Tag: Gremio Anapolis

Ceilândia despacha Gremio Anápolis: 1 x 0

Gabriel: outra boa partida. Esta camisa lhe cai bem.

Era jogo de mata-mata. Como todo jogo de mata-mata, foi truncado, difícil, decidido nos detalhes.

Americano deu muito trabalho para a defesa do GEA, mas não teve chances de gol

Jogando na tarde deste sábado, no Regional, o Ceilândia despachou o Grêmio Anápolis na disputa por uma vaga na segunda fase da Série D 2022. 

Faleiro ficou preso na marcação

O Gato preto sofreu. O Grêmio Anápolis amarrou o jogo o quanto pôde.  

Peninha jogou muito, mas ele e o time precisam acreditar um no outro

O jogo no primeiro tempo foi sonolento. O GEA não queria jogar. Esperava por uma bola. O Ceilândia não conseguia furar o sólido sistema defensivo adversário e apostou na paciência.

Ferrugem e Filipinho mudaram o rumo do jogo: é preciso estar pronto!

O segundo tempo começou como o primeiro.  O Grêmio Anápolis atrás, segurando o jogo, o Ceilândia sem correr riscos.

Werick importante defensivamente. Cedeu lugar a Ferrugem

O panorama do jogo mudou a partir dos 15 minutos do segundo tempo.  Premido pela necessidade, o Ceilândia começou a arriscar um pouco mais.  Nisso a importância de Adelson que tirou Werick e colocou Ferrugem. Roberto Junior entrou como referência, Felipe Clemente e Americano mudaram de posição.

Ceilândia rondou o gol do GEA, mas sofreu até marcar

Apesar da discreta melhora, as chances de gol não apareciam.  O Ceilândia, apesar de ter melhorado e tomado a iniciativa do jogo, não tinha volume de jogo. Adelson corrigiu colocando Filipinho no lugar de Americano.

China foi muito exigido no segundo tempo e esteve à altura do desafio

O Ceilândia passou a ter volume de jogo com Ferrugem e Geovane municiando Filipinho e Peninha e as chances foram aparecendo, mas não muito claras.

Na chance mais clara, Felipe Clemente não foi feliz… sofrimento continuou

Adelson foi para o tudo ou nada aos 38 ao colocar Gleissinho e Maycon.  A aposta parecia evidente: bola aérea nos minutos finais.

Maycon Valeriano: o nome do gol… o Ceilândia vive!

De tanto insistir o gol veio aos 43 da etapa final:bola alçada na área e Maycon Valeriano apareceu livre para fazer o seu primeiro e até agora mais importante gol com a camisa alvinegra: Ceilândia 1 x 0.

D 2022- Grupo A5

PosClubeJVEDGPGCSPts
114103122101233
2147431711625
3146351413121
4146351012-221

O árbitro deu mais 6 minutos de acréscimo. O Ceilândia poderia ter ampliado, mas não ampliou. Segurou a segunda vitória consecutiva e mostrou que não está morto como muitos diziam… O Gato Preto ainda está vivo.

Mata-mata: Vencer e continuar na luta

Ferrugem está à disposição de Adelson para o jogo contra o GEA

Para o Ceilândia o mata-mata começou semana passada e continua hoje, quando enfrenta o Gremio Anápolis, 15h30, no Regional.

Geovane subiu muito de produção e pode voltar no jogo de hoje.

Para a partida de hoje o técnico Adelson de Almeida poderá contar com o retorno de Igor e Geovane. Os dois atletas tem sido titulares e não jogaram contra o Operário por força de suspensão.

Igor também volta de suspensão.

Outros atletas que estão à disposição de Adelson de Almeida são Ferrugem e Gleissinho.  O primeiro vinha sendo titular e peça importante no time do Ceilândia. Gleissinho vinha sendo utilizado com regularidade vindo do banco.

Dudu está suspenso e não pode enfrentar o Gremio Anapolis

O Ceilândia venceu o Operário, adversário direto na briga pela vaga, com um time muito modificado. Claro que futebol não se faz com bravatas ou apenas por impulso.  É preciso que o time a ser escalado hoje seja aquele capaz de conquistar a vitória.

Roberto Junior: com Pítio lesionado, Junior tem sido importante.

O Ceilândia tem 2 desfalques certos: Dudu foi importante contra o Operário, mas  tomou o terceiro amarelo e está fora.

Mirandinha, lesionado, não joga hoje.

Mirandinha  com fratura no dedo também não joga. 

Roberto Pítio continua de fora.

A esses desfalques somam-se os desfalques de Roberto Pitio (coxa) e Giovani Goiano (ligamentos). 

Giovani era uma das opções recorrentes.  Recuperou-se de lesão e ficou no banco contra Operario.

Enquanto isso, uma boa notícia: os goleiros Leó Unamuzaga e Michael passaram por cirurgia de meniscos e já treinam com bola.  Como se vê, o DM continua agitado.

Marchesan, Kayser e Léo:  Léo passou por cirurgia e voltou a treinar com bola.

O Ceilândia não tem muita escolha: vence e continua na sua luta por uma vaga na segunda fase e melhora a posição no ranking da CBF ou nada mais tem a fazer na D 2022.

Michael teve que passar por nova cirurgia. Voltou a treinar com bola.

Além disso, o Gato Preto não depende apenas de si. Precisa vencer e torcer por resultados negativos do Operário-MT (enfrenta o Anápolis) e Iporá (enfrenta o Brasiliense).

Ceilândia precisa de partida perfeita neste sábado para seguir em frente.

O Gremio Anapolis ainda não está eliminado e para ele o jogo de hoje diante do Ceilândia também tem ares de decisão. O time goiano tem reduzidas chances de classificação. Depende de uma combinação de resultados ainda mais complicada que a combinação de resultados de que  o Ceilândia depende.

Tirar água de pedra para classificar

Dudu jogou contra o Operário, mas o titular é Geovane

Com a vitória diante do Operário-VG-MT, o Ceilândia se mantém vivo na disputa por uma vaga na segunda fase da Série D.

Gabriel teve muito trabalho contra o Operário

A classificação é importante por diversos aspectos, inclusive porque um dos objetivos  do Ceilândia em 2022 é subir no ranking da CBF. Passar de fase ajudará bastante.

Clemente mudou o astral do time

Acontece que não vai ser fácil.  Para pensar em chegar na segunda fase o Ceilândia precisa vencer os dois jogos que lhe restam: GEA em casa e Costa Rica-MS fora.

Defesa ainda tem problemas, mas fez o suficiente contra o Operário

Enquanto isso torcerá por tropeços dos adversários mais diretos: Operário-VG-MT que enfrenta o Anápolis fora e depois o Iporá em casa; Iporá que recebe o Brasiliense e depois enfrenta o Operário fora.

Peninha fez boa partida. Saiu para entrada de Filipinho que também entrou bem

A combinação de resultados esperada não é impossível. Na verdade a combinaçao de resultados de que precisa é até bem provável.  Resta ao time realizar boa semana de trabalho e fazer a sua parte. 

Ceilândia tem que tirar água de pedra

Para o jogo do próximo sábado, 15h30, no Regional, o técnico Adelson de Almeida terá a volta dos jogadores suspensos (Igor e Geovane) e quem sabe de Ferrugem.

Na força do elenco, Ceilândia supera problemas para se manter na liderança

Dudu entrou nos minutos finais do jogo contra o Operário. Pouco tempo para mostrar algo

A força do elenco tem feito a diferença nesse início de Série D, mas a vida do treinador Adelson de Almeida não está sendo fácil.

Medeiros é peça importante no esquema de Adelson de Almeida

O Ceilândia tem sofrido com as lesões. Dentre os afastamento por lesões mais sentidos estão o de Medeiros, um dos principais nomes do time, e Peninha.

Peninha sentiu a falta de ritmo: histórico de lesões musculares que se resolve com trabalho, muito trabalho.

Medeiros não jogou contra o Gremio Anápolis e contra o Operário. Peninha sentiu o posterior e ficou de fora contra o Operário. Peninha luta contra lesões musculares crônicas.

Hiury fez boa partida contra o Gremio Anápolis: lesão e pedido para deixar o time

Outro afastado por lesões foi Hiury. O meia sofreu uma grave lesão no jogo contra o Brasiliense, ainda pela primeira fase do Candangão. Voltou no final do campeoanto mas voltou a se lesionar contra o Gremio Anápolis. Abatido, o jogador pediu para deixar o Ceilândia.

Ceilândia foi buscar reforço no Goianésia

A direção correu no mercado e trouxe o meia Maycon, que jogou o Campeonato Goiano pelo Goianésia. Maycon participou do jogo treino contra o Ceilãndia no início do ano.

Ceilândia foi buscar Dudu e Maycon do Goianésia

O volante Dudu já está integrado ao elenco e entrou nos minutos finais do jogo contra o Operário.

Na força do elenco, Ceilândia lidera grupo  ao lado do Brasiliense

No próximo sábado, 15h30, o Ceilãndia enfrenta o Ação. Gato Preto e Brasiliense disputam a liderança do grupo 5 ponto a ponto. Nesse contexto, a importância da partida cresce porque também interessa à briga doméstica.

 

Ceilândia vai a Anápolis, segura o GEA e volta com empate

No passe de Matheus Guarujá, a melhor chance do Ceilândia com Hiury

O Ceilândia foi ao Jonas Duarte enfrentar o Gremio Anapolis. Durante a maior parte do jogo, o Ceilândia entregou a bola para o adversário. O Gremio Anapolis apesar da posse tinha grande dificuldade na transição e se tornou presa facil para o sistema defensivo alvinegro.

Kayser foi um mero expectador: volantes e defesa controlaram as ações do GEA

Essa foi a toada do jogo: o Ceilândia se desfazia rapidamente da bola para em seguida recupera-la no campo de defesa. O Gremio Anapolis tinha uma transição lenta que facilitava muito a vida da defesa alvinegra.

Hiury e Filipinho jogaram muito avançados. Deixaram muito espaço para os volantes

Veio o segundo tempo e se esperava que o panorama mudasse. Nao mudou integralmente. A diferença agora foi que o Ceilândia conseguia retomar a bola na sua intermediaria.

Filipinho correu muito. Saiu exausto.

Na metade do segundo tempo os tecnicos fizeram diversas alteraçoes. No Ceilandia entraram Peninha, Hericlis e Werick.

O Ceilandia foi melhor nos ultimos 15 minutos

O jogo ficou mais franco, sem as posses de bola intermináveis nos campos de defesa. Ainda assim, apesar dos dois times terem  chegado uma ou outra vez, os dois goleiros não trabalharam.

Matheus Guaruja deu muito trabalho ao GEA, mas faltou aproximação

Em termos de campeonato foi um bom resultado. O Ceilândia vai ter agora uma sequencia de jogos em casa contra Operario-VG-MT e Ação-MT. Depois de 3 semanas de trabalho é de se esperar que mostre o padrão de jogo que se espera.

No encontro de líderes, Ceilândia enfrenta Gremio Anapolis

Vidal tem sido muito importante pela dedicação que demonstra

Um duelo de líderes hoje à tarde no Jonas Duarte pelo Grupo 5 da Série D 2022. Ceilândia e Gremio Anapolis sabendo que um bom resultado coloca o time em situação muito vantajosa no grupo.

Na insistência de Medeiros, pênalti convertido por Pítio para a vitória na estreia.

O Ceilândia deve ter modificações pontuais para o jogo de hoje.  Ainda em formação, o Gato Preto tem apresentado desequilíbrios pontuais. Esses desequilíbrios não passaram despercebidos para Adelson de Almeida.

Geovane pode estrear hoje na Série D 2022

A avaliação feita na semana passada era de que o time melhorasse a cada jogo. Então, é de se esperar que o time se comporte melhor no jogo de hoje.

Igor e Medeiros: provavelmente juntos no jogo de hoje e defesa mais sólida.

A expectativa de Adelson era de que o time demorasse de 3 a 4 jogos para encaixar. Então, é natural que o treinador continue buscando a formação ideal.

Matheus Guarujá foi bem individualmente na estreia, mas o time ainda precisa saber como melhor usa-lo.

Embora Adelson costume montar seus times de acordo com o adversário, é provável que mantenha a base dos últimos jogos, com alterações pontuais.

Ceilândia volta a jogar pela Serie D: jogo importante para as pretensões alvinegras.

Ceilândia e Gremio Anapolis embora tenham se enfrentado em diversos amistosos, jamais se enfrentaram em competições oficiais. Será a primeira vez.

Gabriel Pedra comemora o gol da vitória sobre o Gremio Anapolis no inicio do ano.

No confronto entre líderes do Grupo A5 da Série D, uma vitória alvinegra o coloca em excelente condições para se classificar à próxima fase até porque sabemos que a tabela do returno coloca o Gato Preto para decidir a vaga fora de casa. Então, quanto mais pontos marcar na primeira fase melhor.

 

Muita calma nessa hora

É preciso aprender com os erros do jogo contra o Botafogo… e seguir em frente

A derrota nunca foi algo bem digerido para os lados da Cidade do Gato.  Isso é positivo.

Há sempre o risco de intervenções externas e mesmo internas tornarem o problema maior do que efetivamente é. Direção e comissão técnica são experimentados e saberão conduzir o processo. Jogadores são em sua maioria rodados e sabem qual a regra do jogo.

Igor fez falta nos jogos anteriores. A princípio volta contra o Gremio Anapolis

O time está sendo remontado, depois da saída de importantes jogadores. Até onde acompanhamos, o trabalho tem sido bem feito.

A base que ficou é boa e nesses dois jogos não ouvimos reclamações especificas em relação a quem já estava no time titular.

Ceilândia venceu o Costa Rica-MS na estreia.

É verdade que nem todos que entraram jogaram bem tanto contra o Costa Rica quanto contra o Botafogo-RJ.  Aqui reside o problema. Alguns demonstraram claramente que não estão em ritmo de jogo ou não reunem as condições para serem titulares. Era um risco a ser corrido.

Em 2012, CEC venceu Gremio Anápolis e Aparecidense.: últimas vitórias em solo goiano
Ceilândia volta ao Jonas Duarte para enfrentar Gremio Anápolis. Ultima vez em 2012,

É uma questão de adaptação. Se o jogador não reune condições,  a solução é uma; se tem condições e não está em ritmo de jogo a decisão deve ser uma ou outra.

Adelson conversa com o Presidente alvinegro: últimos detalhes

O fato é que amanhã o Ceilândia vai a Anápolis jogar pela Série D. Voltamos para a nossa realidade e para adversário que vive a nossa realidade. O elenco tem peças muito boas e que depois de 2 jogos juntos podem fazer uma apresentação ainda melhor.

Então, muita calma nessas horas.

35 anos depois, Ceilândia e Botafogo: Muita coisa mudou!

Julho de 1987: Wadi abre o placar para o Ceilândia contra o Botafogo (Reprodução Correio Braziliense).

Ceilândia e Botafogo-RJ se enfrentaram uma única vez em 1987. Naquela época o Ceilândia, comandado por Brito, era um time semiprofissional e jogou contra um Botafogo treinado por Jair Pereira e no qual se destacavam jogadores de expressão nacional como Josimar, Wilson Gottardo, Berg e Mauricio.

O Ceilândia foi melhor no primeiro tempo e saiu na frente com Wade, último agachado à direita. O Botafogo virou com Helinho e Berg.

O Ceilândia de 1987 (de Dias, Paulão, Tiao, Chicão, Chaguinha, Carlinhos e Wade fez bela campanha no então Candangão (na época muitos chamavam Campeonato Metropolitano).

Muita coisa mudou. Até 1987 o Ceilândia jamais disputara uma competição nacional. A estrutura era semiprofissional. O time se via como algo exótico e demorou para se levar a sério, algo que sómente aconteceu neste século.  O Ceilândia atualmente se vê como um clube de futebol.

Ceilândia EC x Botafogo

Hoje o Ceilândia é um time profissional. Disputou a Série B em 1989, chegando na segunda fase. Disputou a C e a D por diversas oportunidades. Não existe nada de exótico na administração dentro e fora de campo.  Apesar da estrutura administrativa simples, o time é profissional.  O Gato Preto tem uma estrutura física de fazer inveja a times melhor ranqueados.

CEC voltará ao Estádio Nacional para um jogo de vida ou morte
CEC voltará ao Estádio Nacional

Em termos orçamentários a distância entre Ceilândia e Botafogo ainda é grande.  Esta é hoje uma questão muito importante para o Ceilãndia. Daí a preocupação com o jogo desta quarta ultrapassa as 4 linhas. As despesas para realização do jogo e a pressão por público podem levar a que as contas não fechem.

Diversas seleções treinaram no CT do Ceilândia, dentre elas a Brasileira Sub17 2019

O custo para realizar o jogo é muito alto! Sabe-se que as despesas do jogos serão custeadas pelos torcedores que pagaram ingresso, aqui excluídos aqueles que receberam o ingresso do patrocinador.  O ingresso normal está sendo vendido a 80 reais. Nesse caso seria necessário vender 5.000 ingressos apenas para pagar as despesas com o jogo – Segundo nos foi informado. Olhamos o boletim financeiro de Avai x Ceilandia e ali constava despesa superior a 100 mil para aquele jogo, de modo que não dá para dizer que a afirmação é incorreta).

Seleção Campeã do Mundo Sub17 em 2019, treinou no CT do Ceilândia

As buscas por ingresso tem sido boas, mas o risco de prejuízo sempre existe.  Vendo de perto  é que se percebe que há uma grande distância entre o mundo das fórmulas mágicas e dancinhas das mídias sociais e a crueza das contas que não se pagam sozinhas.

Dentro de campo, são 11 contra 11. O Ceilãndia tem um time experimentado. Sabe que o nível de exigência para vencer um time de Série A é sempre maior. A maior dificuldade reside justamente nesse ponto. Para nós é um nível de exigência que ocorre eventualmente, para eles é um nível de exigência que se repete a toda semana.

Para vencer a desconfiança: Ceilândia 1 x 0 Costa Rica… e foi pouco

Igor foi poupado. Liel entrou no seu lugar, mas sentiu a falta de ritmo de jogo

O Ceilândia superou um primeiro tempo confuso  para mudar completamente a postura no segundo tempo e conseguir a primeira vitória na Série D 2022.

Filipinho estreou. Não jogou mal, mas sofreu com a falta de entrosamento

O Gato Preto veio para a partida cercado de desconfianças. Afinal, o time que jogou hoje quase nada tinha a ver com o time que a torcida estava acostumado.

Matheus Guarujá deu muito trabalho ao Costa Rica

O começo foi hesitante.  Se é verdade que o Ceilândia, no primeiro tempo, não conseguiu criar situações claras de gol, não menos verdade é que o Costa Rica pouco fez.

Whattiman entrou no final e mostrou que pode ser util.

Há uma exceção à afirmação de que o Costa Rica pouco fez. Nos acréscimos do primeiro tempo, Liel chegou atrasado e permitiu que o atacante do Costa Rica chegasse cara-a-cara com Kayser. Por sorte do Ceilândia o chute foi para fora.

O Ceilândia foi um time confuso no primeiro tempo e poderia ter saído atrás no marcador

Veio o segundo tempo e o Costa Rica veio com 3 alterações, mais uma alteração de postura. O time sul-mato-grossense ensaiou um domínio das ações, mas logo o Ceilândia equilibrou o jogo.

Hiury entrou no final do jogo e jogou bem.

Adelson não demorou para mexer no time, colocando Hericlis e Peninha. O Gato Preto melhorou instantaneamente. Hericlis melhorou a saída de bola e Peninha melhorou a transição.

Entrada de Hericlis melhorou a saída de bola

Com a melhora, as chances foram surgindo, a mais importante com Hericlis, que acertou o travessão.

Entrada de Peninha melhorou a transição.

Não demorou e o Ceilândia fez o gol da vitória. Aos 28, Medeiros disputou a bola dentro da área e a bola bateu no braço do jogador do Costa Rica. É daqueles penaltis que marcaram 2 vezes contra o Ceilândia este ano. Agora foi marcado a favor.

Na insistência de Medeiros, zagueiro toca a mão na bola: penalti!

Roberto Pítio bateu rasteiro para vencer o goleiro do Costa Rica: Ceilândia 1 x 0.

Roberto Pítio comemora o gol da vitória alvinegra.

Depois desse gol, o Ceilândia teve ao menos outras 3 oportunidades de aumentar o marcador, mas sempre esbarrou no goleiro adversário.

Ceilândia perdeu ao menos outras 3 ou 4 chances de ampliar o marcador.

Agora, o Ceilândia foca no jogo de quarta-feira, no Nacional, contra o Botafogo-RJ pela Copa do Brasil.

Vai ser uma semana puxada porque sábado tem jogo contra o Gremio Anapolis em Anapolis.

Ceilândia vence Grêmio Anapolis em amistoso preparatório

Na primeira jogada, Romarinho sofreu falta violenta.

Jogando na tarde deste sábado,  debaixo de muita chuva, o Ceilãndia venceu o Grêmio Anapolis por 1 x 0, jogo disputado no CT do adversário.

Sem bolas longas dos jogos-treinos, HIwry participou ativamente do jogo.

O resultado é  o detalhe de menor importância. A vitória não pode servir para encobrir defeitos apresentados, como uma derrota não serviria para afastar as virtudes. Se perguntassem qual a maior virtude, diriamos: a solidariedade demonstrada. Sempre havia mais defensores que atacantes.

Cabralzinho deu muito trabalho à defesa adversária

No primeiro tempo o jogo foi relativamente equilibrado, mas o Ceilândia no conjunto foi melhor. Teve mais e melhores oportunidades que seu adversário.

Muita chuva. Gramado pesado dificultou o jogo

Veio o segundo tempo e o Gremio Anapolis voltou melhor. No geral foram aproximadamente 15 minutos de domínio do adversário. Nesse período, o Gremio poderia ter aberto o marcador, mas Kayser mostrou virtudes importantes.

No geral o Ceilândia foi sempre um time solidário

Adelson mexeu no time e com isso o Ceilândia voltou a tomar o controle da partida. Foi aí que Gabriel Pedro, o artilheiro de 2021, mostrou que pode não ser o nome mais conhecido, mas é sempre uma peça importante. Em jogada individual, Gabriel fez Ceilândia 1 x 0.

No segundo tempo, o Ceilândia sofreu um pouco mais… e fez o gol

O Grêmio Anápolis sentiu o gol. O Ceilândia assumiu de vez o controle do jogo, mas faltava algo de inspiração.

Gabriel Pedra comemora o seu gol

O Ceilândia mostrou algumas virtude importantes no sistema defensivo, melhorou na transição da defesa para o ataque ao exigir mais a participação de Hiwry, mas pecou no ultimo passe e na conclusão.

Mirandinha no combate: este Ceilândia joga diferente de 2021

A defesa que tem suas virtudes também errou. Em ao menos 2 saídas de bola, pelas laterais e pelo centro, permitiu ao Gremio Anapolis as suas melhores chances.

Erros na saída de bola poderiam ter custado a vitória

De qualquer sorte uma vitória é sempre uma vitória. O time tem 15 dias para consertar os defeitos apresentados. No próximo sabado vai a Goianésia.

Ceilândia faz primeiro amistoso antes do Candangão 2022

O Legião defendeu-se bem, mas não foi capaz de oferecer resistência efetiva

O Ceilândia viaja para enfrentar, ainda neste sábado, o Grêmio Anápolis. Todo amistoso é sempre importante, mas carrega em si a necessidade de uma análise adequada.

HIwry sofre com os passes longos. A transição não tem passado por ele.

Conhecendo o Ceilândia, todos sabemos que uma derrota é sempre uma tragédia para os lados da Cidade do Gato. Então, todo jogo-treino, todo amistoso, todo jogo carrega consigo um peso adicional.

Ainda é pouco, mas Caíque tem sido importante taticamente.

Adelson costuma esconder as suas estratégias. Este ano, Adelson parece ainda mais cuidadoso. Em nenhum dos jogos-treinos, contra equipes amadoras, Adelson mostrou o que pretende taticamente da equipe.

Há diversas conclusões: A principal conclusão  é a de que Adelson tem priorizado os treinos táticos em detrimento dos jogos-treinos.

Adelson tem mantido o meio, mas a defesa ainda não foi testada

Para o amistoso de hoje, Adelson sabe que terá que expor o que pretende em ao menos um tempo. Então, o amistoso será importante para que tenhamos uma visão clara da pretensão do treinador em termos táticos e o quanto o time avançou nessa direção.

Gabriel foi artilheiro do time em 2021: Espécie de Curinga de Adelson

Há uma preocupação com o aspecto técnico. Por razões justificadas, sabe-se que os jogadores não estão no melhor de suas formas técnicas. Uns mais, outros menos.

Adelson tem dado prioridade aos treinos táticos

Individualmente, nenhum jogador tem chamado a atenção. Isso tem muito a ver com o fato de que ainda estão evoluindo física e tecnicamente. Isso pode ser positivo porque nessas horas é mais importante evoluir como time.

Os jogos-treinos serviram para dar movimentação aos jogadores. Hoje,  muda de patamar.

Claro que Romarinho chama a atenção pelos gols marcados, mas seria injusto dizer que está acima dos demais. Uma análise mais criteriosa o coloca no mesmo nível dos demais.

Giovani foi muito utilizado em 2021. Opção para 2022.

Faltam 15 dias para a estréia. Jogadores e Comissão sabem que agora é a hora de fazer o polimento do time, de modo a permitir começar bem o campeonato.

Faltam menos de 15 dias para a estreia

Ceilândia fará dois amistosos antes do Candangão 2022

Em 2012, CEC venceu Gremio Anápolis e Aparecidense.: últimas vitórias em solo goiano
Depois de 10 anos, Ceilândia volta a enfrentar o Grêmio Anápolis. Agora na preparação para 2022

O Ceilândia continua com os trabalhos de preparação para o Candangão 2022.

Como se viu do jogo-treino da última terça-feira, há muito caminho a ser percorrido. Na essência, o jogo-treino serviu principalmente para que os jogadores se movimentassem, depois de uma semana de trabalho pesado.

Wallace entrou no segundo tempo: opção para a defesa alvinegra
Em 2016, Ceilândia enfrentou o Goianésia na preparação para o Candangão.

Ontem, a diretoria divulgou a programação até a estréia contra o Gama, no dia 22 de janeiro. Dos quatro jogos-treinos agendados, dois são contra equipes amadoras.

Equipe amadora, Recantense enfrentou o Ceilândia apenas nas categorias de base, como nesse jogo de 2012.

No dia 27 de dezembro, no CT, o Gato Preto enfrentará o Recantense. Na semana seguinte enfrentará a equipe sub-20 do Legião.

Romario é uma das boas novidades: está de volta ao Ceilândia

Para finalizar, dois jogos contra times que se preparam para o Campeonato Goiano: no dia 8, o Gato Preto enfrentará o Gremio Anapolis e no dia 15, uma semana antes da estreia, enfrentará o Goianésia.

Última vitória em solo goiano foi contra Aparecidense pela Série D 2012

Ceilândia terá primeiro teste de verdade

Em 2012, CEC venceu Gremio Anápolis e Aparecidense.: últimas vitórias em solo goiano
Em 2012, CEC venceu Gremio Anápolis e Aparecidense.: últimas vitórias em solo goiano

Com duas semanas de treinamentos, o Ceilândia EC vai a campo enfrentar o Goianésia. O cronograma de preparação é curto, mas é assim para todo mundo.

O técnico Adelson de Almeida terá a oportunidade ver como está a sua equipe. Será um bom teste  na medida em que trará as cobranças naturais do ambiente do futebol.

Última vitória em solo goiano foi contra Aparecidense pela Série D 2012
Última vitória em solo goiano foi contra Aparecidense pela Série D 2012

Além do desafio do jogo em si mesmo considerado, o Ceilândia terá outro desafio: vencer um time goiano. A última vitória do CEC em território goiano foi em 2012. Naquele ano, o CEC venceu o Gremio Anápolis na fase de preparação e, depois, venceu a Aparecidense pela Série D. Depois disso, o CEC não tem tido bons resultados em território goiano.

Para essa partida, Adelson ainda não vai contar com todos os seus jogadores no time-base. Não obstante, deve observar todos os jogadores, mesmo aqueles que ainda não recuperaram a forma física ideal.

O jogo será disputado no Clube da Jalles Machado, às 16h, com cobrança de ingresso a  R$ 10,00.

Related Images:

Incômodo goiano

 

Dimba em 2010 diante do Morrinhos
Dimba em 2010 diante do Morrinhos

Os últimos confrontos entre o Ceilândia e os times goianos não tem sido das melhores experiências para o alvinegro, ao menos quando o assunto é amistoso.

Desde 2010, o Ceilândia foi ao Estado vizinho por seis oportunidades e saiu derrotado em cinco, com apenas uma vitoria. Nesse periodo, contudo, o CEC recebeu a visita de goianos por tres vezes, mas conseguiu vencer apenas o Cristalina, entao na terceira divisao do futebol goiano.

Janeiro 2010 – Regional – Morrinhos – Ceilandia 0 x 1 Morrinhos – Ailton fez o gol do time visitante
junho 2010 – Jonas Duarte – Anapolis – Ceilandia 1 x 2 Anapolis – Chefe marcou par o Ceilandia. Ferrari e Thiaguinho marcaram para o Anapolis
julho 2010 – Regional –  Cristalina –  Ceilandia 3 x 1 Cristalina –  gols de Chefe, Dimba duas vezes para o CEC  e Chiquinho para o Cristalina
janeiro 2011 – Genervino da Fonseca – CRAC – Ceilandia 0 x 1 CRAC – Juliano para o CRAC
Janeiro 2012 – Jonas Duarte – Anapolina – Ceilandia 0 x 1 Anapolina – Duda para a Anapolina
junho 2012 – Jonas Duarte – Ceilandia 2 x 0 Gremio Anapolis – Nelisson e Perivaldo para o CEC
janeiro 2013 – Jonas Duarte – Ceilandia 0x1 Gremio Anapolis – Manoel Junior para o Gremio Anapolis

Nos jogos oficiais ha mais equilibrio: duas vitorias do Ceilandia (1×0 Aparecidense em Goiania, 1×0 CRAC no Regional, empate em 2×2 em Catalao contra o CRAC e derrota no Regional contra a Aparecidense, 1 x 0, tudo pela Serie D 2012.

O conjunto dos resultados pode mostrar bem a disparidade entre o futebol goiano e o futebol do Distrito Federal. Sob certa perspectiva, a diferença nao se explica: o investimento do Ceilandia nada deve ao investimento dos times que tem enfrentado.

Neste ano, o CEC ja enfrentou os goianos por duas vezes. Empate em casa diante do Anapolis e derrota em Corumbá de Goiás para a Anapolina.

Claro que uma vitoria diante da Anapolina seria bem vinda. O problema, nessas horas, e’ acreditar que se esta pronto antes da hora. Sao as armadilhas do futebol…

Related Images:

Adriano e Daniel regularizados. Wudson sai

Adriano treina: registro no BID
Adriano treina: registro no BID. Foto: Antonio Gomes

Adriano e Daniel já estão regularizados. As inscrições dos dois jogadores já foram publicadas no boletim da CBF. Com isso, os dois atletas já possuem condições de jogar pelo Ceilândia.

Wudson em ação: competição difícil por uma vaga no ataque
Wudson em ação: competição difícil por uma vaga no ataque

Se, por um lado, Adriano e Daniel  reforçam o alvinegro, o atacante Wudson deixou o CEC. Wudson até que teve um bom começo com a camisa alvinegra, mas enfrentava dificuldades por uma vaga num ataque que tem Dimba e Cassius.

 

Related Images: