidades interessantes

Edson Pacujá e Gordo estrearam contra o Sinop. O lateral mostrou variantes ofensivas interessantes, mas não foi testado defensivamente. 

Gordo entrou no final do jogo contra Sinop: pouco tempo para uma correta avaliação
Gordo entrou no final do jogo contra Sinop: pouco tempo para uma correta avaliação

Gordo entrou nos minutos finais do jogo contra o Sinop. Deu ritmo ao time do Ceilândia com bom posicionamento no meio de campo. Depois o jogo perdeu em estrutura e Gordo foi uma vítima do momento em que o jogo era disputado mais na vontade que na técnica.

Em suma: pouco tempo para avaliar se os novos jogadores manterão uma regularidade necessária para levar o Ceilândia à Série C. O começo foi bom, mas nada que afaste a importância de um Romarinho.

 

Related Images:

Comercial-MS: líder do grupo é o obstáculo na frente do Ceilândia

Contra o líder, Ceilândia enfrenta ares de mata-mata

Comercial-MS: líder do grupo é o obstáculo na frente do Ceilândia
Comercial-MS: líder do grupo é o obstáculo na frente do Ceilândia

Quis o destino que os confrontos de meio de tabela da Serie D assumissem ares de mata-mata.
O desenho dos confrontos indica que o vencedor de Sinop e Anápolis se colocará em condições de seguir adiante na luta pela vaga. 

Anápolis e Sinop se enfrentam: a princípio um vai e o outro fica
Anápolis e Sinop se enfrentam: a princípio um vai e o outro fica

No momento o surpreendente Comercial, que contratou 17 jogadores e foi montado às vésperas da competição, lidera a chave.
O Ceilândia está em segundo. A diferença do Ceilândia para o Sinop e Anápolis é de 3 pontos.

Sinop pega o Anápolis precisando vencer
Sinop pega o Anápolis precisando vencer

Um tropeço no final de semana (16h no horário de Campo Grande, 17h no horário de Brasília) significa que o Ceilândia poderá ser alcançado ainda na terceira rodada.

Novo tropeço na quarta rodada é impensável: reverteria completamente o cenário.

Poucas chances de gol contra o Sinop, mas atuação foi boa

Confrontos contra Comercial-MS devem decidir vaga

Elivelto teve muito trabalho pela esquerda e pouco se aventurou ao ataque contra o Sinop. Ceilândia precisa de sua força pelo lado esquerdo

O Ceilândia retoma os treinamentos nesta terça-feira para a série de confrontos contra o Comercial-MS.  As dificuldades da série D colocam à prova todos os departamentos do clube.

O time se reapresenta nesta terça e já inicia o trabalho visando aos dois jogos decisivos contra o Comercial-MS. A princípio nenhum dos que atuaram domingo preocupa. 

Poucas chances de gol contra o Sinop, mas atuação foi boa
Poucas chances de gol contra o Sinop, mas atuação foi boa

Fora de campo há algumas certezas. Alcione ainda se recupera da pancada sofrida contra o Anapolis e não deve jogar contra o Comercial-MS. Romarinho e Dudu estão melhores e podem voltar.

Os jogadores que estrearam ganharam pontos com Adelson. Edson foi muito exigido pela lateral direita e foi bem. Carlos Henrique também fez uma atuação correta.  Gordo entrou no segundo tempo e também não comprometeu, pouco para avaliar.

O Ceilândia enfrenta o Comercial-MS no próximo domingo, 17h horário de Campo Grande-MS, 18h no horário de Brasília.

 

No primeiro tempo, o Ceilândia encontrou a defesa do Sinop sempre bem fechada

Ceilândia empata em Sinop: 1 x 1

Edinho estreou pelo Ceilândia: muito trabalho pelo lado direito
Edinho estreou pelo Ceilândia: muito trabalho pelo lado direito

O Ceilândia teve que remar muito na noite deste domingo para empatar com o Sinop em 1 x 1 em um jogo no qual foi melhor quase o tempo inteiro.

O primeiro tempo foi todo do Ceilândia. O Gato Preto tinha a posse de bola e empurrou o Sinop contra o seu próprio campo. O Sinop, a seu turno, mostrava dificuldade na transição da defesa para o ataque e buscava  a ligação direta, O contra-ataque pelo lado direito da defesa do Ceilândia também preocupava.

O Sinop resumiu-se, na maior parte do jogo, a jogadas de bolas aéreas
O Sinop resumiu-se, na maior parte do jogo, a jogadas de bolas aéreas

O Gato Preto, com Edinho, Carlos Henrique e Gilmar Herê nos lugares de Dudu, Alcione e Romarinho, tinha a posse de bola, mas faltava o último passe. O jogo em sua essência era um jogo de intermediária a intermediária.

O primeiro tempo se encaminhava para o empate sem gols, mas na única jogada que oferecia algum perigo, Marinho fez de cabeça e abriu o marcador para o Sinop aos 47.

No primeiro tempo, o Ceilândia encontrou a defesa do Sinop sempre bem fechada
No primeiro tempo, o Ceilândia encontrou a defesa do Sinop sempre bem fechada

O segundo tempo começou com o Sinop empurrando o Ceilândia contra o seu campo de defesa. O time matogrossense oferecia perigo na bola aérea e fez o torcedor temer pelo pior. O tempo passou e Adelson viu-se na obrigação de mexer. Tirou Herê, cansado, e colocou Formiga.  

Aqueles dez primeiros minutos do segundo tempo parecia uma eternidade. O Sinop incomodava com a bola aérea. Aos 12, Felipe Cirne fez boa jogada pela direita e bateu de esquerda levando perigo. O Ceilândia estava voltando ao jogo.

Artur foi importante ao salvar gol feito de Cabralzinho. O empate viria em seguida
Artur foi importante ao salvar gol feito de Cabralzinho. O empate viria em seguida

Adelson não se contentou e mexeu no esquema tático do time. Colocou Jefferson e Gordo. O Ceilândia retomou por completo a iniciativa do jogo. As chances foram aparecendo. Primeiro com Leandro Love que chegou atrasado. Depois com Formiga. 

Formiga deu muito trabalho para a defesa do Sinop e foi premiado com o gol do empate
Formiga deu muito trabalho para a defesa do Sinop e foi premiado com o gol do empate

Aos 34 tudo mudou. No contra-ataque o Sinop perdeu gol feito com Cabralzinho. Como quem não faz leva, aos 36, não teve jeito. Formiga lutou com a defesa e bateu, a bola desviou na defesa e enganou o goleiro: gol do Ceilândia.

Após o gol de empate o Sinop tentou retomar o controle do jogo. Faltava inspiração ao time matogrossense que se limitava a jogadas de ligação direta.  O Ceilândia controlou o jogo e leva um ponto importante. Domingo que vem tem mais.

Romarinho recupera-se bem das fortes entradas sofridas diante do Anápolis

Serie D: Ceilândia deve ir completo a Sinop

Romarinho recupera-se bem das fortes entradas sofridas diante do Anápolis
Romarinho recupera-se bem das fortes entradas sofridas diante do Anápolis

Competição de tiro curto não permite tropeços. É desafio depois de desafio e, no desafio deste domingo, diante do Sinop, o Ceilândia  deverá ter o time completo.  Romarinho, Alcione e Dudu evoluíram bem e devem estar à disposição de Adelson de Almeida.

Pedrão e Gordo ainda não foram regularizados. È muito provável que estejam à disposição porque falta apenas a publicação dos registros no BID.

Do lado alvinegro há poucas informações sobre o Sinop. Sabe-se apenas que  atuou desfalcado diante do Comercial-MS.

Nos cálculos alvinegros, o time precisa conquistar 11 pontos nas cinco primeira rodadas se não quiser sofrer na última rodada. 

Filipe Cirne quase ampliou

Ceilândia vence Anápolis. Agora, pé na estrada

Romarinho fez o gol da vitória alvinegra
Romarinho fez o gol da vitória alvinegra

O Ceilândia estreou com vitória na Série D 2017. Jogando na tarde deste domingo no Abadião, o Gato Preto venceu o Anápolis por 1 x 0,  resultado importante na caminhada do Ceilândia em busca da classificação para a segunda fase.

Leandro Love deu muito trabalho à defensiva do Anápolis, mas o gol não veio
Leandro Love deu muito trabalho à defensiva do Anápolis, mas o gol não veio

O Ceilândia foi melhor que seu adversário o jogo inteiro. Não obstante, criou poucas oportunidades do gol. No primeiro tempo, o Ceilândia teve amplo domínio das iniciativas, mas chegou com perigo apenas uma vez, em cobrança de falta de Elivelto.

Humberto foi outro estreante: boa estreia
Humberto foi outro estreante: boa estreia

Veio o segundo tempo e o Ceilândia fez o seu gol logo aos três minutos. Emerson Martins viu Romarinho livre e o atacante alvinegro fez o seu 16o gol da temporada: Ceilândia 1 x 0.

Emerson Martins deixou Romarinho na cara do gol
Emerson Martins deixou Romarinho na cara do gol

Depois do gol, o Anápolis tentou sair para o jogo. Bem posicionado, o Ceilândia controlou as ações do adversário e Artur não precisou trabalhar.  Passados poucos minutos de instabilidade, o Ceilândia retomou as ações e poderia ter ampliado com Filipe Cirne, mas a bola passou rente à trave.

Filipe Cirne quase ampliou
Filipe Cirne quase ampliou

Os minutos finais trouxeram muita emoção. O Anápolis jogou todas as suas fichas em bolas paradas. Numa dessas e já no apagar das luzes, o adversário perdeu gol a única chance do Anápolis no decorrer de toda a partida.

Carlos Henrique entrou no final: pouco tempo para mostrar alguma coisa
Carlos Henrique entrou no final: pouco tempo para mostrar alguma coisa

No próximo final de semana o Ceilândia vai até Sinop-MT enfrentar os donos da casa que hoje perderam para o Comercial-MS por 2 x 0.

O Anápolis perdeu essa chance. Vitória justa do Ceilândia
O Anápolis perdeu essa chance. Vitória justa do Ceilândia

As contas para a classificação exigem que os candidatos à vaga consigam pontos fora de casa, principalmente em um grupo que se avizinha muito complicado. 

Gato Preto tem o desafio de se classificar para as 4as de final da Série D

Conheça o grupo do Ceilândia na Série D

Ceilândia e Anápolis tiveram muita dificulade para fazer fluir o jogo no amistoso desse sábado
Ceilândia e Anápolis tiveram muita dificulade para fazer fluir o jogo no primeiro amistoso do ano.

O Campeonato Brasileiro da Série D começa neste final de semana. O Ceilândia está no Grupo A10 com Anápolis, Comercial-MS e Sinop. Trata-se de um dos grupos mais duros da competição. O Ceilândia vem de realizar boas campanhas em competições nacionais, manteve a base dos últimos anos e foi  bem nas partidas contra Luverdense e ABC neste  ano.

Apenas o líder do grupo tem a classificação garantida para a fase seguinte. Isso torna a competição muito complicada. Qualquer tropeço em casa pode ser fatal. 

Ceilândia entra em campo neste domingo sabendo que não pode tropeçar
Ceilândia entra em campo para enfrentar o Comercial em 2016: tudo mudou

O Anápolis é treinado por Ramon Menezes. A equipe realizou alguns amistosos visando a Série D. No último final de semana empatou com o Goiânia em 1 x 1. A equipe sofreu muitas alterações em relação ao time que começou a temporada com um jogo treino contra o Ceilândia.  

O Sinop manteve a base da boa equipe que disputou o Estadual.  O vice-campeão matogrossense fez boa campanha na Série D 2016, mostrando uma equipe bem equilibrada. O treinador Marcos Birigui vem fazendo um bom trabalho e coloca o Sinop como uma das forças do grupo.

O Comercial vem com um time muito mudado em relação ao estadual. O técnico Valter Ferreira dirige a equipe que trocou quase todo o elenco. No total, 17 novos jogadores integraram-se ao elenco do Comercial que, enfim, poderá mandar os jogos no Estádio Morenão. No último final de semana o Comercial fez um amistoso com o União Rondonópolis e empatou em 1 x 1.